Um passeio pela história em das principais rotas que ligava o Sul ao Sudeste brasileiro no século 18

A cavalgada Caminho das Tropas nos Campos Gerais reúne as melhores características do turismo equestre: bons cavalos, boa trilha, história, cultura, gastronomia e meio ambiente. Numa região chamada de segundo planalto, cavalgamos em áreas junto a Escarpa Devoniana. Notável formação geomorfológica que estende-se como uma faixa em forma de arco, por mais de 200 quilômetros.

Seus desníveis com paredes abruptas e verticalizadas, originadas pela erosão que vem esculpindo o relevo, formam verdadeiros cânions, sendo o mais famoso deles o de Guartelá. Reconhecido por sua beleza natural e pelo fato de ser uma das primeiras vias terrestres de ligação entre o Sul e o Sudeste do Brasil, o Caminho das Tropas, traçado no século XVIII alia história e turismo.

A região era passagem de inúmeros rebanhos de gado e tropeiros que percorriam o Caminho do Viamão, desde o Rio Grande do Sul até as feiras de Sorocaba, em São Paulo. O antigo fluxo desses tropeiros exerceu fundamental importância na formação cultural e econômica do Paraná, que acolheu várias levas de imigrantes europeus nessa região. Um passado repleto de histórias.

Veja mais conteúdos sobre Turismo Equestre

O contraste entre os campos onde ainda pode-se ver algumas araucárias, árvore símbolo do Paraná, e as escarpas serranas é a característica principal da região. Essa paisagem proporciona cenários naturais de magia e rara beleza. Uma cavalgada onde alternamos momentos de contemplação da paisagem com outros de muita aventura.

A cultura local é fortemente influenciada pelas cooperativas de colonização holandesa e eslavo-germânica, como a Witmarsum que vamos visitar e conhecer um pouco de sua história e provar sua gastronomia. No caminho das tropas em Campos Gerais desbravaremos muitas coisas que conta um pouco do passado do nosso imenso Brasil.

Por Paulo Junqueira Arantes
Cavaleiro profissional e Diretor da agência Cavalgadas Brasil
www.cavalgadasbrasil.com.br