Marco promete conectar ainda mais as associações do cavalo Crioulo de ambos o países

De fato, não existem limites ou barreiras quando se fala em expansão do cavalo Crioulo. Prova disso é que nesta semana foi registrada a primeira revisão e confirmação de animais da raça por um técnico brasileiro em território italiano.

Um novo elo que promete conectar ainda mais as associações e os criadores de ambos os países. O responsável pela visita técnica foi o superintendente de Registro Genealógico e supervisor técnico da Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Crioulo (ABCCC), Frederico Vieira Araújo. 

O estabelecimento visitado para a revisão foi a Cabanha La Matilde, de propriedade do criador Vittorio Rabboni, localizada na cidade de Reggio Emilia, Itália. No total, 20 representantes da raça foram revisados.

Entre éguas, reprodutores e castrados, 12 animais foram confirmados, recebendo assim a marca da ABCCC e o registro definitivo. Já outros cinco tiveram seu registro provisório encaminhado.

Portanto, são exemplares nascidos fora do Brasil, mas com genética inteiramente brasileira. “Grande satisfação, porque é um criador italiano concentrado e identificado com os animais de origem brasileira, o que para nós é muito importante”, destaca Araújo.

O supervisor técnico da ABCCC também fez questão de elencar a qualidade encontrada na manada. Classificando-os, assim, como animais de boa identidade racial e com potencial de competitividade em qualquer lugar. “O que nos orgulha, por saber que são animais que representam muito bem a raça aqui na Europa”, completa.

Criador Vittorio Rabboni (ao fundo) presente na revisão feita pelo técnico
Criador Vittorio Rabboni (ao fundo) presente na revisão feita pelo técnico

História sendo escrita

Quem também acompanhou a história sendo escrita de perto foram os dois gestores das associações que representam cada lado desta parceria. Juntos, Francisco Kessler Fleck, presidente da ABCCC, e Giuseppe Bonacina, presidente da Associazione Nazionale Allevatori Cavallo Criollo (ANACC), estiveram presentes.

Dessa forma, eles concretizaram um sonho que era assunto desde que a aproximação entre as entidades veio se fortalecendo, nos últimos dois anos.

“A raça Crioula está crescendo muito na Europa, com criadores apaixonados pela qualidade funcional, beleza e docilidade do nosso cavalo. A presença da ABCCC aqui, em parceria com a ANACC, fortalece e anima estes criadores para investirem cada vez mais no crescimento do Cavalo Crioulo”, acredita o presidente brasileiro. 

União entre as presidências de ABCCC e ANACC possibilitou esse momento histórico
União entre as presidências de ABCCC e ANACC possibilitou esse momento histórico

Freio Europa

O roteiro pela Itália segue em direção à gravar outros marcos históricos, levando a principal ferramenta de seleção da raça para novas pistas. A delegação brasileira está essa semana participando da primeira edição do Freno Europa.

O evento é uma iniciativa organizada pela ANACC dentro da 121ª Fieracavalli, maior feira equestre do continente europeu. A prova, baseada no Freio de Ouro brasileiro, ocorre até domingo, dia 10.

Oportunidade de, mais uma vez, mostrar a raça para o mundo e de refletir sobre a importância de mais ações como esta, conforme adianta Francisco Fleck.

“Teremos também uma reunião da FICCC (Federação Internacional de Criadores de Cavalos Crioulos) com representantes das associações da Itália, França, Alemanha, Suíça e Uruguai, para discutir as estratégias de estímulo ao crescimento raça na região”.

Além do presidente e do superintendente da ABCCC, a comitiva brasileira na Itália conta com outros reforços. Também acompanham o grupo os criadores Marcelo Bomfiglio Marçal e Renato Vacinaletti, assim como já desembarcou em território europeu o ginete do Freio de Ouro, Cezar Augusto Schell (Guto) Freire.

Já a cobertura de imagens oficiais da passagem da ABCCC pela Itália é do fotógrafo Fagner Almeida, que leva o projeto “Em Busca do Cavalo Crioulo” mais uma vez ao país. 

 Time completo que acompanhou a visita técnica
Time completo que acompanhou a visita técnica

Fonte: ABCCC
Crédito das fotos: Fagner Almeida

Escreva um comentário