Foram três etapas esse ano e a promessa de que muito mais está por vir

Campeãs do campeonato no Breakaway

Para algo dar certo, às vezes, basta a iniciativa de uma pessoa. Aquele que se apaixonou por uma atividade e quer vê-la crescer e dar frutos. Foi assim com o Laço Feminino na região de Jundiaí e Sorocaba. Lucy Fazzio tem contato com cavalos e laço há algum tempo, mas depois que começou a praticar o Breakaway Roping, sentiu que poderia usar seu conhecimento e seus contato para dar uma alavancada nessa modalidade e também no Team Roping Feminino. “Em Prudente e Rio Preto temos muitas meninas laçando e experientes, aqui na minha região não tínhamos, e por isso resolvi lançar o Circuito”, explicou.

Lorraine e Carina, as campeões do Team Roping

E a ideia dela deu certo. A correria atrás de patrocínio e provas que apoiassem o campeonato deu certo. Além de implementar o sistema de handcap, dividindo as competidoras por nível de experiência e deixando os resultados mais equiparados, Lucy conseguiu adesão de laçadoras experientes, as que já tinham feitos algumas provas e, melhor ainda, as que nunca tinham ido competir por falta de oportunidade de um evento em que elas pudessem laçar na categoria para iniciantes. Essa última, na visão de Lucy, a conquista mais importante. Em todas as etapas, foi a categoria que tinha mais inscritas.

A terceira e última etapa aconteceu dentro da programação do Mombuca Team Roping Show, no dia 11 de maio. “Foi um show de prova, inauguração da pista coberta do Mombuca! Muitos competidores. Colocaram a gente em um horário top, na sexta à noite, tinha bastante gente assistindo, foi muito bacana”. Somando os pontos das três etapas, foram campeões do 1° Circuito Inter Ranchos de Laço Feminino: Breakaway HC 1 – Silvia Aielo; HC 2 – Lucy Fazzio; HC 3 – Karoline Rodrigues. E no Team Roping a melhor cabeceira foi Lorraine e melhor pezeira, Carina Pavan. As campeãs da terceira etapa, no geral: 1º lugar – Silvia Aiello HC1; 2º lugar – Lorraine HC1; 3º lugar – Lucy Fazzio HC2.

Campeãs da etapa no Breakaway

A ideia é já lançar o segundo campeonato ainda esse ano. Lucy avalia o sistema de handcaps para o Breakaway como positivo e que será mantido para os demais circuitos. O Team Roping é que precisará de mais ajustes. “Conversamos com as meninas e pensamos em formar as duplas sempre com uma laçadora, a que estará competindo e ganhará premiação e pontuação, junto com o laçador homem. Essa é uma medida que achamos vai melhorar o nível técnico da prova. A princípio, todo mundo curtiu a ideia, então estamos estudando a viabilização”.

As datas para o 2° Circuito Inter Ranchos de Laço Feminino ainda não estão definidas, mas é certo que as etapas acontecerão em provas de alto gabarito na região de Jundiaí e Sorocaba, interior de São Paulo.

Lavínia Pavan deu um show na prova. Laçou os bois e mesmo sendo bem novinha já mostra ser uma cavaleira de primeira

Por Luciana Omena
Fotos: cedidas

Escreva um comentário