Esportes

Encerrado Ranking Brasileiro Virtual de Equitação de Trabalho

Publicado

⠀em

Competição, que contou com três etapas da Copa Brasil e estaduais, agora segue para o Campeonato Brasileiro Virtual de Equitação de Trabalho 2020

Logo após o sucesso da I Batalha Virtual de Equitação de Trabalho, a ABET formatou o Ranking Brasileiro Virtual de Equitação de Trabalho. Nada mais do que um simulado virtual das provas. A primeira parte foi realizada em três etapas, de agosto a outubro. E o arremate da temporada será o Campeonato Brasileiro Virtual, em sua nova configuração para a conclusão de 2020.

Dessa forma, as três primeiras etapas contaram para a Copa Brasil (geral). Assim como para os rankings estaduais – São Paulo, Minas Gerais, Brasília, Goiás. E ainda para o ranking do Mangalarga Marchardor e Voto Popular. Os conjuntos inscritos foram julgados virtualmente, por dois juízes credenciados pela ABET, apenas na fase de Maneabilidade. A soma dos resultados elegeu um campeão geral em cada um desses rankings citados.

“Antes de mais nada, estamos vivendo uma pandemia mundial. Algumas provas acontecendo, todas sem público, apenas com competidores. Por isso, na realidade da Equitação de Trabalho, optamos por seguir a temporada com as provas virtuais. Modelo que lançamos com a Batalha Virtual e que deu muito certo”, relata Ney Messi, presidente da ABET.

Surpresas e desafios

De acordo com Messi, os eventos virtuais ajudaram de tal forma que a divulgação da ‘marca’ Equitação de Trabalho ‘bombou’. “Aconteceu muita coisa legal. Um estouro para tudo que é lado do Brasil. Por ser virtual, tivemos adesão de competidores do Norte ao Sul. Então nessa primeira fase do ranking Brasil, tivemos campeões de fora de São Paulo, o eixo principal dos eventos presenciais”.

Ou seja, surpreendentemente, acontecimentos que os diretores da ABET jamais imaginavam atingir. A começar pelo número de visualizações nos vídeos das competições. A procura por saber mais sobre a Equitação de Trabalho aumentou. Do mesmo modo que houve a entrada de novos sócios.

O maior desafio, entretanto, foi a organização em si. Messi relata que para que tudo saísse como esperado, a atenção foi máxima. “Tivemos que ficar muito mais atentos nas três semanas de realização de cada etapa. Da divulgação dos croquis (percurso), passando pelos prazos de inscrição e envio dos vídeos. Da mesma forma com o upload dos vídeos para as plataformas, recebimento das notas, conferência. E, por fim, a divulgação dos resultados e os pódios comentados pelos juízes”.

Em outras palavras, para que tudo dar certo, precisou de máxima atenção aos prazos. Acima de tudo, a prova tem ser justa para todos os conjuntos. Só para exemplificar, a ordem de postagem é a mesma do recebimento dos e-mails com os vídeos. Coloque nessa conta diversas categorias e uma média de 154 inscrições por etapa. “Bastante trabalho, contudo muito gratificante”, reforça o presidente.

Entre os destaques, a primeira vitória de um animal da raça Puro Sangue Inglês. Aberta a todas as raças, a Equitação de Trabalho recebe algumas em maior número. Mangalarga, Lusitano. Assim como Mangalarga Marchador e Quarto de Milha.

Competição, que contou com três etapas da Copa Brasil e estaduais, agora segue para o Campeonato Brasileiro Virtual de Equitação de Trabalho

Campeonato Brasileiro Virtual de Equitação de Trabalho

O Campeonato Brasileiro acontecerá no mesmo formato. Divulgação dos croquis, inscrição. E os envios de vídeos, julgamentos. Por fim, divulgação dos resultados. Para concorrer ao título brasileiro, o conjunto só terá chance se participou de pelo menos duas etapas das três da Copa Brasil.

Portanto, será uma prova única, todos contra todos, em cada categoria. Os que não atenderem o critério de participação prévia, também poderão participar. Entretanto, não entrarão na planilha final de resultados e não disputarão os títulos. “Esses receberão avaliação apenas para uso de estudar e melhorar performances futuras”, explica o presidente.

Antes de mais nada, vale dizer que a dificuldade será alta pela grandeza do título. Afinal, vale o título nacional, reconhecido pela ABET. Segundo Messi, a batalha vai ser dura para aqueles que participarem. Fique atento ao cronograma: divulgação do croqui: 13/11; inscrições: 16 a 20/11; entrega dos vídeos: 26/11; julgamento: 1° a 5/12.

Todas as informações e resultados completos: abetequitacaodetrabalho.wordpress.com | @abet_brasil_et_oficial.

Por Luciana Omena
Crédito das fotos: Divulgação/Ney Messi

Veja mais notícias no Portal Cavalus

Três Tambores & Seis Balizas

Paratambor segue em constante crescimento dentro da ABQM

Número de paratletas inscritos nas provas vem crescendo, fomentando a categoria dentro da Associação

Publicado

⠀em

Paratambor

O crescente movimento do Paratambor dentro da Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ABQM) é constante e notável. Prova disso foi o número de paratletas inscritos nas provas de Três Tambores no 31º Congresso Brasileiro, quase 20 atletas.

A ABQM vem incentivando, cada vez mais, a participação dos competidores com deficiência nos esportes equestres. Nos últimos anos, os organizadores têm aumentado o cuidado em adequar a pista aos competidores mais especiais.

Atualmente, a ABQM possui mais de 70 competidores com deficiência habilitados para participar das provas oficiais da raça Quarto de Milha, no país.

O paratleta Murilo dos Santos, de 16 anos, o pai e a treinadora viajaram por oito horas para participar do Congresso. O jovem é um dos destaques do Paratambor e com o tempo de 19s005, garantiu a melhor marca da modalidade no Brasileiro 2021. Murilo começou a competir depois de participar de um projeto de Equoterapia.

“O Murilo tem autismo e deficiência intelectual. Mas, quando monta no cavalo, não há qualquer limitação. Antes de competir, Murilo passou pela Equoterapia que auxilia no processo de inclusão das pessoas com deficiência e percebemos que ele tinha potencialidade para o esporte. Quando você descobre que é possível essa inclusão pra eles, essa acessibilidade, vemos que os direitos são iguais e legítimos para todos”, afirma Eliane Baatsch, treinadora de Murilo.

A desenvoltura o atleta nas pistas impressiona e segundo a treinadora, quando monta no cavalo, ele se torna um campeão.

“Eu tenho um agradecimento muito grande à ABQM por proporcionar essa oportunidade para pessoas com deficiência de terem acesso ao esporte. O paratleta é também um atleta de alto rendimento. O treinamento do cavalo é fundamental nesse esporte. Quando você coloca uma pessoa com deficiência pra correr é um conjunto. A parceria do cavalo Quarto de Milha com o paratleta é fantástica”, garante Baatsch.

Para a família, o esporte com cavalo foi mais do que uma ferramenta de inclusão social. “A gente levou o Murilo pra Equoterapia, porque ele gosta muito de cavalo. Mas, a gente nem imaginava que ele pudesse se tornar um atleta e chegar onde chegou. Ele é nosso campeão”, afirma o pai do paratleta, Moacir da Silva.

Superação

A instrutora de equitação e treinadora do Murilo, que é também apaixonada por cavalos, começou a trabalhar com a Equoterapia, após um acidente. “O esporte sempre fez parte da minha vida. Durante uma prova, eu sofri TC (Traumatismo Craniano), mas nada me impediu de continuar. Hoje, eu coordeno três centros de Equoterapia em São Paulo, com mais de 600 pessoas com deficiência. Da mesma forma que o esporte fez sentido na minha vida, hoje faz sentido na vida do Murilo. Com ele, eu aprendi a acreditar e confiar”, diz emocionada, Eliane Baatsch.

Veri Real embaixadora do Paratambor

A paratleta Veridiana Tranjan Real foi a primeira paratleta a ser reconhecida e receber um prêmio no 14º ABQM Awards, premiação tão almejada pelos competidores.

Veri Real foi a responsável por levantar a bandeira dos paratletas junto à ABQM. A paratleta começou a vida equestre participando de provas de marcha, hipismo rural e encontrou na modalidade de Três Tambores a adrenalina e o estímulo que precisava.

Porém, até então, não havia a categoria Paratleta no esporte e ela participava como uma apresentação. Foi aí que Veri Real teve a ideia de entrar em contato com a ABQM para solicitar a criação de uma categoria que atendesse as pessoas com deficiência.

Finalmente, em 2016, durante o Campeonato do Quarto de Milha, realizado na cidade de Avaré (SP), a solicitação foi atendida, instituindo a categoria Paratambor na modalidade de Três Tambores. Na ocasião, três paratletas participaram da competição.

A paratleta é considerada então a embaixadora dos Três Tambores na categoria Paratambor, destinada à competidores com limitações físicas e/ou sensoriais que afetam em competições independentes, segundo descritivo da associação.

Por: Camila Pedroso

Colaboração: ABQM

Foto: Arquivo/ABQM

Veja mais notícias sobre Três Tambores no portal Cavalus

Continue lendo

Três Tambores & Seis Balizas

Campeonato Brasileiro de Três Tambores vem para agregar ao esporte

Composto por cinco etapas, o Campeonato Brasileiro dos Três Tambores é chancelado pela Confederação Brasileira de Hipismo e será realizado dentro das principais provas da modalidade do segundo semestre de 2022

Publicado

⠀em

Campeonato Brasileiro Três Tambores

Os Três Tambores é um dos esportes equestres que mais cresce no meio, com adeptos de várias raças, e competidores de todas as idades. Provas em todo Brasil são realizadas mostrando a força da modalidade.

Essas que estão cada vez mais profissionais, pensando no bem-estar animal, conforto dos competidores e do público que acompanha e é apaixonado por essa adrenalina dos Três Tambores.

E uma grande conquista para esporte é que desde 2019, os Três Tambores fazem parte do quadro das nove modalidades da Confederação Brasileira de Hipismo – CBH. E esse ano com a mudança da diretoria e ligação entre o Diretor de Tambor da CBH, Marcelo Delchiaro, e o novo presidente da entidade, Fernando Sperb o esporte ganhou mais visibilidade.

Assim foi lançado o Campeonato Brasileiro de Três Tambores (CBTT), um projeto que vem para agregar ao esporte, com a chancela da CBH, composto por cinco etapas que irão acontecer juntamente as grandes provas da modalidade no segundo semestre de 2022.

As categorias que ranqueiam para o Campeonato Brasileiro são: GP ABQM, Feminino e Amador. Vale a mesma passada da prova correspondente a etapa, tendo uma classificação separada os que se inscreverem.

Para participar basta optar pelo Campeonato Brasileiro na hora da inscrição e pagar o valor de R$ 230,00. A premiação é de R$ 16 mil por etapa, totalizando R$ 150 mil e a classificação se dá a partir do conjunto com menor tempo, para assim fazer as divisões nos 3D.

1ª etapa Campeonato Brasileiro

A NBHA Brazil que tem o papel fundamental de fomento ao esporte, através e Abelardo Peixoto, abriu as portas da Super Semana do Tambor para o início do Campeonato.

Assim, a 1ª etapa do Campeonato Brasileiro de Três Tambores será realizado de 11 a 19 de junho, no Haras Raphaela, em Tietê/SP.

As inscrições já estão abertas e podem ser feitas pelo www.sgpsistema.com

Para mais informações sobre Campeonato Brasileiro pelo telefone (11) 99967-6971 ou no site: https://nbhabrazil.com.br/.

Próximas etapas do Campeonato Brasileiro de Três Tambores

2ª etapa – Copa 3DM – 9 a 14 de agosto

3ª etapa – Potro do Futuro WV – 6 a 11 de setembro

4ª etapa – Grand Slam Cutter – 1 a 6 de novembro

5ª etapa – VS Festival Indoor – 28 de novembro a 4 de dezembro

Por: Equipe Cavalus Comunicação

Fotos: Divulgação

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Team Roping

Berço do Quarto de Milha recebe Circuito Rancho Quarto de Milha de Laço Individual

Credenciada à ANLI, etapa distribuirá mais de R$ 150 mil em premiação e reunirá laçadores dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Goiás

Publicado

⠀em

Laço Individual

A cidade berço do Quarto de Milha, Presidente Prudente/SP, realiza neste sábado (28) a primeira etapa do Circuito Rancho Quarto de Milha de Laço Individual, a mais disputada e desejada da modalidade.

Credenciada pela Associação Nacional do Laço Individual (ANLI), a etapa distribuirá mais de R$ 150 mil em premiação.

A prova surgiu da união de Gustavo Bertocco e mais 19 amigos, que se reuniram para realizar o Circuito, pois há muitos não haviam provas de Laço Individual parecidas na região. “A ideia é que esse circuito seja feito todo ano, filiado à ANLI, com premiação fixa, gado de qualidade e na arena mais icônica do país!”, afirma Bertocco.

O gado da etapa de Laço Individual será selecionado pelo Artur Rodrigues (conhecido como Zoião de Martinópolis). “Ele está reunindo o que há de melhor na região, domando todos os bezerros (um a um) para garantir o sucesso da prova de Laço Individual ”, garante o organizador.

A etapa reunirá competidores dos estados de São Paulo, Paraná, Goiás e Minas Gerais, “todos em busca do sonho de ser campeão na arena do RQM”, ressalta.

A expectativa da organização é receber mais de 100 inscrições para competir nos handcaps Categoria 1, Categoria 2, Categoria 3 e Categoria 4, sendo essa categoria com a possibilidade do laçador realizar duas inscrições diferentes, porém o cavalo não pode correr com outro competidor.

A etapa contará ainda com a modalidade de Breakaway, com premiação de 80% das inscrições.

As inscrições para o Circuito Rancho Quarto de Milha de Laço Individual pode ser realizada pelo e-mail drgabrielizar@clinicaidc.com.br.

Rancho Quarto de Milha

Considerado o primeiro Clube do Cavalo de Trabalho do Brasil, o Rancho Quarto de Milha é o maior divulgador da raça Quarto de Milha no país.

Localizado na cidade de Presidente Prudente/SP, está no centro da região para onde vieram os primeiros animais da raça Quarto de Milha, importados na década de 1950 dos Estados Unidos pela Swift King Ranch (SKR), que possuía fazendas na região.

Com as primeiras provas equestres rurais realizadas durante as exposições regionais, nos anos de 1971 e 1972, foi despertado o interesse dos criadores locais nos cavalos Quarto de Milha, vencedores absolutos nestas competições pioneiras.

Como consequência, um grupo de entusiastas e dedicados criadores da região adquiriu uma área de 10 alqueires, próxima ao aeroporto da cidade, que mais tarde se transformaram na sede de campo da primeira e única entidade do gênero em todo o país, com a denominação de Clube de Adestramento do Cavalo Rural, fundada oficialmente em 20 de janeiro de 1974, anos após transformada na Sociedade de Adestramento do Cavalo Rural (SACR).

O Rancho Quarto de Milha, como a SACR ficou nacionalmente mais conhecido, sempre teve como objetivo principal o adestramento de animais para competição e serviço de fazenda, bem como a promoção da raça Quarto de Milha em todo o país, fato confirmado pelas inúmeras apresentações pioneiras realizadas em diversos pontos do Brasil, sendo a primeira em Corumbá/MT, seguida de muitas outras, como em Vacaria/RS, Goiânia/GO, Rio de Janeiro/RJ, Maceió/AL, Londrina/PR, Blumenau/SC, além das constantes presenças das principais exposições e feiras anuais da época, como em Bauru, Novo Horizonte, Ourinhos e, é claro, Presidente Prudente.

Atendendo os vários convites para apresentações e demonstrações das provas rurais do Quarto de Milha, o Rancho foi o grande incentivador da criação das primeiras pistas de provas de Laço Individual, verdadeiras “pontas de lança” para a introdução da criação do Quarto de Milha no país, a exemplo da região de Presidente Prudente, Sul de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, Norte do Paraná, Sul de Minas Gerais e Sul de Goiás.

Num raio de 200 quilômetros ao seu redor, que engloba o norte do Paraná, sul do Mato Grosso do Sul, região Sorocabana, Paulista e Noroeste, Presidente Prudente chegou a concentrar em sua época de ouro cerca de 2/3 do rebanho da raça no Brasil.

Em parceria com a ABQM, através da promoção de diversos cursos de adestramento, inclusive com a vinda de profissionais americanos, o Rancho também foi pioneiro na busca de novos conhecimentos técnicos e aperfeiçoamento de criadores e de seus peões.

No Rancho foram realizados os primeiros leilões de cavalo de Trabalho, o primeiro Potro do Futuro, as primeiras competições de Laço de Bezerros, de Laço em Duplas e de Laço Individual, daqui saindo vários campeões nacionais. Foi também nos leilões anuais do Rancho Quarto de Milha que os criadores nordestinos, amantes da tradicional Vaquejada, aprovando a eficiência do Quarto de Milha, vieram buscar seus primeiros animais da raça, os quais foram posteriormente campeões do Nordeste, alguns sendo valorizados em milhares de dólares, mesmo sendo mestiços castrados!

Atualmente o Rancho Quarto de Milha, transformado em ABCTER- Associação Brasileira do Cavalo de Trabalho e Empreendimentos Rurais, possui cerca de 100 associados, dentro de uma das melhores estruturas para estas atividades, com uma confortável sede, cocheiras, tattersal com cadeiras individuais para 500 pessoas, quatro pistas de provas, sendo a principal uma arena coberta de 12.000 m2, onde, além das consagradas competições do Quarto de Milha, se realizava um dos melhores rodeios do país, o “Rodeio de Campeões”, onde o Rancho também foi pioneiro, realizando o primeiro Rodeio Completo do Brasil.

Serviço

Circuito Rancho Quarto de Milha de Laço Individual

Data: 28 de maio

Local: Rancho Quarto de Milha/Presidente Prudente/SP

Por: Camila Pedroso

Fonte: facebook.com/ranchoqdm/

Fotos: Arquivo

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Team Roping

2ª Copa World Trailers de Team Roping reúne mais de 200 competidores em Brasília/DF

Realizada no último domingo (22), prova ofereceu premiação t otal de R$ 300 mil nas três modalidades Team Roping, Calf Roping e Breakway

Publicado

⠀em

Team Roping

No último domingo (22), mais de 200 competidores e 150 cavalos estiveram em Brasília/DF para prestigiar a 2ª Copa World Trailers de Team Roping.

Realizada no Parque de Exposições Granja do Torto, na pista coberta, a etapa ofereceu uma premiação total de R$ 300 mil, em todas as três modalidades Team Roping, Calf Roping e Breakway e reuniu atletas dos estados de São Paulo, Goiás, Minas Gerais, Tocantins, Bahia e Distrito Federal.

Segundo Marcelo Pity, diretor da modalidade de Laço do Núcleo do Quarto de Milha de Brasília, o grande diferencial da etapa foi a estrutura montada no Parque da Granja do Torto, com área para show, praça de alimentação e área de camping para os competidores.

Nessa edição, a modalidade de Breakway entrou na Copa World Trayller, o Team Roping contou com a Elite Tem Roping (ETR) e Calf Roping a Associação Nacional do Laço Individual (ANLI), que são as duas maiores associação de Laço do Brasil.

Confira os grandes campeões 2ª Copa World Trailers de Team Roping

No World Trailers 8.5, o cabeceiro Luan Araújo e o peseiro Felipe Rosa foram os grandes campeões com a média 5,125 e receberam R$ 20 mil de premiação e um carro oKM.

Araújo ainda conquistou o segundo lugar ao lado do peseiro Nonete, com a média de 5,257 e receberam R$ 10 mil de premiação e um trailler, seguidos pela dupla Ricardinho Round e Maycon Unai, com a média de 5,445 que receberam R$ 5 mil de premiação e uma moto 150 cc.

Já no World Trailers 5.5, o cabeceiro Bibi e o peseiro Tales Perilo com a média de 5,430 foram os grandes campeões.

Hugney Filho, cabeceiro e Jeferson Procopio peseiro com a média 6.000 forma os grandes campeões.

David Jaragua, cabeceiro e Brutim, peseiro, com a média 7,370 ficaram com o terceiro lugar.

As três duplas receberam R$ 20 mil de premiação cada.

Na Elite Team Roping, o cabeceiro Pedro Borges e o peseiro Luiz Eduardo foram os grandes campeões.

Diogo Campos, cabeceiro e Luan dos Reis, peseiro, ficaram com o segundo lugar, seguidos por Atos e Diego Barone (cabeceiro e peseiro) ficaram em terceiro lugar.

No Calf Roping categoria 01, Rogério Alvarenga foi o grande campeão, seguido por Ronaldo e Paulo Henrique. Na categoria 2, Jorge Alves ficou em primeiro lugar, seguido por Pablo Gontijo e Caio Vieira.

Na categoria 03 no Calf Roping, Rafael Rezende ficou em primeiro, Sávio Alves em segundo e Lucca Alvarenga em terceiro.

Finalizando a modalidade de Calf Roping, na categoria 04, José Neto ficou em primeiro, seguido por Marcelo Pit e Douglas Renato.

No Breakway, Letícia Vieira foi a grande campeã, seguida por Beatriz Alvarenga e Valéria Valença.

“Eu queria agradecer o PGT, o Thiago da Word por incluir o Laço Individual dentro da prova dele, e aos competidores que saíram de suas casas em pleno domingo, para competir, e em especial ao Fábio Parizi e Gabriel Parizi, que não mediram esforços e mandaram seus cavalos”, finalizou Marcelo Piti.

Por: Camila Pedroso

Foto: Divulgação

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Hipismo

João Victor Oliva e Escorial Horsecampline registram seu 10º índice rumo ao Campeonato Mundial

Em franca ascensão, o cavaleiro olímpico encerrou em 7º lugar o CDIO de Compiègne, competição categoria 5 estrelas, a de mais alto nível da modalidade, entre 32 conjuntos top mundiais

Publicado

⠀em

Neste sábado (21), na mais importante competição de Adestramento da França, o CDIO5* de Compiègne, João Victor Marcari Oliva, montando Escorial Horsecampline, registrou seu 10º índice rumo ao Campeonato Mundial, que acontece em agosto, em Herning, na Dinamarca.

Em uma disputa que reuniu 32 conjuntos, entre tops mundiais de 14 países, João Victor Oliva e Escorial Horsecampline foram os único representantes do Brasil no Concurso de Dressage/Adestramento Internacional, competição categoria 5 estrelas, a de mais alto nível da modalidade.

Até 2021, o cavaleiro olímpico já havia participado da competição, mas na categoria 3 estrelas. No Grand Prix, a dupla registrou 71,978% de nota média final, se posicionando em 7º lugar na classificação final.

Todos os cinco juízes 5* da FEI – Federação Equestre Internacional atribuíram ao conjunto notas acima de 71%: Mariette Sanders-van Gansewinkel, da Holanda (74,348%), o britânico Peter Storr (71,522%), Elke Ebert, da Alemanha, e Raphael Saleh, da França atribuíram a mesma nota, 71,739%, e a dinamarquesa Susanne Baarup, 70,543%.

Venceu o Grand Prix a jovem medalhista olímpica britânica Charlotte Fry, montando Glamourdale (79,435%). E em em segundo lugar ficou a mais premiada amazona olímpica, a alemã Isabell Weth, com DSP Quantz (76,870%).

Grand Prix Freestyle

No domingo (22), no Grand Prix Freestyle, também de categoria 5 estrelas, o brasileiro teve nota média final de 74,125%, garantindo o 6º lugar. Essa é uma prova com coreografia livre e música, e reuniu na França os 14 melhores conjuntos (cavalo/cavaleiro) de países diferentes, entre tops mundiais e medalhistas olímpicos.

A avaliação de João Victor Oliva e seu cavalo feita pelo júri do Freestyle foi ainda melhor que no GP: Susanne Baarup, da Dinamarca, atribuiu a dupla 74,600%, o francês Raphael Saleh 74,575%, o alemão Elke Ebert 74,200%, Magnus Ringmark, de Luxemburgo 73,750%, e a holandesa Mariette Sanders-van Gansewinkel, 73,500%.

Para o cavaleiro, a prova forte, o alto nível dos concorrentes e um júri exigente, todo formado por juízes 5*, “mostra que o entrosamento com Escorial está cada dia melhor.”

Sobre João Victor Oliva e Escorial Horsecampline

Atleta militar, Sgtº Oliva, o cavaleiro brasileiro do Hipismo Adestramento de 26 anos, radicado em Portugal, João Victor Oliva monta o Puro Sangue Lusitano Escorial Horsecampline desde setembro de 2020, com o objetivo de representar o Brasil nos Jogos de Tóquio. O objetivo foi atingido e a dupla registrou o melhor resultado do Brasil em Olimpíadas.

O próximo objetivo a ser atingido é integrar o Time Brasil no Campeonato Mundial de Dressage, que acontece entre 6 e 10 de agosto em Herning, Dinamarca. O processo seletivo estabelecido pela FEI começou em 1° de janeiro de 2021 e vai até o próximo dia 04 de julho.

E para se candidatar a vaga na equipe brasileira, o candidato precisa atingir o mínimo de dois índices com 66% de nota média final. Notas essas que devem ser atribuídas pelo menos por um juiz FEI 5*. A prova também conta, já que os índices válidos devem ser obtidos em um Grand Prix, em pelo menos dois concursos internacionais acima de 3 estrelas.

João Victor Oliva e Escorial Horsecampline já atingiram dez índices. Na fase pré-Olimpíadas, no CDI3* de Abrantes, em Portugal (69,130% e com três juízes FEI5*); no CDI3*de Compiegne, França (70,130% e com três juízes FEI5*). Os Jogos Olímpicos de Tóquio também contaram (70,419% e com os sete juízes FEI5*).

Pós-Olimpíadas, a dupla voltou a registrar índices. Primeiro, no CDI3* de Hagen, Alemanha (70,043% e com dois juízes FEI5*). Depois no CDI4* de Aachen, também na Alemanha (71,696% e com quatro juízes FEI5*).

Em seguida, foram para o CDI5* de Doha, Qatar (70,065% e quatro juízes FEI5*) e para o CDI3* de Jerez de La Frontera, na Espanha, onde venceu três das quatro provas que participou. Nessa última, o João e Escorial registraram 72,696% e 74%, recorde brasileiro, em dois Grand Prix, e com todos os cinco juízes que atuaram no evento.

Time Brasil em formação

Além de João Victor Oliva com Escorial Horsecampline, outros dois conjuntos já estão habilitados a integrar o Time Brasil de Adestramento para o Campeonato Mundial. Pedro Tavares de Almeida está na briga, com Famous do Vouga, somando seis índices. E também Nuno Chaves de Almeida, com Feel Good V.O, dois índices.

O objetivo da CBH – Confederação Brasileira de Hipismo é selecionar os conjuntos com os maiores percentuais (resultados isolados por prova), excetuando reprises Freestyle do Grand Prix e do Grand Prix Special. Levando ainda em consideração as condições do animal.

Essa avaliação deve ser feita o mais próximo do Mundial. Assim, a CBH definiu um período – entre 27 de abril e vai até 3 de julho – para observar e depois selecionar os conjuntos que vão integrar a equipe.

Sobre o Mundial de Adestramento

O Campeonato Mundial – ECCO FEI World Championships substiturá o World Equestrian Games, que entre 1990 e 2018 reunia a cada quatro anos os tops das oito modalidades regidas pela FEI. As disputas do Adestramento serão realizadas entre 6 e 10 de agosto, no Stutteri Ask Stadium, em Herning, na Dinamarca.

LEIA TAMBÉM: Jogos Equestres Mundiais mudam formato em sua 9ª edição

Colaboração: Assessoria CBH

Fotos: Divulgação/Rui Pedrdo Godinho

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Team Roping

2ª Etapa da Team Roping Arena Two Brothers foi um sucesso

Com 520 inscrições e mais de R$ 48 mil em prêmios, o evento reuniu conjuntos dos estados do Paraná, Mato Grosso e São Paulo

Publicado

⠀em

Team Roping

A 2ª Etapa da Team Roping Arena Two Brothers realizada no dia 21 de maio, no Haras Two Brothers, em Umuarama/PR, foi um sucesso!

Com 520 inscrições e mais de R$ 48 mil em prêmios, o evento reuniu conjuntos dos estados do Paraná, Mato Grosso e São Paulo, nas disputas das somatórias dos handcaps #9, #8, #6, #5, #4 e #3.

Com um formato trazido dos Estados Unidos pelo Two Brothers, cada laçador teve direito a quatro inscrições na sua categoria e a premiação por porcentagem.  A prova é realizada sempre em um dia, com todos somando ganhos para o ranking geral em dinheiro.

Para a final, então, 15 de cada naipe (cabeça e pé) não importando o handcap. De acordo com os organizadores, o mais interessante é que as somatórias mais baixas, por ter mais gente e dar mais dinheiro, levou mais competidores ao ranking. Além disso, na final Top 15 houve o sorteio de quatro parceiros (ou seja, quatro chances de chegar ao trailer) e a média de quatro bois. Os finalistas não pagaram inscrição para a decisão e uma regra para formação das duplas foi que o handcap não podia ultrapassar a soma 9.

Nessa edição, a 2ª Etapa da Team Roping contou com a inscrição antecipada e online pelo aplicativo Horsesport, facilitando a vida dos laçadores.

Campeões da 2ª Etapa da Team Roping Arena Two Brothers

Na somatória #9 #8, Juan de Chico e Alexandre Lobo ficaram em primeiro lugar, seguidos por Alexandre Xuriunga e Alexandre Lobo. O terceiro lugar ficou com Bruno Balan e Vitinho Cruzeiro.

Já na Somatória #7, Juninho Oliveira e Alexandre Lobo foram os grandes campeões, seguidos por Leonardo Lovera e Alexandre Lobo.  Juninho Oliveira com Fabio Trecossi ficaram com o terceiro lugar.

Novamente Alexandre Cruzeiro e Foguinho foram os grandes campeões na Somatória #6, seguidos por João Lucas dos Santos e Eder Manga.

João Lucas dos Santos também levou o terceiro lugar com Fábio Trecossi, seguidos por Chupetinha da Silva e Vitinho Cruzeiro.

Na PROAM, Valdir Kucinski e Tiago Shampoo foram os grandes campeões, seguidos por Bruno Balan e Luquinha Otilio.

Somatória #5 foi liderada por Dezenove e Luquinha Otilio, seguidos por Thiago Santana e Foguinho.

O terceiro lugar ficou com Eder Burbinha e Foguinho, seguidos por Sergio Perobal e Manin Fagner.

Na Somatória #4, Fabinho Cianorte e Octavio Goes foram os grandes campeões, seguidos por Renan Crusco de Souza e Luquinha Otilio.

Eder Sakurada Souza e Oscar Antonio Rosalen ficaram em terceiro, seguidos por Fernando Mantovani e Octavio Goes. Batore e Ivan Rossoni foram os quinto colocados.

Finalizando a lista de campeões no Team Roping, na Somatória #3 Alan Ribeiro e Japoneis Perobal foram os grandes campeões, seguidos por Tiago Tek e Marcelo Tikinho. Cepacol e Alber Dorneles ficaram terceiro, seguidos por Lucas JoseCeccon e Gabriel Henrique da Silva e Eduardo Loro com Leonardo Sarti.

O proprietário do Haras Two Brothers agradeceu ao prestigio dado pelos atletas ao evento e colaboraram para o sucesso do campeonato. “A cada etapa o campeonato se firma como um dos maiores do estado. Gostaria de agradecer a todos pelo apoio e prestígio”, finaliza Eduardo Kucinski.

Por: Camila Pedroso

Fotos: Arquivo Revista Ropers Sports/ Hugo Lemes

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Corrida

Gluck AJR e Clapton AJR brilham no Jockey Club de São Paulo

Exemplares da raça Árabe venceram o Grande Prêmio UAE President Cup Series For Fillies e o Grande Prêmio UAE President Cup Series For Colts, realizado no Jockey Club de São Paulo

Publicado

⠀em

Gluck AJR e Clapton AJR fizeram a festa para o treinador Oberdan Pereira e o criador e proprietário Almir José Ribeiro ao vencerem o Grande Prêmio UAE President Cup Series For Fillies e o Grande Prêmio UAE President Cup Series For Colts respectivamente; que fazem parte da UAE President Cup South America Mondial Series for Purebred Arabian Horses, no Hipódromo de Cidade Jardim, Jockey Club de São Paulo.

Cinco animais de quatro proprietários distintos competiram na primeira corrida, o Grande Prêmio UAE President Cup Series For Fillies, que foi disputada em 1.200 metros na grama para animais nascidos em 2018.

Após uma largada com todas as potras agrupadas, Gluck AJR, filha de Mared Al Sahra, e com excelente condução do jockey Wellington Ariel, abre por fora e domina a corrida de ponta a ponta para vencer com 12 ¼ corpos de vantagem e estabelecer recorde em 1.200 metros.

Em segundo e terceiro lugares as potras Odessa Rach (Feitizzo Rach x Obsession Rach by Voltaire Rach) e Flicka AJR (Feitizzo Rach x Fascinacion by *Adventure Aladin) ambas treinadas por Oberdan S. Pereira.

“Gluck AJR mais uma vez brilhou ao vencer de ponta a ponta em mais um grande show no Jockey Club de São Paulo. Nossa pupila, que é filha de Genna AJR uma das mais destacadas filhas de Voltaire Rach, não desapontou e estabeleceu um novo recorde para a distancia de 1.200 m na grama para as fêmeas. Uma vitória irretocável em sua primeira participação em um Grande Premio e segunda em duas duas vitorias em duas corridas”, declarou o criador e proprietário Almir José Ribeiro.

O treinador Oberdan Pereira comentou: “Gluck AJR competiu em duas corridas e venceu as duas. Com quatro animais na corrida, eu tinha certeza de que ela venceria porque mostrou nos treinos que estava excelente e preparada para a vitória.”

“A Gluck AJR treinou na grama esta semana e tive a certeza da sua qualidade na corrida. Logo na largada ela mostrou que tinha força e fôlego para vencer e administrei para conquistar a vitória”, disse o jockey Ariel.

Clapton AJR vence quarta corrida consecutiva no Jockey Club de São Paulo

Após uma disputa emocionante com Hallmarck Rach (Bismarck Rach x Havella Rach by Pavel Rach) conduzido por Jorge Ricardo, recordista mundial de corridas, Clapton AJR (Mared Al Sahra x *Cowboys Gal by Wiking), sob o comando de Idevaldo Silva, conquista sua quarta vitória consecutiva no Grande Prêmio UAE President Cup Series For Colts, no Jockey Club de São Paulo.

Com um belo ataque por fora nos 150 metros finais, o filho de Mared Al Sahra ultrapassa Hallmarck Rach e vence com três corpos de vantagem. Veneraddo Rach (Atentaddo VE x Vanna Rach by *Aicyng AHRA) sob a montaria de Osmar Pereira Filho foi o terceiro colocado.

O Grande Prêmio Uae President Cup Series For Colt, realizado no Jockey Club de São Paulo, que teve a participação de seis animais de seis proprietários diferentes foi disputado em 1.200 metros na grama para animais nascidos em 2018.

Mais uma vitória do treinador Oberdan Pereira que comentou: “Só tenho a agradecer ao criador Almir José Ribeiro por ter a oportunidade de treinar Clapton AJR que é um cavalo maravilhoso com quatro corridas e quatro vitórias e excelentes tempos de corrida. Ele é filho de Mared Al Sahra que mais uma vez confirma nossas expectativas.”

O Jockey Idevaldo Silva disse: “O treinador Oberdan pediu-me para não o forçar no início da corrida, mas o Clapton AJR começou com vontade de correr e ter a oportunidade disputar o primeiro lugar com o mestre Jorge Ricardo é sempre uma aula. Ele provou mais uma vez que tem sangue de campeão, como seu pai Mared Al Sahra.”

Almir José Ribeiro, criador e proprietário, disse: “Foi mais uma grande exibição do Clapton AJR que vem construindo a sua historia a cada corrida ao conquistar sua quarta vitória consecutiva em Cidade Jardim, sendo três delas vitórias clássicas. Mais uma vez o nosso campeão sob o treinamento de Oberdan Pereira e seu time e condução impecável de Idevaldo Silva estabeleceu um novo recorde para a distância de 1.200 m na grama, o que comprova que os filhos do Mared Al Sahra serão um divisor de águas na criação dos cavalos Árabes de esporte no Brasil.”

“Primeiramente gostaria de agradecer a Diretoria do Jockey Club de São Paulo, por mais esta grande oportunidade de participar da semana mais importante do Turf Paulista. Encerrando esta semana, tivemos mais dois Grandes Prêmios desta vez fazendo parte do Calendário da UAE President Cup Series Mondial para os animais da Raça Arabe nascidos em 2018.”

“Mais uma vez, agradecemos aos nossos patrocinadores HH Sh Mansoor Bin Zayed Al Nahyan, Vice Primeiro Ministro e Ministro de Assuntos Presidenciais e HE Faisal Al Rahmani, Presidente da International Federation of Arabian Horse Racing e Diretor Geral UAE President Cup, que mais uma vez estão contribuindo para o crescimento das corridas de cavalo Árabe no Brasil.”

“Nossos agradecimentos aos proprietários e criadores e um agradecimento muito especial ao Al Shahania Stud do Qatar que generosamente tem contribuído com o melhoramento genético dos cavalos Arabes de esporte no Brasil através de seus reprodutores, como Mared AL Sahra, que a cada corrida vem construindo a sua reputação de grande reprodutor de campeões de corrida”, declarou Almir José Ribeiro, diretor de corridas da Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Árabe (ABCCA).

Além dos prêmios durante as corridas, todos os cavalos participantes do Calendário de Corridas 2022 também competem na categoria Corrida da Arabian Cup 2022 promovida pela Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Árabe (ABCCA).

O Grande Prêmio UAE President Cup Series For Fillies e o Grande Prêmio UAE President Cup Series For Colts foram organizados pela Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Árabe em parceria com o Jockey Club de São Paulo

Resultados Grande Prêmio UAE President Cup Series For Fillies mo Jockey Club de São Paulo
1 GLUCK AJR (Mared Al Sahra x Genna AJR by Voltaire Rach)
J: Wellington Ariel
T: Oberdan S. Pereira
B/O: Almir José Ribeiro

2 ODESSA RACH (Feitizzo Rach x Obsession Rach by Voltaire Rach)
J: Idevaldo Silva
T: Oberdan S. Pereira
O: Haras Rio Iguassu
B: Rach Stud Agropecuária Ltda.

3 FLICKA AJR (Feitizzo Rach x Fascinacion by *Adventure Aladin)
J: Ruan Mendonça
T: Oberdan S. Pereira
O: Stud Lumaju
B: Almir José Ribeiro

4 TÁBITA RACH (All Pol Rach x Tanara HJB by *Ultimate Bey Star)
J: Antonio Mesquita
T: Adonir F. Correia
O: Diogo de Oliveira Machado
B: Rach Stud Agropecuária Ltda.

5 NORTHENA AJR (Feitizzo Rach x Nadja AJR by Second Chall)
J: André R. Oliveira
T: Oberdan S. Pereira
B/O: Almir José Ribeiro

Resultados Grande Prêmio UAE President Cup Series For Colts no Jockey Club de São Paulo
1 CLAPTON AJR (Mared Al Sahra x *Cowboys Gal by Wiking)
J: Idevaldo Silva
T: Oberdan S. Pereira
B/O: Almir José Ribeiro

2 HALLMARCK RACH (Bismarck Rach x Havella Rach by Pavel Rach)
J: Jorge Ricardo
T: Ginivaldo J. Santos
O: Stud Truc
B: Rach Stud Agropecuária Ltda.

3 VENERADDO RACH (Atentaddo VE x Vanna Rach by *Aicyng AHRA)
J: Osmar Pereira Filho
T: Cícero F. Silva
O: Daniela Franco de Oliveira
B: Rach Stud Agropecuária Ltda.

4 MOLOTOV AJR (Feitizzo Rach x Miss Dancer Lud by *Almaden II)
J: Wellington Ariel
T: Oberdan S. Pereira
O: Roberto Jonas Simões
B: Almir José Ribeiro

5 SERENO RACH (Eksort Rach x Seresta VE by Feitizzo Rach)
J: Jeane Alves
T: Rivan J. Souza
O: Agropecuária Ilha da Chapada Ltda.
B: Rach Stud Agropecuária Ltda.

6 LAMARCK RACH (Bismarck Rach x Linéa Rach by Mister Eros HX)
J: Ruan Mendonça
T: Rivan J. Souza
O: Ricardo Jamil Saliba
B: Rach Stud Agropecuária Ltda.

Por: Cidinha Franzão

Fotos: Porfírio Menezes

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Três Tambores & Seis Balizas

Décio Talon ministra clínica de Três Tambores na Super Semana

Participantes terão a oportunidade de receber a avaliação do bicampeão e receberão um treinamento exclusivo para seu animal de acordo com as suas necessidades na modalidade de Três Tambores

Publicado

⠀em

Já imaginou assistir a um curso exclusivo com o atual detentor do primeiro e segundo melhores tempos do mundo nos Três Tambores, atual campeão do Potro do Futuro da ABQM, sendo o único bicampeão em 20 anos?! Então você não pode perder a Clínica de Três Tambores do grande Décio Talon!

Durante a 8ª edição da Super Semana do Tambor, que será realizada entre os dias 11 e 19 de junho, no Haras Raphaela, em Tietê /SP, os atletas profissionais e iniciantes da modalidade de Três Tambores não podem perder a oportunidade de garantir a sua vaga na clínica especial que será ministrada por Décio Talon nos dias 11 e 12 de junho.

Durante a clínica, os atletas que realizarem o curso montados terão a oportunidade de ter seu animal avaliado pelo multi campeão, em que serão reconhecidas as dificuldades, pontos de bloqueio e encontrar os pontos do corpo do animal que ele encontra dificuldade para alongar e realizar as manobras.

“Vou montar cada cavalo e analisar sua performance, visando encontrar todas as dificuldades que ele possui. Através de exercícios, vou alongando o animal e desenvolvendo um treinamento específico para ele a fim de ajudar a superar os pontos de bloqueio, melhorar seu alongamento, movimentação, e assim, fazer o cavalo ter mais força, melhorar sua habilidade nas viradas e ser mais responsivo nas rédeas”, afirma Talon.

No primeiro dia de curso, além da avaliação dos animais e desenvolvimento dos treinamentos exclusivos, os participantes poderão conhecer toda a filosofia de trabalho do Centro de Treinamento de Décio Talon. O atleta vai contar sua história no esporte, como chegou onde chegou, a construção de seu Centro de Treinamento e como desenvolveu a sua filosofia de mais de 20 anos de atuação no esporte.

Três Tambores na prática

No segundo dia será a vez dos atletas aplicarem os exercícios desenvolvidos por Décio Talon para cada conjunto. As duplas realizarão os exercícios e o profissional avaliará cada manobra, visando corrigir erros e melhorar os movimentos.

Após a realização dos cursos, os atletas deverão relatar suas experiências, pontos de melhoria dos animais que já conseguiram diagnosticar com o treinamento e receberão uma avaliação do atleta. “Meu objetivo é ajudar o conjunto a superar suas dificuldades e com isso, através dos treinamentos, colaborar com a construção de grandes atletas dos Três Tambores”, finaliza Décio Talon.

As inscrições para a clínica de Décio Talon estão abertas. O participante pode participar montado ou como ouvinte. Inscrições e informações pelos telefones: (11) 99967-6971 com Abelardo Peixoto ou (15) 99615-2815 com Zé Maria.

Serviço

Super Semana do Tambor

Data: 11 a 19 de junho

Local: Haras Raphaela

Clínica de Três Tambores com Décio Talon

Data: 11 e 12 de junho

Dentro da Super Semana do Tambor

Inscrições: (11) 99967-6971 com Abelardo Peixoto ou (15) 99615-2815 com Zé Maria.

Por: Camila Pedroso

Fotos: Divulgação

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Três Tambores & Seis Balizas

Provas de Agility e Tambor Dog unem duas paixões dos tamborzeiros na Super Semana do Tambor

Etapas serão realizadas nos dias 18 e 19 de junho e têm apoio e a organização da Liga Agility Brasil (LAB)

Publicado

⠀em

Agility

A maior feira do cavalo de Três Tambor da América Latina está chegando! Entre os dias 11 e 19 de junho, o Haras Raphaela, em Tietê /SP recebe a 8ª Edição da Super Semana do Tambor, que reunirá os melhores competidores e atletas da modalidade em busca da premiação de mais de R$ 350 mil.

Além das tradicionais provas, clínicas e cursos voltados ao cavalo de Três Tambores, essa edição traz uma grande novidade ao público.

Quem frequenta provas com cavalos sabe, todos do meio amam cachorros e sempre levam seus animais consigo nas etapas. Pensando nisso, a National Barrel Horse Association Brazil (NBHA Brazil), em parceria com a Liga Agility Brasil (LAB) trazem para essa edição provas de Agility e Tambor Dog!

A “Liga Agility Brasil” é uma instituição que promove o campeonato LAB que este ano terá três etapas. A primeira foi em Minas Gerais, a segunda na Super Semana do Tambor e a terceira no Rio de Janeiro.

Segundo Eduardo Ferreira, membro da Liga Agility em São Paulo, participar da Super Semana era um desejo antigo, mas que nunca conseguiram concretizar devido às agendas. “Mas este ano, deu certo e vamos fazer uma grande festa!”, comemorou.

As provas de Agility e Tambor Dog serão realizadas nos dias 18 de 19 de junho, dentro da Super Semana. “Será uma oportunidade incrível dos tamborzeiros unirem suas duas paixões: os cavalos e os cães”, enfatizou Abelardo Peixoto, presidente da NBHA.

Provas de Agility

Agility é um esporte para cães baseado no hipismo, em que os animais abordam os obstáculos em uma ordem pré-estabelecida pelo Juiz.

O esporte é praticado em duplas compostas pelo cão e seu condutor, e o objetivo é terminar a prova sem cometer infrações e no menor tempo possível, tornando assim o Agility uma prova de habilidade, em que a velocidade é critério decisivo de desempate.

O cão não pode ser tocado pelo seu guia durante a prova, nem ser estimulado com brinquedos ou comida. As duplas mais rápidas serão premiadas com medalhas.

Tambor Dog

Além do Agility, a Super Semana do Tambor terá ainda Tambor Dog, uma prova de Três Tambores desenvolvida para cães, com premiação para os melhores de cada categoria de tamanho: mini, midi e standard.

Todos os cachorros podem participar, inclusive os sem raça definida, o famoso vira-latas.

A expectativa da organização é receber 50 competidores de vários estados.

Liga Agility Brasil

Com o objetivo de popularizar o esporte, a Liga Agility Brasil promove provas com cães pelo Brasil. Não possui relação com confederações ligadas à cinofilia, e trabalha oferecendo apoio ao esporte.

Para a instituição todos os cães, com ou sem pedigree, podem competir em um ambiente de igual por igual, sem discriminação e com regras e regulamentos que respeitem as alturas e traga segurança para os mesmos. 

Serviço

Super Semana do Tambor

Data: 11 a 19 de junho

Local: Haras Raphaela

Provas de Agility e Tambor Dog

Data: 18 e 19 de junho

Dentro da Super Semana do Tambor

Por: Camila Pedroso

Fotos: Divulgação

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Team Roping

2ª Copa World Trailers de Team Roping agita o Distrito Federal neste domingo

Etapa oferecerá premiação total de R$ 300 mil nas três modalidades Team Roping, Calf Roping e Breakway

Publicado

⠀em

Team Roping

Os laçadores de Brasília/DF possuem um compromisso imperdível neste final de semana. O Parque de Exposições Granja do Torto, na pista coberta, recebe neste domingo (22) A 2ª Copa World Trailers de Team Roping.

Etapa oferecerá uma premiação total de R$ 300 mil, em todas as três modalidades Team Roping, Calf Roping e Breakway e reunirá atletas dos estados de São Paulo, Goiás, Minas Gerais, Tocantins, Bahia e Distrito Federal.

Segundo Marcelo Pity, diretor da modalidade de Laço do Núcleo do Quarto de Milha de Brasília, a expectativa da organização é receber até cinco mil apaixonados pelas laçadas.

Entre os laçadores, a expectativa é receber 200 competidores e 150 cavalos.

Ainda de acordo com Pity, “o grande diferencial da etapa é a estrutura montada no Parque da Granja do Torto, com tudo que a de melhor: área para show, praça de alimentação, área de camping para os competidores e o mais importante, tendo horário para começar e terminar todos dias”, afirma.

World Trayller

Para essa edição, a modalidade de Breakway entrou na Copa World Trayller. No Team Roping, terá a Elite Tem Roping (ETR) e Calf Roping a Associação Nacional do Laço Individual (ANLI), que são as duas maiores associação de Laço do Brasil.

Desafio Laço Individual

Outra prova emocionante que acontece durante a 2ª Copa World Trailers de Team Roping é o Desafio Laço Individual. A etapa será com um bezerro para cada competidor, com Handcap 1 tira 3,5 segundos, Handcap 2 tira 2,5 segundos, Handcap 3 tira 1,5 segundos e handcap 4 com tempo normal.

Além disso, com barreira de 3 metros. O grande campeão será o laçador com menor tempo e ganhará um brete.

Team Roping no Distrito Federal

Sendo o único núcleo que promove todas as modalidades oficiais do Brasil, o Núcleo de Brasília é sediado dentro do Parque de Exposiçãoes da Granja do Torto, e recebe atividades das modalidades de Laço em dupla, Laço individual, Rédeas, Team Penning, Tambor e Baliza, Vaquejada, Breakway e Ranch Sorting.

O núcleo possui em média 200 associados, e mais de 300 cavalos competindo nas modalidades citadas.

Serviço:

2ª Copa World Trailers de Team Roping

Data: 22 de maio

Local: Parque de Exposições Granja do Torto, Brasília/DF

Por: Camila Pedroso

Foto: Divulgação

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Categorias

COPYRIGHT © 2021 CAVALUS. TODOS DIREITOS RESERVADOS
ESSE SITE É PROTEGIDO PELO GOOGLE RECAPTCHA
POLÍTICA DE PRIVACIDADE | TERMOS DE SERVIÇO