Acompanhe algumas dicas importante da UC sobre alimentação dos cavalos em situações diferentes do dia a dia

A gente sempre está focado em falar de alimentação de uma forma geral, mas existem alguns detalhes na alimentação do cavalo que são importantes. Então, vamos criar uma situação aqui para exemplificar. Você resolveu que sábado vai viajar com o seu cavalo para uma prova e quer saber o que fazer. Pode dar comida e embarcar? Será que vai dar cólica? Vai fazer mal ou não?

Primeiro de tudo, saber que horas começa o evento que você vai, seja ele qual for. Se a cavalgada vai sair às nove, ou se a prova começa às sete. Independente de horário, é importante que seja a primeira coisa que procure saber. Daí, precisamos saber quanto tempo levará a viagem. Se duas horas, três ou mais. Se tem que sair um dia antes.

Na UC, a gente sempre vai ter, no caminhão ou no trailer, feno a vontade. Nas redinhas ou nas sacolinhas. Os cavalos, durante a viagem, podem comer livremente. Alguns comem tudo, outros não. Com relação ao concentrado, ou ração se eu tenho o costume de dar ração com uma hora de antecedência ao embarque, eu dou.

Se eu tenho cavalos que são mais predispostos a cólica, eu não dou, mesmo que seja uma hora antes do embarque. Se eu sei que meu cavalo é mais sensível, sente a viagem, eu dou a ração uma hora antes de sair para a estrada. O fato é que caso você opte por não dar a ração nesse período, não vai fazer mal a nenhum cavalo. Especialmente se durante a viagem ele tiver feno à disposição.

Então, para os cavalos, um bom volumoso substitui qualquer concentrado em qualquer hora. Não tenha medo de oferecer o feno livre durante a viagem. Agora, mais importante pode ser o que fazer depois que você chegou ao destino. A orientação é que sempre os horários de alimentação têm que ser corretos. Em um caso como esse já desregulou do que acontece no dia a dia.

Mas o cavalo de competição ou aquele que precise viajar tem que aprender a comer quando tem a comida e não só no horário dele. Portanto, quando chegar ao local do evento, antes de qualquer outra coisa, cuide do lugar que os cavalos vão ficar. Dica: cuidado com cocheira de parque de exposição que tem dentro um coxo de água. Cheque a limpeza desse coxo. Confira também o tipo de cama que foi colocada.

Pode acontecer de você chegar ao local e a cama de cocheira que usam ser bagaço de cana. Os cavalos vão querer comer com certeza, e qual o risco? Cólica. Então, sempre leve no trailer creolina, para fazer uma pulverização na cama para que os cavalos não queiram comer. Posto isso, providencie água para os cavalos, evitando os coxos comunitários. Prefira usar balde que levou de casa com água da torneira.

E então, volte a regular a alimentação do seu cavalo para os horários normais, que ele está acostumado no dia a dia. Claro que, respeitando os horários de entrada em pista. Se for o caso, duas horas antes da sua passada, dê um pouco de ração. Mais perto do seu horário de competir, não é indicado. Faça esse cronograma, entre a saída de casa, chegada e possível horário que vai competir para pode definir.

O evento fora de casa é temporário. É possível, portanto, adaptar, tirar, criar situações. Igual quando você sai de casa com seus filhos e chegou a hora do almoço e não tem como fazer a parada. Você oferece um lanche, mas não é algo que vai acontecer todos os dias. Pense sempre que uma semana sem comer ração vai fazer menos mal que um quilo de ração na hora errada. Fique atento!

Por Aluísio Marins
Fonte: Universidade do Cavalo
Foto: Ehow.com

7 Comentários

  1. hi!,I like your writing very so much! percentage we communicate extra about your post on AOL? I require a specialist in this area to resolve my problem. Maybe that’s you! Looking ahead to look you.

  2. Hatem Ben Arfa scored one goal and set up another to maintain his push for a place in France’s squad for this summer’s European Championship. Nice 2-0 Reims: Newcastle flop Hatem Ben Arfa stars in win as his side go third

Escreva um comentário