Seguindo a linha dos assuntos que abordamos em artigos anteriores, onde falamos sobre comportamento animal e conformação, vamos falar sobre raça nesse texto

A raça é uma definição de agrupamento de animais da mesma espécie e origem, com características morfológicas, fisiológicas e econômicas comuns, transmissíveis hereditariamente sob condições ambientais e de explorações ideais. A existência oficial de uma raça requer um padrão racial, que pode ser entendido como sendo o modelo ideal que deve orientar os criadores na seleção de seus reprodutores. O padrão racial é estabelecido por criadores reunidos em associação, que deverão preservá-lo através do registro genealógico.

Raça Quarto de Milha e Sua Avaliação Prática

Vou usar o QM como exemplo, pois é a raça que eu atuo com mais intensidade.

Para se avaliar um cavalo Quarto de Milha, devemos responder a primeira pergunta que nos permitirá uma escolha certa, de acordo com os nossos objetivos, uma vez que a raça permite uma vasta opção de modalidades esportivas, sendo utilizada por pessoas de diversas faixas de idade.

A raça Quarto de Milha pode ser assim entendida como subdividida em três pontos característicos como Conformação, Corrida e Trabalho. Embora note-se algumas diferenças entre os três segmentos, todos possuem características raciais definidas, principalmente em seu equilíbrio e aptidão para um melhor desempenho de suas funções.

Muitos perguntam: ‘Qual seria o melhor cavalo para mim?’. E esta resposta deve ser dada de forma simples e objetiva. Deve ser respondida com paixão e até mesmo com uma certa vaidade. Então, já encontrou a sua resposta? Isso mesmo! Acertou quem disse que o melhor cavalo é aquele que eu gostaria de montar sempre. Ótimo, parabéns, você começou muito bem. Afinal, ninguém gosta de montar em cavalo nervoso, preguiçoso, feio, complicado e mal conformado. Queremos um cavalo dócil, ágil e, certamente, muito bonito.

Por falar em cavalo bonito, o que é BELEZA? O conceito de beleza deve ser visto de forma zootécnica, que nada mais é que a forma empregada para determinar a eficiência das partes do animal em relação à sua atitude. Ela pode ser dividida em Absoluta, Relativa e Convencional.

É Absoluta quando compreende requisitos essenciais para todos os casos. Exemplo: APRUMOS. Relativa, quando se refere as particularidades que determinam características funcionais. E Convencional quando o homem seleciona particularidades. Exemplo: PELAGEM.

Nosso próximo artigo terá como tema: Entendendo o Cavalo Quarto de Milha / Regiões do Corpo / Centro de Gravidade/ Aprumos / Cascos. Obrigado e até lá!

Por Roger Clark – Médico Veterinário}
Juiz e Inspetor Zootécnico ABQM  e ABC PAINT | Consultor em Comportamento e Bem-Estar Animal
Fotos: arquivo pessoal

Escreva um comentário