Saúde Animal

Dicas para preparar garanhão e matriz na estação de monta

O assunto foi abordado durante a Semana de Reprodução Protécnica e Botupharma por Daniel Pasquini

Durante a Semana de Reprodução Protécnica e Botupharma, que aconteceu de 18 a 23 de junho, na Loja da Protécnica de Sorocaba, Daniel Pasquini, especialista em reprodução e gerente nacional da Botupharma, passou algumas dicas de como preparar os reprodutores e reprodutoras, indicando o ideal para cada situação, pois estamos num momento exatamente que precede a estação de monta, onde os animais estão em repouso sexual.

As éguas ficam em repouso total, mas os garanhões aproveitam esse período para fazer congelamento de sêmen. O momento é de preparo para estação de monta, que vai começar em agosto, principalmente para a raça Quarto de Milha, que começa precocemente sua temporada.

Confira as dicas:

Suplementação

Uma célula espermática que começou a ser produzida hoje só estará pronta daqui a 60 dias, ou seja, o máximo de efeito que se consegue de benefícios com a suplementação vem 60 dias depois de iniciada. Não significa dizer que o efeito vai vir somente daqui 60 dias, mas sim que ele vai melhorando gradualmente o sêmen desse garanhão com esse período e o máximo em termos de melhora se atinge depois de 60 dias.

Limpeza

A limpeza do pênis também é muito importante, porque esses animais em repouso sexual acumulam muito sujeira e a carga bacteriana torna-se muito grande, então é importante que lavar o pênis do animal. Para isso não é preciso usar nenhuma substância germicida, apenas água, para diminuir essa carga de contaminação que eventualmente pode ser levada para dentro do útero da égua.

Teste com diluentes

É importante que aproveitem esse período para fazer o teste no ejaculado desses garanhões para definir o qual é o melhor diluente para cada garanhão. Pode-se coletar um ejaculado do garanhão e nesse mesmo dividir em quatro partes e submeter aos testes todos para ver qual o melhor para aquele indivíduo. O diluente de sêmen serve para proteger de contaminação bacteriana, para fornecer energia extra para o espermatozoide para que ele viva por mais tempo e ainda para protegê-lo de temperaturas adversas.

Atenção ao útero

No caso de éguas, especialmente as mais velhas, além do preparo é preciso fazer o acompanhamento ultrassonográfico desse útero, fazer uma avaliação ginecológica nessa égua através de uma citologia uterina para que, se em caso de alguma patologia, se antecipe o tratamento e ela entre na estação de monta em plenas condições reprodutivas.

Efetivação do embrião

A partir do momento que o embrião é retirado da doadora ele é passado num meio de embrião holding. Depois de passar por um processo de limpeza, nutrição e proteção esse embrião é transferido para a receptora. Depois de todos esses cuidados e da confirmação da prenhez, é só aguardar o período de gestação, que é de aproximadamente 11 meses e o nascimento do tão desejado potro.

Outras informações: (15) 3316-0898 | Rodovia Castello Branco, km 86,5, no Jockey Club de Sorocaba.

Por Verônica Formigoni
Foto: Cedida