É importante ter cuidado com essas doenças que podem roubar a vida do seu cavalo

Pode começar como uma pequena tosse ou corrimento nasal, mas em dias o seu cavalo está com febre alta, se recusa a comer e está quase sem vida. Algumas doenças equinas são muito sérias. Podem atacar o sistema imunológico do seu cavalo e ele deixa-lo sem chance de se recuperar. É sempre importante observar seu cavalo com cuidado, prestando atenção em sintomas ou comportamento que podem indicar algum problema.

O site Cowgirl Magazine listou algumas das principais doenças equinas que podem matar o seu cavalo e citamos três que podem parecer inofensivas e que o Brasil tem uma certa incidência. Confira!

Herpes Equina: Esta doença altamente contagiosa pode matar jovens cavalos e potros não nascidos. Alguns sintomas comuns incluem corrimento nasal, falta de equilíbrio, fraqueza dos membros posteriores, falta de energia e gotejamento de urina. Existe uma vacina preventiva disponível.

Tétano: Encontrado no estrume e solo, a bactéria responsável pelo tétano geralmente infecta feridas abertas. Os espasmos musculares e a rigidez são comuns, além de problemas para se locomover e comer. Também podem aparecer problemas no sistema respiratório. Mantenha as feridas limpas e invista na vacinação periódica.

Influenza Equina: Também conhecida como gripe, esta condição afeta o sistema respiratório do cavalo. Há secreção nasal, tosse seca, febre, falta de energia e perda de apetite como sintomas principais. Devem ser implementadas medidas preventivas para cavalos jovens ou para quem viaja. Também há vacinas para conter essa doença.

Ninguém quer ver seu cavalo lutando contra todos esses sintomas desagradáveis. É melhor monitorá-lo todos os dias e inibir qualquer sintoma antes que se tornem sérios!

Escreva um comentário