Um distúrbio frequente que acomete os equinos que apresentam desequilíbrio nutricional

A Osteodistrofia Fibrosa (ODF), conhecida também como ‘cara inchada’, é um distúrbio frequente que acomete os equinos que apresentam desequilíbrio nutricional. Quando os cavalos recebem dietas em que a relação de Cálcio e Fósforo é inferior a Ca:P = 2:1, o organismo começa a retirar Cálcio dos ossos para utilizá-lo em outras funções, e acaba depositando um tecido fibroso no local, dando aumento de volume, caracterizando a cara inchada. Esta desmineralização pode ocorrer em todos os ossos do corpo, o que explica animais acometidos apresentarem fraturas espontâneas.

Não só a baixa ingestão de cálcio na dieta (falta de sal mineral para equinos) pode levar à ODF, mas também dietas ricas em fósforo que são muito comuns quando se fornecem junto à ração: aveia, milho, farelo de trigo, que são ingredientes que apresentam altos níveis de fósforo na sua composição e acabam desbalanceando a dieta se não utilizados em quantidades adequadas.

Outra causa para esta doença é a ingestão de forragens ricas em oxalato, que age imobilizando a absorção do cálcio da mesma forma que o fósforo, como é o caso das pastagens do gênero Brachiaria, Aruana, Massai, Pensacola, Napier, entre outros.

Osteidistrofia Fibrosa – Cara Inchada. Foto: Nelson Ferreira

O animal pode ou não apresentar a cara inchada, isso vai depender do local em que o cálcio foi removido. O diagnóstico é feito através de exame de sangue e raio X. O tratamento consiste em reposição de cálcio venoso e através do fornecimento de sal mineral e dietas devidamente balanceadas.

Para evitarmos este quadro, é importante escolher uma pastagem mais adequada para os equinos (do gênero Cynodon, preferencialmente), fornecer sal mineralizado para equinos à vontade e uma ração balanceada.

Por Cláudia Ceola
Médica Veterinária e Supervisora técnica de equinos | Guabi Nutrição e Saúde Animal

Escreva um comentário