Cavalgadas Brasil

Cavalgada em Cavalos Marchadores

Dando continuidade aos tipos de cavalgada, Paulo Junqueira escreve essa semana sobre as cavalgadas com cavalos marchadores

As raças de cavalos marchadores no mundo são poucas em comparação aos cavalos trotadores. Existem, portanto, diferenças entre as raças de cavalos marchadores, mas todas elas têm em comum que sua marcha especial substitui o trote.

Europa

A Europa é lar de raças como Aegidienberger, com origem na Alemanha, reconhecida como raça em 1994, resultado do cruzamento do cavalo Islandês e do Paso Peruano. O Arravani, raça grega muito antiga (1000 anos AC), tem marcha similar à do Islandês.

De tal forma que o cavalo Islandês (foto de chamada), mais famosa raça de marchadores do continente, é uma raça criada a partir de cavalos trazidos para a Islândia pelos vikings no século IX.

São várias as opções de cavalgadas com o cavalo Islandês e eu recomendo a Travessia onde, a cada dia da cavalgada mudamos de cavalo. Fazemos essa mudança uma ou duas vezes por dia e a tropa tem com cerca de 50 animais. Grande parte do percurso fizemos no ritmo ‘tölt’, uma quinta marcha, rápida, que permite cobrir grandes distâncias.

Travessia na Islândia

Estados Unidos

Nos Estados Unidos existem algumas cavalgadas com cavalos marchadores, como o Tennessee Walker. Nomenclatura, sobretudo, que vem do estado origem – Tennessee – e teve início em 1885 de um cruzamento de uma égua Morgan.

Assim como também encontramos algumas opções de cavalgada com o American Saddlebred, mais antiga raça de marchadores americanos. A raça foi utilizada na guerra civil nos Estados Unidos, quando era conhecida como Kentucky Saddler, referência a sua região de origem.

Cavalgada em Cavalos Marchadores Dando continuidade aos tipos de cavalgada, Paulo Junqueira escreve essa semana sobre as cavalgadas com cavalos marchadores
Peru

America do Sul

No Brasil, temos o Mangalarga Marchador, o Mangalarga, o Campolina, o Campeiro e o Piquira. E, em vários países da America do Sul, estão o Paso Fino e o Paso Peruano, que faz parte da cultura peruana e já tive oportunidade de cavalgar nele em diversas oportunidades no Brasil.

Inegavelmente, uma dessas oportunidades se deu durante a excelente cavalgada que sai da região serrana, cruza belíssima área de floresta Mata Atlântica preservada e desce até o litoral, nas praias de Búzios.

Paso Peruano em Córdoba

O Paso Peruano, antes de mais nada, tem forte presença também nas regiões de Córdoba e Salta. Em Córdoba cavalguei em duas estâncias que criam excelentes cavalos da raça, ambas são muito antigas, com forte tradição na criação de gado e cavalos.

As Sierras Chicas de Cordoba, por exemplo, têm um clima que permite cavalgadas durante todo o ano. Durante a cavalgada pude conhecer a constante mudança da geografia da região, através de áreas impossíveis de chegar em veículos. Na cavalgada que fiz na região de Salta no norte da Argentina, também montei um Paso Peruano, que se mostrou muito resistente para cruzar as montanhas.

Paso Peruano no Peru

No Peru fiz uma das cavalgadas mais famosas com cavalos marchadores, destaque na National Geographic top rides. Nesta cavalgada no Vale Sagrado, chegamos a lugares remotos e muito bonitos nos Andes, e experimentamos a magia de Cusco e Machu Picchu.

Cavalgada em Cavalos Marchadores Dando continuidade aos tipos de cavalgada, Paulo Junqueira escreve essa semana sobre as cavalgadas com cavalos marchadores
Campos Gerais – PR

Mangalarga Marchador

O Mangalarga Marchador, inegavelmente, é a raça mais popular e com a maior quantidade de animais em atividades de cavalgadas no Brasil. São muitos os criatórios que estão se especializando na criação de animais para cavalgadas, como por exemplo o Haras da Marcha e a Agro Maripá no estado de São Paulo.

Com Mangalarga cavalguei em vários estados do Brasil e destaco três deles. Primeiramente, na região do Campos Gerais do Paraná, a antiga Rota de Tropeiros. Cavalguei em áreas junto a Escarpa Devoniana, notável formação geomorfológica com desníveis com paredes verticalizadas, originadas pela erosão que vem esculpindo o relevo e formam verdadeiros canions. Destaque para a visita a Colonia Witmarsun de colonização eslavo-germânica, com rica gastronomia e história.

Cavalgada em Cavalos Marchadores Dando continuidade aos tipos de cavalgada, Paulo Junqueira escreve essa semana sobre as cavalgadas com cavalos marchadores
Estrada Real – MG

Minas Gerais, berço da raça, cruzei inteira durante a Longa Jornada – Do Sertão ao Mar pelos Caminhos da Estrada Real, junto com o amigo José Henrique Castejon. No ano passado, voltei a cavalgar em Minas Gerais, em um Mangalarga Maripá, de Diamantina a Paraty. Essa cavalgada aconteceu durante as gravações do programa Rotas Históricas Brasileiras na Companhia do Mangalarga Marchador, projeto da Agro Maripá para fomento da raça.

Na Bahia, estado com segunda quantidade de cavalos da raça, percorri quase todo belíssimo litoral a cavalo, com destaque para a Costa do Descobrimento, entre Trancoso e Caraíva.

Por Paulo Junqueira Arantes
Cavaleiro profissional e Diretor da agência Cavalgadas Brasil
www.cavalgadasbrasil.com.br

Veja outras notícias da editoria Turismo Equestre no portal Cavalus