Em francês Crin Blanc ou Cheval Sauvage é um curta-metragem de 1953 dirigido pelo cineasta francês Albert Lamorisse

O filme é baseado em um livro infantil com o mesmo nome do autor francês René Guillot. Com quarenta e sete minutos de duração, foi filmado em locações nos pântanos de Camargue, na França. Ganhou inúmeros prêmios em seu lançamento, incluindo o Grande Prêmio Palme d’Or de Curta Metragem no Festival de Cinema de Cannes.

O filme também se tornou popular entre as crianças e foi comercializado para eles. A história conta uma fábula de como um menino jovem doma um garanhão branco selvagem chamado White Mane. O cavalo é líder de uma manada de cavalos selvagens que vagueia livre pelos pântanos de Camargue.

Um grupo de fazendeiros captura o garanhão selvagem e o coloca em um curral, mas ele escapa. Um menino chamado Folco (Alain Emery), que mora com seu avô, observa atentamente enquanto White Mane foge. Ele sonha um dia poder conviver com o lindo cavalo branco.

Os fazendeiros, mais uma vez, tentam capturar White Mane e falham. Mais tarde, Folco encontra o cavalo nos pântanos e tenta amarrá-lo. No entanto, White Mane galopa e arrasta Folco na água por um bom tempo. O menino se recusa a soltar a corda e quase desmaia. O garanhão cede e os dois se tornam amigos.

Os fazendeiros tentam espantar White Mane ateando fogo na área em que ele e seu rebanho vivem. Folco monta o cavalo pela primeira vez e o conduz ao pelo através dos pântanos de Camargue, sobre as escassas dunas, até o mar. Os dois juntos fazer de tudo para não serem capturados.

O filme termina quando o narrador afirma que White Mane levou Folco para uma ilha onde cavalos e crianças podem ser amigos para sempre.

Escreva um comentário