Geral

Cavaleiro das Américas consegue retornar ao Canadá

Filipe Masetti Leite está realizando sua terceira – e última – longa jornada desde maio de 2019

Para encerrar o ciclo e ‘fechar’ as Américas, Filipe Masetti Leite, o Cavaleiro das Américas, projetou sua terceira longa jornada em duas partes. A programação é atravessar do Alaska ao Canadá entre maio de 2019 a julho de 2020. Será, portanto, a terceira e última viagem a cavalo do jornalista, hoje mundialmente conhecido.

Primeiramente, viajou 2600 km em quatro meses, de Fairbanks (Alaska) a Grande Prairie (Alberta). “Como o inverno no norte do Canadá é muito intenso, eu planejei fazer essa ultima cavalgada em duas etapas”, esclarece o Cavaleiro das Américas. Dessa forma, de setembro de 2019 a março de 2020, ele dividiu seu tempo entre ministrar palestras, ficar com a família, terminar seu novo livro e outros projetos.

Cavaleiro das Américas consegue retornar ao Canadá
Com a namorada Clara no aeroporto

Os planos seriam voltar para o Canadá em meados de março e trabalhar novamente seus dois mustangs – Mac e Smokey – para a retomada da cavalgada até o Calgary Stampede. “Em meu cronograma, sobretudo, estava voltar a treinar os cavalos por todo mês de abril e de maio a junho percorrer os 800 km que faltam até Calgary, encerrando a jornada”.

Incertezas

Estamos falando em tom de ‘hipóteses’ justamente pela mudança do cenário mundial. Por conta da quarentena para evitar uma disseminação maior do novo coronavírus, não só quase ele não consegue retornar ao Canadá, bem como há a chance do rodeio em julho ser adiado ou cancelado.

Cavaleiro das Américas consegue retornar ao Canadá
Filipe chegou ao Canadá no limite do fechamento da fronteira

Filipe fez uma live em seu Instagram, já direto do Canadá na noite de quinta (19) e contou que pretende ficar no motorhome ao lado dos cavalos. E quando passar o período dele de quarentena por ter viajado, tudo estando bem, passar a treiná-los. “E aí, aguardar a liberação das estradas e os procedimentos que serão adotados pelo Calgary Stamped”.

O cavaleiro e jornalista ganhou a simpatia do mundo quando percorreu 16000 km em uma aventura a cavalo. Ele viajou do Canadá até o Brasil entre 2012 e 2014. Depois, entre 2016 e 2017, percorreu um trajeto de mais de 5 mil km, do Brasil a Patagônia argentina.

Cavaleiro das Américas consegue retornar ao Canadá
O reencontro com os cavalos

Acompanhe: @filipemasetti

Por Luciana Omena
Crédito das fotos: Divulgação/Arquivo Pessoal

Veja outras notícias a respeito dessa jornada no portal Cavalus