Esta matéria é uma continuação, agora com a análise das reações de boca, olhos e pele

Na Parte 1 desta série, você aprendeu a ler seu cavalo observando suas orelhas e sua cauda. Agora, vamos discutir como ler o seu cavalo, prestando atenção nas reações de sua boca, olhos e pele. Continuamos com as dicas da treinadora profissional AQHA Lynn Palm.

Boca

Se um cavalo não está usando freio e ele mastiga a língua, pende a língua para fora ou tem muita ação com a boca fazendo a mesma coisa várias vezes, é algo que pode dizer várias coisas diferentes. O cavalo pode estar entediado, frustrado ou nervoso. Se sua boca está fechada e relaxada, diz o contrário: Ele está relaxado, confortável e aceitando.

Um cavalo que põe a língua para fora e a deixa pendurada, para mim, diz que falta algo em inteligência, atitude ou temperamento. É como se ele estivesse chupando a língua por uma sensação de segurança.

Você pode avaliar mais quando um cavalo tem um freio na boca. Uma boca relaxada é sempre mais receptiva aos comandos. Não está fica se movendo e os lábios, narinas e toda a área da boca estão relaxados.

O cavalo que está usando freio e movimenta muito a boca, geralmente é um cavalo que é muito estimulado e ligado no que está sendo feito. Ele pode estar nervoso, com medo ou inseguro. Também poderia ser uma antecipação, como antes de entrar na pista para competir.

Mas se for um movimento lento, se o freio tocar a boca e a língua estiver funcionando para cima e para baixo, tudo bem. Ele pode estar reajustando o freio ou mantendo a saliva em movimento.

Se você perceber que ele parece estar incomodado com algo na boca, mesmo que se mova devagar, pode indicar outros problemas. Pode ser um sinal de resistência: ele está fazendo algo difícil e está confuso ou não entende. Isso também pode significar que ele tem um problema na boca, como precisar tirar os dentes de lobo, por exemplo.

Se a ação na boca aumentar demais, talvez você precise achar outro tipo de freio para usar. Ou ter paciência para que ele entenda a ação do equipamento que você quer usar. Preste atenção também nas suas ações em relação a esse momento, pois o problema pode ser você.

Olhos

Não há nada melhor que um olho grande, escuro e gentil. O cavalo está muito relaxado. E isso me diz que é um cavalo é inteligente, esperto e confiante. Quando o olho fica aberto demais, significa que o cavalo está alerta sobre alguma coisa.

Quando um cavalo está muito alarmado ou preocupado, o olho fica ainda maior, especialmente na parte superior. A pálpebra sobe mais. Preste atenção nesse caso, porque pode significar um cavalo que tende a ser sensível e vai sair do controle, um tipo explosivo de cavalo.

Quando um cavalo fica bravo, curiosamente, o olho fica menor. É algo que você não vê com muita frequência. Você vê isso um pouco mais em garanhões. Se a pele do rosto embaixo da pálpebra inferior enrugar, cuidado, esse cavalo é louco.

Um cavalo com olhos muito pequenos, conhecido como ‘olho de porco’, não consegue enxergar bem. Esses cavalos tendem a ser inseguros, assustados e exageram em seus sons.

Pele

Quando um cavalo tem pelos e pele finos, isso quase sempre indica um cavalo sensível. Se o cavalo tem pelos e pele mais grossos, ele tende a ser um cavalo mais dócil e descontraído.

Um cavalo sensível vai realmente falar com você através da pele: ele muitas vezes se contorce como se tivesse uma mosca nele. Se ele contorce a pele, isso significa que ele está exagerando, resistindo ou se ressentindo com o que está sendo pedido para que ele faça. Se a pele estiver relaxada, o cavalo fica relaxado e aceitando.

Procure um padrão

Depois de aprender um pouco somo como cada parte do corpo de um cavalo reage, você pode procurar padrões na forma como se expressam. Como o comportamento, ou o modo como ele apresenta esses sinais, se repetem? Quando você pode determinar um padrão, você pode planejar o que mudar e melhorar no seu cavalo.

Perceba quais ações suas geram reações repetidas de rejeição do cavalo em cada uma dessas partes do corpo. Fique atento. Logo você vai identificar o que o incomoda ou qual movimento que você pede que o deixa feliz e relaxado. Só você, que convive com ele todos os dias, para entender o que provoca determinado padrão.

Tudo começa com você aprendendo a ler o seu cavalo!

Fonte e Foto: AQHA
Tradução e adaptação: Luciana Omena

Escreva um comentário