Filipe Leite já se prepara para completar sua trajetória como um ‘cavaleiro de longas distâncias’

Filipe Masetti Leite atravessará do Alaska ao Canadá entre maio de 2019 a julho de 2020. Será a terceira e última viagem a cavalo do jornalista, hoje mundialmente conhecido. Ele ganhou a simpatia do mundo quando percorreu 16000 km em uma aventura a cavalo saindo de Calgary, no Canadá, até sua cidade natal, Espírito Santo do Pinhal, no Brasil, entre 2012 e 2014.

Depois, em um ano – entre 2016 e 2017 – ele percorreu um trajeto de mais de cinco mil quilômetros, com saída do Parque do Peão de Barretos, no Brasil, até Ushuaia, cidade na Patagônia argentina, chamada de ‘Fim do Mundo’. Quando chegar a Calgary novamente, no ano que vem, o cavaleiro terá fechado as Américas de norte a sul, fechará o ciclo onde tudo começou e somará quase 30 mil km percorridos.

Cavaleiro das Américas

A saída está programada para Fairbanks, Alaska,, dia 17 de maio. Filipe vai cavalgar quatro mil quilômetros até chegar ao maior rodeio do Canadá – e um dos maiores do mundo -, o Calgary Stampede. Ele já saiu do Brasil há três semanas para a reta final de preparação para a jornada. Entre reuniões e palestras, já está montando e treinando os cavalos que serão seus companheiros de viagem. Como morou no Canadá por muitos anos, também está revendo amigos.

Os cavalos são Mustangs e são cavalos selvagens, de tribos indígenas da Província de British Columbia. Por esse motivo, a ambientação foi tão importante, e o treinamento também. Filipe terá Smokey e Sin Clip ‘Coyote’ para a sua jornada, mas somente o Smokey está quase pronto para a viagem. “Quando eu cheguei, o cara que me ofertou os cavalos me mostrou dois Mustangs extremamente selvagens, inteiros, de mais de sete anos. Dos dois, eu apertei o que eu vi que teria maior possibilidade de aprontá-lo para a viagem”, contou Filipe.

Cavaleiro das Américas

Realizou não só a doma mas a castração do Smokey. “Dediquei meu tempo a preparar os cavalos nessas semanas que cheguei aqui. O Coyote não ficou pronto, então sairei do Alaska com Smokey e Big Mac, um Mustang já domado, emprestado por um outro cavaleiro de longa jornada. Jim McCrae terminará a doma de Coyote e o levará até mim para a troca quando já estiver tocado o solo do Canadá”. Ele já chegou ao Alaska para a fase final de preparação e os cavalos chegam dia 14.

Foram semanas em que ele definiu não só a respeito do treinamento dos animais, que incluiu redondel e também passeios por trilhas e ao lado de estradas, para ambientá-los no trajeto, como conseguiu um motorhome para ser apoio durante o trajeto, em que Filipe terá a companhia da namorada. Clara Victoria. Ele vem contando tudo em seu instagram – @filipemasetti – inclusive dá para ver um pouco do processo de doma nos destaques do perfil dele.

Cavaleiro das Américas

Nessa jornada, ele busca celebrar o homem do campo e seu melhor amigo – o cavalo. Com palestras pelo seu percurso, diversos eventos e cavalgadas, o Cavaleiro das Américas espera mostrar a importância dos fazendeiros e pecuaristas no século 21. E, claro, a importância do cavalo para muitos que dependem desse animal todos os dias.

“Desde o início dessa aventura toda, eu recebi a ajuda de milhares de fazendeiros e pecuaristas que abriram as suas porteiras para mim e os meus cavalos. Eles me trataram como parte da sua família, como um filho. Nas 12 nações que cruzei, vi de perto como esses homens e mulheres trabalharam duro todos os dias para por comida na mesa das pessoas. Precisamos celebrar essas pessoas!”

Cavaleiro das Américas

Em sua triunfal chegada a Calgary, com a ajuda da embaixada Brasileira no Canadá e vários patrocinadores brasileiros, uma Queima do Alho será promovida durante o desfile que abre Calgary Stampede.

“Será uma celebração brasileira de raiz sertaneja completa, com música sertaneja, nosso tempero delicioso e cavaleiros brasileiros presentes. Nossa cultura será vista por milhares de canadenses e turistas do mundo todo que visitam essa grande festa. São cerca de 1,2 milhão de pessoas em dez dias”, finaliza!

Cavaleiro das Américas

Até hoje, 500 pessoas chegaram ao top do Monte Everest, 12 pessoas andaram na lua, mas somente dois homens cruzaram as Américas de norte a sul a cavalo. O brasileiro de 32 anos está se preparando para se tornar a terceira pessoa a conquistar esse feito e o mais jovem do mundo.

Colaboração: Assessoria de Imprensa
Fotos: Reprodução/Instagram

8 Comentários

  1. I do not know whether it’s just me or if everyone else encountering problems with your website.
    It appears as though some of the text within your posts are running
    off the screen. Can somebody else please provide feedback and let me know
    if this is happening to them too? This could be a issue
    with my web browser because I’ve had this happen previously.
    Kudos

  2. Hello there, I believe your site may be having internet browser compatibility problems.
    Whenever I look at your website in Safari, it looks fine however, when opening in I.E.,
    it’s got some overlapping issues. I simply wanted to give you a quick heads up!

    Aside from that, great site!

  3. Every weekend i used to pay a quick visit this web page, because i want enjoyment, since this this website conations genuinely good
    funny material too.

Escreva um comentário