José Ricardo saiu do Brasil para perseguir o sonho de ser o maior jóquei do mundo

Filho de Antônio Ricardo, que na sua época chegou a ser o recordista com o maior número de vitórias em hipódromos sul-americanos, José Ricardo, 56 anos, foi o primeiro jóquei do mundo a atingir a marca de 10 mil vitórias (em 2008). Além disso, venceu quatro vezes como o melhor jóquei dos hipódromos da Argentina. Brasileiro, mas radicado na terra dos Hermanos desde 2006, Ricardinho, como é conhecido, mudou-se porque tinha o objetivo de atingir a marca de maior vencedor do mundo.

E conseguiu. Manteve o feito até 2009, quando precisou largar as pistas para se submeter à quimioterapia em função de um linfoma. No período em que ficou em tratamento, viu o canadense Russell Baze alcançar 12.844 triunfos. Ricardinho venceu o câncer e voltou a competir. Desde então não descansou até se consagrar novamente como detentor da marca. Já visando bater o recorde, ele escolheu o Rio, sua cidade natal, onde não competia há 11 anos, como palco. No domingo, 4 de janeiro, correu em oito páreos e faturou dois. No dia seguinte, ele montou em seis páreos e venceu mais um, virando recordista ao lado de Baze – 12.844 vitórias em uma carreira que começou há 41 anos, em 1977.

Foi uma segunda-feira foi histórica para o turfe brasileiro. E o feito se deu no tradicional Jockey Club Brasileiro, no Rio de Janeiro. Antes de se aposentar, Ricardinho começou aos 16 anos como aprendiz, pretende aumentar número de vitórias. Igualar o recorde no Rio não foi por acaso. Ele escolheu sua cidade natal para alcançar essa glória. Agora volta para a Argentina, onde pretende bater o recorde, ultrapassar essa marca. Foi a forma que ele escolheu para deixar seus dois públicos felizes.

Fonte: Globoesporte.com
Fotos: Sylvio Rondinelli/Jockey Club Brasileiro

 

Escreva um comentário