Geral

Mano Walter fala de suas duas paixões: cavalo e música

Artista e vaqueiro, ele esteve no Programa do Bial na sexta-feira, 15 de junho

O vaqueiro alagoano que se encontrou na música e hoje é um dos nomes mais importantes do forró no Brasil. José Walter Tenório Lopes nasceu em Quebrangulo, Alagoas, em 13 de julho de 1986. Mais conhecido como Mano Walter, é cantor e compositor brasileiro, difundindo o ritmo pelo Brasil a fora. Além de cantor, ele também é vaqueiro e engenheiro agrícola, apesar de não exercer a profissão. Mas nas pistas de Vaquejada, ele é presença constante. Aliás, as características do trabalho de um vaqueiro e da vida no sertão são temas recorrentes em suas canções.

Mano Walter participou do Programa do Bial esse mês. Foto: Globo.com

“Só quem vive no sertão é que sabe o que é acordar cedinho, ouvir o cantar do galo e o mugido da vaca. E eu tento sempre retratar nas minhas canções o que eu vivi no campo, sempre trago alguma coisa que aconteceu comigo ou com meu pai. Sou filho e neto de vaqueiros. Quando eu tinha seis anos de idade meu pai já me levava para o curral e isso tudo já estava no sangue. Cresci em fazenda, no meio do mato. Meu pai sempre me levava nas exposições de animais e nas Vaquejadas, e quando comecei a cantar, eram essas as minhas inspirações”, conta Mano a Bial.

A música é uma de suas paixões. Foto: Cedida
Sempre que volta para casa, Mano corre para o
Haras MW, seu refúgio. Foto: Reprodução/Instagram

Após terminar a escola técnica, passou a morar na capital Maceió para cursar faculdade e montou a primeira banda de forró nessa época, quando conciliava as duas atividades. “Quando fui para Maceió, levei dois cavalos para continuar participando das Vaquejadas, não tinha como ficar longe disso. E na faculdade, encontrei amigos vaqueiros que também faziam engenharia agrícola, nos intervalos das aulas ficávamos cantando e resolvemos montar uma banda”. Foi aí que ele viu que não seguiria a engenharia, levando para a vida suas duas paixões: o cavalo e a música.

Sempre que volta dos shows ele corre para seu rancho para montar seus cavalos e sempre que pode participa das competições. “A Vaquejada é um esporte lindo, onde é levado em consideração em primeiro lugar o bem-estar animal. Usa-se rabo de boi artificial, o fiscal de pista não deixa nenhum animal sair da pista com ferimentos, não se usam esporas e chicotes. Nas provas, os veterinários acompanham a boiada e os cavalos antes e depois, para garantir que está tudo em ordem”.

Ele ainda corre Vaquejada sempre que pode.
Foto: Reprodução/Instagram

Formado, gravou seu primeiro CD independente em 2006 – Cavalo Ciumento, com a ajuda dos pais, o pecuarista sr. Djalma e a professora Elineusa, mas suas músicas já tocavam nas rádios da cidade. Mano Walter esperava atingir sucesso no Nordeste, mas não imaginava que iria ser conhecido e fazer shows por todo o Brasil. O cantor tem agenda de shows com média de 30 apresentações por mês e arrasta uma legião de fãs por onde passa.

Em 30 de abril de 2016, Mano gravou o seu primeiro DVD oficial – Ao Vivo Em Maceió. Em sua trajetória, coleciona sucessos como a música ‘O que houve?’ com mais de 50 milhões de visualizações no Youtube, ser eleito como o segundo cantor de forró mais escutado do Brasil no final de 2016, ficando atrás somente de Wesley Safadão, entre outros. Seu trabalho mais recente é o disco Sem Rótulos (2018). Mano Walter já chegou a marca de quase três mil execuções em várias rádios. E suas músicas são sucesso, com ‘O que houve?’ levando-o a ganhar um disco de ouro. Seus números incluem ainda média de 500 mil downloads e mais de 1 milhão e 400 mil plays em seus CDs.

Mano canta no Programa do Bial. Foto: Globo.com

Por Equipe Cavalus
Fonte: Globo.com e Wikipedia