Geral

Os cinco maiores erros de proprietários de cavalos quando os alimentam

Não seja pego fazendo uma dessa coisas!

 A maioria dos donos de cavalos tem boas intenções quando criam uma dieta para seu animal. Infelizmente, muitas pessoas cometem erros ao decidir a quantidade e a frequência das refeições dos bichos. Ninguém quer um cavalo com saúde debilitada, por isso é importante evitar essas armadilhas comuns.

1- Extrapolar nas doses: Um cavalo que come em excesso está em risco de obesidade e distúrbios metabólicos. A maioria dos cavalos consegue manter um bom peso em pastagens de qualidade ou feno. Grãos e suplementos só devem ser dados àqueles que carecem de nutrição geral. Além disso, certifique-se de que seu cavalo está em um cronograma de desparasitação e recebendo exercícios suficientes.

2- Subalimentação: A maior parte da dieta do seu cavalo precisa ser de pasto ou feno. No entanto, às vezes, essas fontes podem não ser confiáveis ​​ou escassas. Você deve compensar isso com outras forragens. Os cavalos mais velhos podem lutar para manter o peso e devem estar em uma alimentação especialmente projetada para suas necessidades. Monitore regularmente a condição corporal deles.

3- Feno de má qualidade: O feno mofado, por exemplo, deve ser evitado a todo custo. Encontre um fornecedor de sua confiança, que venda feno de cavalo de excelente qualidade. Esta não é uma área que você deve descuidar ou economizar.

4- Escassez de água: A água precisa estar sempre disponível. Nos meses mais frios, veja se consegue deixa-la em baldes com temperatura agradável. A água limpa e fresca pode reduzir o risco de cólicas, especialmente nos cavalos que comem feno.

5- Ignorar parasitas: Um cronograma de desparasitação é essencial! Vermes podem causar estragos nas entranhas de seu cavalo. Também podem roubar nutrição e deixar um cavalo parecendo inchado, magro, sem graça e sem vida.

Consulte o seu veterinário ou nutricionista equino para obter para o seu cavalo um cronograma de alimentação personalizada. Há muitas variáveis ​​a serem consideradas ao determinar o tipo, a quantidade e a frequência da alimentação. Erros podem ser caros para a saúde do seu cavalo!

Por Emily Fought/Cowgirl Magazine
Tradução e adaptação: Luciana Omena