Desenvolvido pelo Médico Veterinário, Marcelo Sousa e Silva, o projeto visa auxiliar os cavalos para que eles atinjam seu máximo desempenho no esporte

O projeto Acompanhamento de Atletas Valor Animal nasceu após 20 anos de atuação do Médico Veterinário Marcelo Sousa e Silva, especializado em Medicina Esportiva e responsável pela Valor Animal Performance & Produtividade na área de medicina equina.

Ele possui ampla experiência em Nutrição funcional e seus benefícios para performance dos cavalos atletas, já que atuou por mais de dez anos como responsável técnico, de desenvolvimento, pesquisa e formulação de alimentos para equinos em uma multinacional francesa.

cavalo
Esse acompanhamento pode ser realizado
com qualquer tipo de cavalo que precise melhorar seu rendimento

Marcelo conta que em um determinado momento sentiu a necessidade de constatar o efeito da nutrição funcional, ou nutrição de precisão, na performance dos cavalos atletas. Para analisar estes fatores, se utiliza diferente fontes de energia e busca otimizar as rotas metabólicas de produção e transformação de energia potencial em energia cinética, que é a energia que faz o cavalo correr, virar, etc.

“Este é um dos pilares mais importantes deste projeto, por isso usamos parâmetros fisiológicos, provas de função muscular, exames laboratoriais para avaliar a melhora no processo de produção e transformação de energia. Ou seja, parâmetros que mensuram a eficiência do sistema muscular. Portanto, podemos dizer que o segundo pilar está relacionado com a fisiologia do esporte”, menciona Marcelo.

Para que tudo isso funcione bem, ele explica que o cavalo deve estar trabalhando de forma equilibrada e declara que este é o terceiro pilar de projeto. Segundo ele, “através de um sensor mecânico, tornou-se possível detectar com precisão o grau de simetria do cavalo durante o trabalho. Isso é um fator essencial para buscar o pico de performance de cada animal”.

Animal Brutusdash Horizonte, campeão na Copa Brasil , acompanhado pelo projeto Valor Animal Perfomance

Marcelo diz ainda que a eficiência do sistema muscular está relacionada com a genética animal, com a qualidade do treinamento e com a nutrição. Por isso, reforça que a nutrição funcional é uma das partes essenciais para se atingir uma boa performance. “Trabalhamos muito forte neste ponto”.

Esse acompanhamento pode ser realizado com qualquer tipo de cavalo que precise melhorar seu rendimento, nos treinos e nas provas. Para identificar a evolução dos animais são utilizados alguns equipamentos. Marcelo explica que a cada visita, utiliza-se, por exemplo, o sensor mecânico durante um protocolo de trabalho do cavalo e realiza-se dosagens de lactato durante as principais provas.

Ele acrescenta ainda que depois que o cavalo retorna de cada competição, são realizados outros exames para avaliar e comparar o resultado daquela prova com o nível de desgaste muscular.

“Não existe um produto mágico. Cada cavalo é único. Cada um tem sua necessidade. Avaliamos essa necessidade, tudo que acontece com o cavalo, o manejo, a rotina de treinos e de provas. Isso, junto com toda a equipe envolvida com animal. Após essa avaliação, iniciamos os ajustes necessários e acompanhamos a evolução de cada cavalo”, garante Marcelo.

Ele completa dizendo que para os animais ‘top performance’, esse tipo de trabalho contribui para que eles se mantenham no pico, assim como para que eles tenham bom estoque de energia muscular e estejam prontos para as principais provas. “Temos que dar condições para que o treinador tenha o cavalo pronto, preparado para dar seu melhor”, salienta.

Por Juliana Antonangelo e Verônica Formigoni

1 Comentário

Escreva um comentário