Laçador brasileiro chegou a ficar empatado tecnicamente com o seu adversário, mas ao serem computados todos os ganhos, assumiu a ponta

Ninguém perguntou para a torcida brasileira se queríamos um campeonato com ou sem emoção! Mas Junior Nogueira (foto) está provando para todo mundo que com emoção é muito melhor. Faltando pouco para encerrar a temporada regular da PRCA, o brasileiro assumiu a liderança do ranking mundial de Laço Pé após a ProRodeo Tour Finale, durante o Washington State Fair Pro Rodeo, em Puyallup, Washington.

No dia do seu aniversário, 6 de setembro, Juninho já pode comemorar a liderança tecnicamente empatada. Havia alcançado uma soma de ganhos praticamente igual a de Ryan Motes: US$ 103.812,06 contra US$ 103.355,53. “Foi um grande presente de aniversário, sem dúvida. Ainda tenho 12 rodeios que posso pontuar até o dia 30 de setembro. Os maiores são Puyallup, que acabou de acontecer, e Pendleton”, contou o brasileiro.

O ProRodeo Tour é um campeonato paralelo ao mundial e os 24 melhores do ranking em cada uma das modalidades disputou a final. Juninho e seu parceiro Kaleb Driggers se classificaram em primeiro lugar. Estando na final, a pontuação para o ranking mundial contou os ganhos durante as rodadas eliminatórias e ainda semifinal e final. Juninho e Kaleb começaram bem o rodeio, vencendo o round um com 4s7, cada um somando US$ 2.130,00. Com 6s8 na segunda rodada, não entraram na zona de pontuação.

Chuva em Puyallup castigou a arena

Mas somando 11s5 se posicionaram em terceiro lugar na média, levando mais US$ 1.207,00 cada um. Voltaram a vencer na semifinal, 4s3, empatados com Brenten Hall/Chase Tryan, cada laçador levando US$ 3.500,00. Porém, na rodada final, Brenten Hall e Chase Tryan marcaram 5s9 e ficaram com o título. A outra dupla que acertou a laçada, pontuando em segundo, foi Matt Sherwood e Hunter Koch. De qualquer forma, saldo totalmente positivo para Juninho e Kaleb: US$ 6.837,00 ganhos no total.

Agora, Juninho Nogueira lidera com US$ 108.985,53, contra US$ 106.243,85 de Motes. Travis Graves, em terceiro, tem US$ 101.531,77. Para Kaleb, no Laço Cabeça, a situação está mais difícil. Clay Smith tem US$ 140.198,26 e o parceiro do brasileiro tem a mesma soma US$ 108.985,53. Ou seja, Smith tem laçado com parceiros diferentes e está bem à frente dos demais concorrentes.

Parece que o 22° lugar não quer largar Marcos Alan Costa. Com US$ 65.503,17, quase três mil dólares a mais do que a semana passada, ele manteve sua posição no ranking de Tie-Down Roping. Nessa rodada ele ficou em segundo lugar em Lewiston, Idaho, 8s1. A busca de todos os competidores e para estar entre os 15 melhores em duas modalidades, quantidade que classifica os atletas para a National Finals Rodeo. Marquinhos voltou ao circuito um bom tempo após a maioria dos laçadores e agora luta contra o tempo para classificar.

Haven Meged

O destaque da PRCA nessa rodada foi justamente o campeão de Puyallup no Tie-Down Roping. O novato Haven Meged foi campeão do ProRodeo Tour e é o segundo melhor do ranking mundial. Tem US$ 118.245,84 contra US$ 131.899,95 do líder Caleb Smidt. Antes dessa rodada ele estava atrás do líder mais de 20 mil dólares. “É preciso pensar em etapa por etapa, bezerro por bezerro, esquecendo a fivela de ouro um pouco. Só dessa forma conseguimos nos concentrar em fazer um bom trabalho de cada vez”, afirmou o laçador de 21 anos.

Foram 54 etapas contando para o ranking do ProRodeo Tour e os 24 melhores de cada modalidade disputando o título. Para a semifinal, passaram apenas oito em cada categoria. “Cada vitória conta, mas este é um dos maiores rodeios e significa muito vencer contra todos esses caras”, disse Meged, se referindo ao nível da competição. A chuva atrapalhou um pouco e alagou a arena, mas não intimidou o laçador. Com quatro atletas fazendo a rodada final, ele arrematou o título com uma laçada de 8s5. Ele também espera por Pendtleton e outras etapas, e ainda está classificado para a final canadense.

Puyallup pagou no total US$ 253.600,00 e também foram campeões Bareback – Clayton Biglow (90.5 pontos); Saddle Bronc  – Stetson Wright (93.5 pontos) – quebrando o recorde dessa etapa; Steer Wrestling – Hunter Cure (4s0); Barrel Racing – Ivy Conrado (14s16s); e Bull Riding – Jordan Hansen (89 pontos). |Para ver mais conteúdo como esse clique aqui.

Por Luciana Omena
Fonte e Fotos: PRCA

Escreva um comentário