A maior prova para potros de Três Tambores dos Estados Unidos

A industria do cavalo é cheia de títulos cobiçados. Um deles é o de campeão BFA. Na mesma arena onde sábado, dia 2, a NRHA encerrou seu maior evento de Rédeas, acontece de 4 a 9 de dezembro o Barrel Futurities Of America. O Oklahoma State Fair Park virou a chave, já mudou todo o layout e piso da arena, com a mesma equipe que prepara a pista da NFR, para receber os melhores treinadores de Três Tambores do mundo para o 32° Annual BFA Futurity.

Molli Montgomery

Hoje, dia 5 de dezembro, começam as disputas. A primeira categoria a correr é o Super Stakes. Para nós aqui no Brasil, e em outras modalidades nos Estados Unidos, essa prova é para cavalos mais velhos. Mas no BFA não. São 50 cavalos que nunca se apresentaram em outras provas, e fazem sua estreia nesta categoria e neste evento. É como se fosse a nossa categoria Exibição, são cavalos que nunca ganharam premiação ou correram outra prova. É uma categoria bastante conceituada,  disputada no formato Slot, com apenas 50 vagas, que é considerada como o campeonato mundial BFA.

Depois que se apresentam no Super Stakes, ficam habilitados para correr a categoria Juvenile, que são os cavalos potro do futuro de três anos. Então, neste mesmo evento, eles concorrem a esse título também. São quase 200 cavalos que fazem duas passadas, na quarta e na sexta, para decidir quem classifica em uma das 50 vagas para a final de sábado, dia 9. Na programação a categoria Futurity, para animais de quatro anos, que foram Juvenile ano passado, e também a categoria Derby, para animais de cinco anos, que já passaram pelo Juvenile e pelo Futurity.

O ano hípico para potros de Três Tambores começou agora dia 1° de dezembro, então a primeira prova é essa em Oklahoma. Após essa prova, o Super Stakes e Juvenile, os cavalos correm o ano todo os demais futurities e voltam no final do ano para continuar a sequencia de provas dentro do BFA, Futurity e Derby. Os cavalos têm três anos seguidos para ir ao BFA e ganhar uma boa premiação.

O brasileiro Marco Toledo Filho durante o BFA 2016

Para ganhar o Juvenile vale a soma do menor tempo que classifica o conjunto para a final e o tempo a final. Em 2016, a campeã foi Molli Montgomery com Legs Gone Wild. Ela também foi campeã do Futurity, com A Dash Ta Glamour. É possível acompanhar ao vivo pelo site BarrelHorseNews.com. Na programação ainda a Junior Barrel Race, as categorias para amadores também, missa, leilão.

André Coelho em 2015

O Potro do Futuro de Oklahoma já teve brasileiro competindo. André Coelho, Rodrigo Oliveira e Marco Toledo Filho, quando moravam nos Estados Unidos, participaram dessa importante competição. Marquinhos correu ano passado, ganhou o 2D na primeira passada Juvenile e se não fosse uma penalidade, entraria em 15° na final. André Coelho correu lá em 2015 e ganhou reservado campeão de Rookie Of The Year (novato do ano) pela Future Fortunes (um programa de premiação aos filhos dos garanhões nominados).

É uma das provas mais bacanas doa no, O slot (super satakes) é um dos mais badalados e prova que todos os treinadores querem ganhar, mas o formato do evento dá chance também deles levarem para casa outros títulos importantes.

Por Luciana Omena
Colaboração Giovanna Balbo

 

 

Escreva um comentário