Internacional

Maria Clara Danelli Coelho participa de seu primeiro rodeio

Aos 7 anos de idade, a jovem é filha do treinador de Três Tambores André Coelho e de Renata Danelli

Quem acompanha o Instagram do treinador de Três Tambores André Coelho certamente já viu os posts dele com a filha Clara. Aos 7 anos, ela tem paixão pelos cavalos e pela vida que leva no rancho em que moram nos Estados Unidos, em Bennet, Colorado. Correndo os jackpots da modalidade do pai na região, ela agora iniciou também nos rodeios, em Burlington, Colorado.

“A Clarinha já corre alguns jackpots aqui na região em Três Tambores, na categoria Peewee, especial para a idade dela e equivalente a Kids no Brasil. Qualquer esporte aqui é bastante valorizado e com o rodeio não poderia ser diferente. E aqui é tradição ser do cavalo e foi a própria professora da escola dela que incentivou darmos uma olhada nos campeonatos de rodeio”, conta André.

Ele e a esposa Renata, que também são pais de Lili, foram pesquisar mais sobre a National Little Britches Rodeo Association. Trata-se de uma das mais antigas organizações juvenis de rodeio. Fundada em 1952, sanciona rodeios em mais de 33 estados nos Estados Unidos e é voltada exclusivamente para crianças e jovens de 5 a 18 anos de idade. “Ligamos e descobrimos que era o último rodeio da temporada, mas decidimos levá-la para conhecer o campeonato e ver como ela se sentiria”.

Clara Danelli Coelho participa de seu primeiro rodeio

Resultado

De acordo com os relatos do pai, Clarinha amou tudo: o lugar estava repleto de crianças da idade dela para disputar na Little Wrangler, a categoria dos menores. E vale ressaltar que o campeonato engloba todas as provas conhecidas por nós, como as de montaria em touros e cavalos, laço e etc. Mas também conta com o Goat Tying, um esporte semelhante ao Laço Individual, feito somente por crianças. E Clara foi um sucesso, o resultado foi melhor do que esperavam.

“Levamos a pônei dela, que está fazendo Tambor, mas não é específica para a modalidade. Contudo Clara se saiu muito bem, não só nos Três Tambores, bem como no Goat Tying, em que nessa categoria que ela correu, não é necessário amarrar o cabritinho. Basta apenas descer do cavalo e correr o cabrito e arrancar uma fita que está no rabo do animal e voltar para o juiz. Em resumo, a Clarinha agora esta super empolgada e feliz de ter a chance de começar na próxima temporada”, reforça André.

Clara Danelli Coelho participa de seu primeiro rodeio

Futuro

Já tem um tempo que Clara vem treinando em casa, com a Maddie Chambers. A treinadora a vai aos finais de semana para dar aula de Goat Tying. E a jovem sempre está animada e interessada nas aulas. Assim como se dedica ao máximo ao Tambor. Porém, André e Renata estão estudando a melhor forma de conciliar a agenda de provas dele, que aos poucos será retomada, com as etapas da NLBRA.

“Estamos felizes com essa motivação da Clara, porque ela está muito dedicada, focada e disciplinada. Ela acorda cedo, trata, limpa baia. É muito bacana, ficamos super alegres. Eu não quis incentivá-la a gostar, mas foi muito natural. E aqui faz parte da cultura, então estamos com ela nessa. Vamos tentar levá-la no maior número de etapas possíveis e vai ser uma felicidade tê-las na estrada comigo. Até quando ela gostar, vamos incentivar, pois está sendo muito positivo.”

Por Luciana Omena
Crédito das fotos: Arquivo Pessoal

Veja mais notícias da editoria Internacional no portal Cavalus