Internacional

Conheça a história vencedora de Chris Shivers

Bicampeão mundial da PBR, o bullrider é uma lenda até hoje

Chris Shivers é um atleta de montaria em touros aposentado. Esteve ativo na PBR, portanto, de 1997 a 2012. Hoje aos 41 anos, é uma das lendas do esporte. Bicampeão mundial pela PBR, venceu o campeonato nos anos de 2000 e 2003.

Assim como diversos outros bullriders, Chris Shivers começou a montar em touros quando era bem novo. Estreou na carreira profissional, sobretudo, aos 18 anos. Em 2013, um ano após sua aposentadoria, recebeu o PBR Ring of Honor.

O ainda muito lembrado e reverenciado atleta, nasceu em 30 de dezembro de 1978 em Natchez, Mississippi. É casado com Kylie e tem dois filhos. Em virtude do seu talento, Cris Shivers obteve 22 vitórias na carreira, competindo nas séries principais da PBR.

Ele é do tempo da Bud Light Cup Series, nome que a divisão de elite da PBR tinha de 1994 a 2002. Seguindo com o Built Ford Tough Series, de 2003 a 2012 quando se aposentou. A saber, a divisão principal da PBR desde 2018 é chamada de Unleash The Beast.

Ídolo mundial, sobre tudo, Chris Shivers tem registrado em sua trajetória alguns feitos. Primeiramente, foi primeiro da PBR a ganhar mais de US$ 300.000,00 em prêmios. Isso aconteceu na temporada 1998.

Sobretudo, foi o primeiro na PBR a atingir a marca de US$ 1 milhão (2001), US$ 2 milhões (2003) e US$ 3 milhões (2006) em ganhos. Dessa forma, ainda foi o primeiro na PBR a registrar 13 montarias na casa dos 90 pontos em uma temporada (1998).

É dele, acima de tudo, a nota mais alta da PBR até hoje, 96,5 pontos, que ele conquistou duas vezes. Foi o segundo competidor, depois de Adriano Moraes (1994, 2001), a ganhar duas vezes o campeonato mundial.

Aposentadoria

2012 foi a última temporada que os fãs de montaria em touros puderam ver Chris Shivers em ação. Encerrou a carreira em 13° lugar no ranking mundial, com 980,50 pontos e US$ 57.000,00. Ganhou a etapa de Atlanta nesse ano. Em 16 anos de carreira, somou US$ 3.989.209,33.

Foi um dos poucos, todavia, a se apresentar usando chapéu de cowboy durante a maior parte de sua carreira. No entanto, depois de um acidente em que fraturou o nariz, na abertura da temporada de 2009, passou a usar capacete pelo resto de sua carreira.

Fixando residência em Jonesville, Catahoula Parish, na Louisiana, em 30 de maio de 2015 Chris Shivers saiu da aposentadoria para participar de um evento especial com outras lendas da PBR. Parou no touro Black Cat por 88,50 pontos e dividiu a vitória com JW Hart.

De acordo com as estatísticas da PBR, foram 97 notas na casa dos 90 pontos em toda carreira e 439 montarias de oito segundos. O ex-atleta continua envolvido com a modalidade. Em 2011, tornou-se proprietário da Miniature Bull Riders (MBR) para ajudar a desenvolver futuros competidores da PBR.

Fonte: PBR e Wikipedia
Foto: PBR

Veja mais notícias no portal Cavalus