Brasileiros foram bem na competição, ajustando seus cavalos para a temporada que começa a esquentar

OKRHA Ride & Slide, de 5 a 11 de março, no Tulsa Expo Center, em Tulsa, Oklahoma, foi realizado pela Oklahoma Reining Horse Association e teve aproximadamente 100 inscritos, Foi,  especialmente, uma prova que os competidores levaram como preparação e teste dos cavalos para o National Reining Breeders Classic – NRBC, a grande prova desse começo de temporada. “Obrigado a todos os nossos expositores, patrocinadores, treinadores e staff por fazer o 2018 OKRHA Ride & Slide um sucesso! Parabéns a todos os vencedores”, publicou a OKRHA em sua página no Facebook.

Jason (de vermelho) e Thiago (a esquerda)

Em uma disputa para lá de acirrada, o título do Derby Open N4 ficou com Jason Vanlandingham e Shining In Town e a nota 227,5. Pela vitória eles levaram uma premiação de pouco mais de US$ 10.000,00. A liderança da prova, até então, era do brasileiro Thiago Boechat com Ruf Lil Magnum, 227 pontos. Uma situação até certo ponto confortável, porque era uma ótima nota, mas ainda tinha ótimos cavalos para entrar em pista. E ele foi acompanhando as notas serem dadas aos conjuntos, até que Jason o superou. Thiago ficou com o segundo lugar e pouco mais de US$ 6.000,00 de premiação.

“Fiquei triste pelo Thiago, que tinha tido sua nota revisada e estava na liderança, mas eu sabia que minha prova tinha sido melhor do que a nota anunciada e fiquei feliz por ter terminado à frente. Muitos outros cavalos podiam ter alcançado essa nota, pois haviam outros bons animais competindo. Foi uma prova apertada, então esse título é uma ótima maneira de começar a temporada. É bem gostoso competir aqui nessa arena”, comentou Vanlandingham.

Gabriel Diano e Rocky Dare

Há um ano montando Shining In Town, essa foi a quarta vez que o premiado treinador o apresentou. “Ele é um bom cavalo, forte, e vem ficando cada vez melhor”, disse ele, que é morado de Whitesboro, Texas. Shining já tem ganhos de US$ 50.000,00 na carreira, segundo o Equi-Stat.

Antes desse resultado final, as posições na classificação não eram essas. As notas de Thiago e Jason tinham sido menores, mas as provas foram para revisão. Antes dessa revisão, a liderança era de outro brasileiro, Franco Bertolani, com Dun It For Whizkey, 226 pontos. Após de revisões feitas, Franco terminou a prova com o terceiro lugar, uma boa classificação para o retorno de um dos seus melhores cavalos às pistas, ganhando de premiação pouco mais de US$ 4.000,00. Franco também apresentou Diabolo no Derby, entre outros cavalos eu levou para empistar. Fernando Salgado também esteve por lá, com Hollywood Hype, e outro brasileiro, Gabriel Borges, competiu com Checksworthy (10° lugar N2).

Gabriel Diano e Jordan Larson

No Nível 3, a vitória, em um empate, ficou para o cavaleiro uruguaio Gabriel Diano, bastante conhecido dos brasileiros. Com Tunes N Hollywood ele marcou 225 pontos, mesma nota de Rocky Dare com Xtra Goodstep. Eles também foram quarto lugar N4. Dividir o título não foi motivo de tristeza para ele, pelo contrário. “Tivemos muitos problemas com sua saúde. O montei no NRHA Futurity 2016 e nós ficamos muito bem lá, mas ele sofreu uma lesão no ligamento suspensor antes disso e tivemos que diminuir o ritmo, não fomos a nenhuma prova, porque ele simplesmente não estava 100%. Ficou parado a temporada toda de 2017. Junto com sua proprietária, Margarita Buey Arietti, sabíamos que toda a paciência e cuidados seriam recompensados. Sempre acreditei nele. Essa foi a primeira vez que consegui ir para pista com ele totalmente recuperado e provou que é realmente um cavalo muito bom”.

Diano também ficou com a segunda melhor nota N3 apresentando Diamonds Tinseltown – 223,5. Com Diamonds Tinseltown, Diano ainda empatou em primeiro lugar na Novice Horse Open ao marcar 223,5 pontos, mesma nota de Jordan Larson e The Rey Gun. Rocky Dare foi um dos destaques com essa vitória, veterano treinador, hoje está com 61 anos e tem 40 anos de profissão.

Por Luciana Omena
Fonte: QHN e OKRHA

Escreva um comentário