Brasileiro está sempre os melhores do ranking e venceu as duas etapas mais recentes da temporada 2019

João Ricardo Vieira está desde 2013 na Professional Bull Riders americana e sempre esteve na briga pelo título mundial. Do seu primeiro ano, ainda como novato, e nos quatro anos seguintes, o título era possível para ele, mas não veio. Terminou cada uma das temporadas entre seu ano de estreia e 2016 entre os cinco melhores.

Em 2013 foi Rookie Of The Year; no ano seguinte, entrou liderando a Finals e terminou em segundo lugar; em 2015, conquistou vantagem na primeira metade da temporada, mas não manteve, terminando novamente como o segundo melhor do mundo. Apenas algumas das lembranças da carreira que mostra a ele que é capaz.

Aos 34 anos, idade que para o esporte Montaria em Touros já é considerado veterano, João Ricardo Vieira ainda tem o sonho de chegar ao tão sonhado título mundial da PBR. “Sim, meus sonhos nunca acabam. A cada ano, todos nós renovamos nossas esperanças. Todos os cowboys sonham em ser um campeão mundial. Eu também e trabalho para isso. Todo dia a cada temporada”.

João Ricardo Vieira
Fotos: PBR

Fazer um bom ano, chegar à PBR World Finals com uma mão na taça e não ter a performance desejada, voltar para casa sem o título, certamente é a parte mais difícil para um atleta de alto nível nesse esporte. Fica aquele sentimento, segundo João, de que algo não se completou. Como em 2017, por exemplo, o ano talvez em que ele mais teve perto. Na final acabou parando em apenas dois dos seis touros.

As duas últimas temporadas foram mais duras para o brasileiro. No entanto, as duas vitórias consecutivas na Unleash The Beast no começo de 2019 colocam João Ricardo de volta ao jogo e na lista dos possíveis candidatos ao título mundial novamente. “Ano passado foi ruim para mim, estava machucado em dois lugares do corpo. Quero tentar permanecer saudável”.

O brasileiro está (antes da etapa de Oklahoma) em segundo lugar no ranking mundial, 722,5 pontos atrás do líder, o americano Jess Lockwood. O histórico recente está a favor dele, com oito paradas em oito montarias nas últimas semanas.

“Minha mente e meu espírito são jovens. Esta é uma boa idade, 34 anos. Tenho mais experiência e mais confiança. Minha confiança e minha mente estão juntas e estou pronto para todos os touros. Foi o melhor começo de temporada para mim e espero continuar assim” E não é só ele que acha isso. O ídolo Justin McBride também tem certeza que João está montando melhor do que há cinco anos.

Fonte: Justin Felisko/PBR
Tradução e adaptação: Luciana Omena

Escreva um comentário