Em sua primeira vez no evento, ele se uniu a outros nomes convidados e levou para casa US$ 107.000,00

O Cinch Timed Event Championship existe há muitos anos. Reúne 20 convidados, com habilidades em mais de uma modalidade, para uma verdadeira maratona. De 8 a 10 de março, na Lazy E Arena, em Guthrie, Oklahoma, os atletas desse ano disputaram cinco rounds nas modalidades Team Roping, Steer Roping, Laço Individual e Bulldog.

Todos os participantes fazem cinco passadas em cada uma dessas provas para no final, quem tiver a menor soma de tempos, fica com o título. Que esse ano foi do novato Justin Thigpen, de Waycross, Georgia. Ele somou 341s9 para superar nomes como Trevor Brazile, Clay Smith, KC Jones, Clayton Hass, Erich Rogers. Thigpen também é o segundo novato a levar o prêmio. O primeiro foi Mike Beers em 1986.

Team Roping

O laçador entrou na quinta e última rodada com uma vantagem recorde e manteve-a mesmo não ficando entre os melhores. Em sua trajetória até o título, foi o segundo melhor no primeiro round, 72s1 e no segundo, 75s; venceu o terceiro, 52s6; e terminou em quarto lugar no quarto round, 61s4. Na última rodada, como estava em vantagem, seu pequeno erro não atrapalhou a conquista. Além da premiação de campeão, ele levou ainda mais US$ 7.000,00 por ter ficado no top 4 em quatro rodadas.

“Duas semanas atrás, eu estava em San Antonio e eles me ligaram e perguntaram se eu queria vir”, disse Thigpen. “Eram nove horas e eu só tinha três horas para pensar e me programar, pois tinha que responder até o meio-dia. Então, fiquei pensando como conseguir um cavalo para fazer todas as provas. É claro que eu queria ir, mas fiquei preocupado em preparar tudo. Enfim, aceitei e fui me adaptando ao longo do evento”.

Steer Roping

Primeiro, um golpe de sorte o colocou em contato com KC Jones que estava na Geórgia, treinando na casa de amigos. A modalidade que Thigpen mais precisava de dicas era o Steer Roping e Jones aceitou ajuda-lo. Mesmo sem tempo hábil para deixar tudo como deveria, o experiente laçador ficou impressionado com que o rapaz fez durante o evento. Jones foi o segundo melhor na soma geral, 412 e levou US$ 25.000,00.

Como treinaram juntos antes, Jones sabia que o rapaz era bom e que a disputa ia ser árdua. Mas como todos os cowboys são adversários apenas dentro da pista, ele emprestou seu cavalo de treino para Thigpen competir. Outro fator que também o impressionou foi ver como ele se adaptou a cavalos que nunca havia montado. O terceiro lugar geral foi de Erich Rogers, 420s6, US$ 15.000,00.

Steer Wrestling

Durante a competição, Spencer Mitchell laçou com ele no Team Roping e Trevor Duhon foi seu esteira no Bulldog. Com o prêmio, Thigpen e a esposa vão começar a construção de uma nova casa pra eles e seus dois filhos, bem perto de onde ele nasceu. Está contente com os resultados até aqui, participa de rodeios nos estados da Georgia, Florida, Carolina do Sul e do Norte. No ranking mundial de Tie-Down Roping é o nono colocado, com US$ 25.386,29.

Pretende ir a outras etapas da PRCA em estados mais longe, para aumentar suas chances de permanecer no Top 15 do ranking. Ele também produz rodeios nesses estados citados acima, tem uma companhia de rodeio. E essa atividade toma muito seu tempo, fazendo-se se dividir entre competir e organizar. Mas no verão, ele tem a intenção de se dedicar a competir. “E também quero continuar curtindo meus filhos, claro”, encerrou.

Fonte e Fotos: Team Roping Journal

Escreva um comentário