Essa etapa da PRCA foi realizada em Tucson, Arizona, de 16 a 24 de fevereiro

Daylon Swearingen não teve muito tempo para ficar na Fiesta de los Vaqueros em Tucson depois de sua montaria no domingo. Depois de vencer o primeiro round de Montaria em Touros, se classificou para a disputa final. Fez seu trabalho e depois teve um avião para pegar de volta ao Texas.

Acabou ficando sem bateria no celular e, por um tempo, não soube nada a respeito dos resultados do rodeio. Só quando embarcou no avião pode carregar seu telefone. Mas continuou sem notícias, já que não havia serviço de celular.

Assim que pousou, o telefone do cowboy de 19 anos estava lotado de mensagens de texto. Todos elas diziam a mesma coisa: “Parabéns pela vitória em Tucson!”. Swearingen montou em Fat Pat, da Rocky Mountain Rodeo, e marcou 87,5 pontos na final, a segunda melhor nota. Somando com os 87 da performance na primeira rodada, o total de 174,5 pontos lhe deu a vitória na Fiesta de los Vaqueros.

“Eu acabei não focando no resultado geral, pois tinha o voo para pegar”, disse Swearingen. “Então, depois da montaria, arrumei minhas coisas e sai do recinto. Assisti a maioria dos outros cowboys, mas não podia perder meu voo. Só quando cheguei no Texas é que eu soube que tinha ganho”.

Daylon Swearingen

Ele ficou feliz em poder montar dois bons touros. Swearingen, um novato que também compete no Bareback, montou Rocky Road, da Salt River Rodeo. Pelos êxitos, ganhou US$ 7.758,00 e somados ao ranking mundial. Logo depois de Tucson, ele era o 16° lugar, com US$ 16.598,00. Mas agora, com outros resultados atualizados, caiu para 24°.

De qualquer forma, o que ele e todos os demais perseguem é um lugar no Top 15 a fim de reservar uma viagem para a National Finals Rodeo em dezembro. É o objetivo final de Swearingen nesta temporada. “Estou procurando um parceiro de viagem, para poder somar forças e ir a mais etapas. Quero fazer a NFR esse ano”, disse ele que no All-Around encontra-se em sexto lugar.

Ele precisa, porém, conciliar sua agenda na PRCA com a faculdade. Swearingen está em seu primeiro ano na Panola College, em Carthage, Texas. Além do Bareback, Bull Riding, o cowboy ainda compete em Saddle Bronc. Além da ProRodeo, ele também participa do circuito universitário.

No final de semana ele esteve no The American, tanto no Bareback e como no Bull Riding. “Foi muito emocionante estar entre os melhores do mundo. Sempre bom ter a chance de ganhar uma premiação de um milhão de dólares e o The American”. Esse mês, está em sua agenda a final nacional dos circuitos regionais da PRCA, em Kissimmee, Flórida, 21 a 24 de março, pela segunda temporada consecutiva.

A temporada 2019 está sendo intensa para ele. Além de tudo isso, ainda pode ganhar o título de Rookie of the Year da PRCA no final do ano. É o prêmio para o melhor novato, o competidor que estreia no circuito. “Caso eu consiga me classificar para a NFR, e esse é o objetivo principal, então o caminho para o Rookie of the Year vai estar aberto”, finalizou.

A premiação total de Tucson foi de US$ 316.320,00. Também foram campeões: Bareback Riding – Ty Breuer (170.5 pontos); Steer Wrestling – Wade Steffen (11s6); Team Roping – JoJo LeMond/Trey Yates (18s8); Saddle Bronc Riding – Jesse Kruse (172.5 pontos); Tie-Down Roping- Rhen Richard (32s6); e Barrel Racing – Lisa Anderson (35s97).

Fonte e Fotos: PRCA

Escreva um comentário