Final mundial da Professional Bull Riders 2019 acontece de 6 a 10 de novembro na T-Mobile Arena, em Las Vegas

 Os três melhores atletas de montaria em touros do mundo encerraram mais uma rodada da PBR World Finals 2019 parando em seus touros. Jess Lockwood venceu a terceira rodada e intensificou ainda mais a acirrada disputa pelo campeonato.

Em virtude dos acontecimentos dos últimos meses e por estar limitado a três a chance de ser campeão mundial, a PBR já classificava essa como uma das mais emocionantes finais da história do esporte. Decerto, está acontecendo realmente isso!

Durante a terceira rodada, na noite de sexta-feira, 8 de novembro, não tinha nenhum assento vago nas arquibancadas da T-Mobile Arena. Os americanos aplaudiram Jesse Lockwood quando sua nota foi anunciada: 92 pontos em Biker Bob.

A melhor nota da noite e o direito de extravasar. O campeão mundial da PBR em 2017 diminuiu um pouco mais a diferença no ranking geral dele para o líder, o brasileiro José Vitor Leme.

“Conhecia esse touro, sabia como ele ia pular. E, ao mesmo tempo, ele foi gentil ao me deixar ficar em cima dele”, relata o jovem bullrider, que é natural de Volborg, Montana. A saber, Lockwood tem uma parada nele em agosto desse ano, 90 pontos. Além dele ter dado notas altas com Leme e Derek Kolbaba.

Leia mais notícias sobre a PBR no portal Cavalus

José Vitor Leme. Foto: André Silva/PBR

Rodada 3

Lockwood ganhou 300 pontos para o ranking e US$ 35.000,00 pela vitória no round. Ele é um dos três competidores a ter três paradas em três rounds nessa final mundial da PBR. Portanto, Cody Teel e o brasileiro Alan de Souza, em sua primeira disputa da World Finals, também figuram nessa lista de 100% de aproveitamento.

O segundo melhor da noite foi um brasileiro, Eduardo Aparecido. Já esteve como melhor do mundo e esse ano lutou contra lesões. Parou no seu segundo touro da final, outra nota alta, 90,5 pontos. Cody Teel foi o terceiro melhor da rodada, 89,5 pontos, empatado.

José Vitor Leme parou e marcou 89,5 pontos. Comemorou logo após soar o sino dos oito segundos. Até chutou o capacete longe e quase acertou a câmera de transmissão. Tudo para mostrar que ele está, sim, no jogo ainda. Rubens Babosa também recebeu 89,5 pontos nessa rodada.

Entre os brasileiros, pararam ainda: Lucas Divino, 88,75; Luciano de Castro, 88; Alan de Souza e Marco Eguche, 87,75; Ramon de Lima, 85,5. O índice de paradas nessa rodada foi maior, 16 dos 40 superaram seus touros.

A classificação da etapa é baseada nos bônus obtidos de acordo com a posição de cada um na rodada. Ou seja, não conta a soma das notas marcadas, como aqui no Brasil. Assim sendo, Lockwood agora lidera a etapa com 510 pontos. Eduardo Aparecido em segundo, 480 pontos. Leme é o quinto, 173,5 pontos; enquanto Chase Outlaw é o sexto, 152,5 pontos.

Sempre é bom lembrar que somente dez por round ganham bônus. Por isso, Lockwood e Teel estão na parte de cima dessa tabela e Alan, mesmo com três paradas igual a eles, mais para baixo. Parar no boi nãos significa pontuar de acordo com o regulamento.

Mundial

Assim sendo, justamente pelo motivo citado acima, que Lockwood agora lidera a PBR World Finals. Além de três paradas, constância se posicionando sempre entre os primeiros. Por conseguinte, recebendo bônus altos. E ele sabe, para ser campeão mundial, precisa ganhar a etapa.

Os gêmeos Alan e Alisson de Souza em Las Vegas. Foto: Reprodução/Instagram

Ao final das seis rodadas previstas, de acordo com essa classificação de pontos bônus da etapa, ainda são atribuídos outros. Em muitos casos, o título mundial é decidido apenas nesse momento. José Vitor Leme lidera o ranking mundial no momento, agora com uma vantagem de 407,49 pontos.

Porém, se fossem atribuídos hoje os pontos extras de acordo com a classificação final da etapa, Lockwood seria o campeão mundial. É importante torcer para Leme vencer as rodadas e manter a confiança no seu talento natural para montaria em touros.

Matematicamente, o título ainda está entre Lockwood, Leme e Chase Outlaw – que tem 1814 pontos de distância para o líder no momento. Em contrapartida, pelo andar da carruagem, ficará mesmo entre os dois primeiros.

João Ricardo Vieira machucado já não tem mais chances de título. Dalton Kasel permanece liderando o Rookie of the Year. Contudo, Lucas Divino, Alisson e Alan de Souza têm chances.

Lockwood ganha terceira rodada da PBR World Finals e reduz diferença
Adriano Moares e Rafael Vilela comandam a transmissão em português da final mundial. Na foto, com Robson Palermo (centro). Reprodução/Instagram

Acompanhe

A PBR World Finals acontece de 6 a 10 de novembro, na T-Mobile Arena, em Las Vegas. Serão seis rodadas para definir a classificação final da temporada 2019 da PBR. Estão em jogo US$ 2,5 milhões de prêmios, incluindo US$ 1 milhão para o campeão mundial e US$ 300 mil para o campeão da etapa.

É possível assistir daqui do Brasil pelo serviço de streaming online www.ridepass.com. Acesse para saber valores; Adriano Moares e Rafael Vilela serão os apresentadores em português; outra maneira de ficar por dentro de tudo: www.pbrfinalsweek.com. Em 2019, 12 brasileiros disputam a PBR World Finals.

Por Luciana Omena
Fonte e Fotos: PBR

Escreva um comentário