Competição é o Campeonato Mundial de Rédeas para jovens e tem a presença de 14 países

Na edição 2017, realizada na Suíça, o time americano foi destaque. Os Estados Unidos é o país mais forte na Rédeas e não ficam atrás os jovens das categorias Junior e Young. Recentemente, a NRHA – associação americana de Rédeas – divulgou as provas que já esse ano qualificam os competidores para participar da edição 2019 do FEI World Reining Junior and Young Rider Championships.

Embora os critérios mais detalhados ainda terão sua divulgação completa, é importante saber, no caso dos americanos, que competidor, cavalo e proprietário devem ser membros do USEF – United States Equestrian Federation e USA Reining para poder concorrer. Ainda, cavalo e cavaleiro devem também ser associados à Federação Equestre Internacional, e o animal também possuir um passaporte FEI válido.

O diretor do programa de Rédeas do time americano, Bryn Wells, está animado com essa oportunidade para os jovens. “2017 foi o ano inaugural do Campeonato Mundial da FEI para competidores juniores e jovens e foi um enorme sucesso! Participaram 14 países e o CS Ranch, na Suíça, tornou a experiência memorável para todos. É uma competição para jovens de 21 anos ou menos, fazendo com que eles vivenciem a oportunidade de representar seu país em um cenário internacional e já ficar com uma experiência para, quem sabe futuramente, integrar a equipe dos Jogos Equestres Mundiais”.

Para a formação dessa equipe americana, em 2018 os jovens devem colher índice nas seguintes provas: Winter Slide (janeiro), em Ardmore, Oklahoma; Cactus Reining Classic (Março), em Scottsdale, Arizona; NRBC (Abril), em Katy, Texas; High Roller Reining Classic (Setembro), em Las Vegas, Nevada. Em 2019, o calendário ainda é provisório, mas deve se manter para Winter Slide, Cactus Reining Classic e NRBC.

Devido a qualidade dos competidores brasileiros, temos capacidade técnica para estar em uma competição como essa. A ANCR – associação brasileira de Rédeas -, é filiada à NRHA e à FEI, inclusive participamos dos Jogos Equestres Mundiais desde o início, mas como o Campeonato Mundial Jovem FEI é algo novo, ainda não estamos inseridos no contexto. Algo que pode dificultar essa parceria são os custos para levar os cavalos competir lá fora e toda a logística para habilitar os competidores, eventos por aqui, visando obtenção de índice. Mas é algo interessante a se cogitar e que certamente está nos planos da ANCR conversara sobre a viabilidade.

NRHA Derby
Ainda faltam alguns meses, o maior evento de Rédeas do verão americano só acontece em junho, mas a NRHA já convida a todos para acompanhar as notícias e divulga as atrações. Além das provas do Derby, para os melhores cavalos de quatro a seis anos hípicos, que concorrerão a um milhão de premiação, a programação terá categorias abertas para qualquer nível de competidores e idade dos animais, como a final nacional oeste da Interscholastic Equestrian Association, que receberá 240 competidores que estão no ensino médio escolar das oito regiões que compõem o Western Nationals Championships IEA. Na programação ainda os tradicionais Cowboy Church, Platinum Performance Derby Party, Pale Face Dunnit Ice Cream Party e o Derby Celebration Party.

Por Luciana Omena
Fonte e Fotos: NRHA

Escreva um comentário