A trajetória de cada um em todos os níveis de competição da associação

A Unleash The Beast, divisão principal da PBR, esteve de folga no final de semana, mas isso não significa que os melhores atletas do mundo descansaram. Estamos na reta final da temporada e em breve eles disputarão um milhão de dólares e uma fivela de ouro. Com os quatro primeiros colocados meio que ‘embolados’ no ranking, nunca antes os pontos obtidos na turnê da segunda divisão foram tão significativos.

Dias atrás, como tiveram folga da UTB, 16 dos 35 melhores competidores do ranking mundial da PBR foram para o evento da Velocity Tour em Portland Maine – importante saber antes de continuar lendo, é que toda a análise foi feita antes desse final de semana. Além dessas duas divisões, a PBR ainda oferece a Touring Pro Division, de acesso, e os eventos em Austrália, Brasil, Canadá e México.

A série premier tem até 26 etapas na temporada regular e ainda a PBR World Finals. Mas, hoje em dia, quem disputa o mundial da PBR precisa estar disposto a competir em vários eventos extras se espera ser coroado campeão. Nem precisamos olhar muito abaixo da tabela para ver como os pontos obtidos em rodeios de outras divisões são importantes, especialmente em 2019.

Jess Lockwood

O brasileiro José Vitor Leme (foto) lidera a temporada, com 1026,66 pontos a mais do que o campeão mundial de 2017 Jess Lockwood. José Vitor também é o líder da Velocity Tour, ganhando pontos nos três eventos que participou e venceu. São seis montarias na segunda divisão e seis paradas. Somando 635 pontos para o ranking só com essas participações extras.

Certamente, esse feito não passou despercebido por seus concorrentes mais próximos na disputa pelo título mundial. Lockwood, Chase Outlaw, terceiro colocado do ranking, e o brasileiro João Ricardo Vieira, quarto colocado, também estão viajando de um canto a outro para buscar pontos em rodeios das outras divisões. Nada de folga!

Voltemos ao número que marca a liderança de Leme para Lockwood – a maior que um líder já conseguiu nessa temporada. Se não fossem as participações do brasileiro em outros rodeios fora da temporada principal, a distância dele para o segundo colocado seria apenas de 391,66 pontos.  O norte-americano também está em segundo lugar, e já foi líder a poucas semanas, por suas performances nas divisão de acesso.

Chase Outlaw

Após ficar meses parados por lesão, voltou no verão dos Estados Unidos, quando a temporada principal estava em recesso, e se deu muito bem. José Vitor poderia estar ainda mais à frente se não fossem os 687,5 pontos que Lockwood ganhou durante esse período. E se somarmos os pontos que eles ganharam na Touring Pro e rodeios da PBR Canadá, a briga continua boa. José Vitor ganhou 885 pontos ao todo, em comparação ao 887,5 de Lockwood.

Para que tenhamos um olhar ainda mais apurado a respeito de quem poderá ser o campeão mundial esse ano, temos que esperar a conclusão da Velocity Tour. Não basta somente se ater as etapas da série premier. Os dois são da nova safra de bullriders e estão mostrando que é possível não somente dominar a Unleash The Beast, mas também a Velocity Tour e a Touring Pro Division ao mesmo tempo.

A análise fica ainda mais interessante quando colocamos à mesa que Leme, Lockwood e Outlaw venceram quatro eventos da Unleash The Beast nesta temporada. No entanto, ainda estão separados por menos de 1200 pontos. João Ricardo se mantém na disputa pelo título mundial com sucesso em etapas foram da UTB. O brasileiro somou 785 pontos competindo em outras etapas, segurando-se entre os primeiros da tabela.

João Ricardo Vieira

Historicamente, qualquer competidor dentro de 2000 pontos no ranking tem uma boa chance de ganhar o campeonato.  No momento, essa janela se atém a José Vitor, Lockwood, Outlaw e João Ricardo. Deles, Outlaw, normalmente um atleta altamente consistente longe da UTB, foi o que menos pontuou esse ano, meros 530 pontos participando de outras divisões.

No comparativo que a PBR fez, vamos destacar, entre os quatro citados, uma ordem de ranqueamento em diversas situações. Talvez fique mais visível de entender o que expusemos acima:

Total de pontos no ranking mundial:

José Vitor Leme – 6,106.66

Jess Lockwood – 5,080

Chase Outlaw –  4,925

João Ricardo Vieira -4,387.5

Total de pontos em 15/15 Bucking Battle:

Jess Lockwood – 557.50

José Vitor Leme – 525

Chase Outlaw –160

João Ricardo Vieira -110

Total de pontos por vitórias em rounds:

José Vitor Leme – 17 vitórias – 1700

Jess Lockwood – 17 vitórias – 1000

Chase Outlaw – 9 vitórias – 900

João Ricardo Vieira –4 vitórias – 400

Total de pontos em etapas da Velocity Tour:

José Vitor Leme – 635

João Ricardo Vieira –145

Jess Lockwood – 105

Chase Outlaw – 0

Total de pontos em etapas da Touring Pro:

João Ricardo Vieira – 530

Jess Lockwood – 515

Chase Outlaw – 380

José Vitor Leme – 175

Total de pontos em etapas da PBR Canadá:

Jess Lockwood – 267.5

Chase Outlaw –170

José Vitor Leme – 75

João Ricardo Vieira – 0

Por Justin Felisko/PBR
Tradução e adaptação: Luciana Omena
Fotos: PBR

Escreva um comentário