O jovem encerrou a temporada americana da PBR com o título de Novato do Ano e ainda em oitavo na classificação mundial

Quando Dalton Kasel era criança, em Muleshoe, Texas, as pessoas pensavam que sua mãe, Kristin, gostava de se exercitar. Ela levava Dalton e seus irmãos para andar de bicicleta, depois para o parque e depois para andar de bicicleta novamente.

Mas não era porque Kristin queria que todos estivessem em forma. Antes de tudo, Dalton não queria ficar parado. “Podíamos passar o dia fazendo atividades divertidas, contudo, ao final, ele perguntava: ‘o que vamos fazer agora?’”, conta o pai, Tim, rindo.

Segundo seus pais, Kasel sempre foi incapaz de ficar parado. Portanto, estava sempre procurando a próxima atividade. Qualquer pessoa que tenha assistido sua carreira até agora na PBR agora pode atestar esse fato.

Um ano e meio antes da final mundial de 2019, Dalton Kasel sofreu um acidente com um touro, machucando o rim. “Tínhamos fé que ele perderia algumas competições naquele ano, mas ao voltar para as arenas sua carreira explodiria”, lembra a mãe.

De fato, Dalton começou a temporada se dedicando a faculdade. Começou a competir em junho e olha onde terminou!  Rookie of the Year 2019 e oitavo lugar na classificação mundial.

Em 1º de junho, ele tinha zero pontos no ranking. Passou a pontuar em Tulsa em agosto, três meses depois subiu no centro da T-Mobile Arena para receber a fivela do CEO da PBR, Sean Gleason.

PBR Rookie of the Year Dalton Kasel tem rodeio nas veias
Kristin, Dalton e Tim

História

Dalton Kasel era obcecado em ser um cowboy quase desde que seus pais o adotaram. Ele tinha dois dias e pesava 2,5 quilos, nascido prematuro. Era minúsculo, mas forte desde o início. Ganhou um cavalo de balanço quando completou um ano de idade. Com dois anos, havia arrancado as orelhas e a crina e estava montando como um touro.

A mira do pequeno não se limitou ao cavalo de brinquedo. Dalton ‘montava’ em tudo! Não só no sofá bem como em seu pai. “Não temos ligação com rodeios, mas sempre gostei de cavalos e de ver a PBR na televisão. Para relaxar, deixava que Dalton ‘me fizesse’ de touro, era divertido”, recorda Tim.

No entanto, a família biológica do jovem Rookie of the Year tem rodeio no sangue. Seu tio, Harve Stewart, foi seis vezes finalista da PBR World Finals. De tal forma que Tim e Kristin aderiram ao estilo quando passaram a acompanhar o filho.

Seja como for, ao passa que o tempo transcorria, a paixão do garoto por montaria em touros aumentava. Aos 14 anos, finalmente, seus pais o inscreveram em uma associação para competidores da classe jovem.  Dalton Kasel entrou diretamente para montar em touros.

Em 2017, encerrou a temporada da National High School Finals Rodeo em quarto lugar. Em 2018, não participou da final da Collegiate Finals Rodeo. Entretanto em 2019, foi vice-campeão, perdendo para Daylon Swearingen.

No verão, Kasel treinou no rancho do famoso tropeiro Chad Berger. Parece que deu sorte, pois voltou com tudo quando a temporada voltou. Inegavelmente começou a parar nos touros e logo estava no Top 35 do ranking mundial.

Só a primeira

Antes de mais nada, os veteranos, como Chase Outlaw ficaram impressionados com a performance de Dalton. “Ele tem uma grande carreira pela frente. Imagina onde estaria se tivesse começado a temporada em janeiro’.

Contudo, é isso que o jovem apaixonado por montaria em touros espera para 2020. Outlaw está entre os mentores do jovem, assim como Brennon Eldred. Os três viajam juntos. Os pais dele acompanham agora a maior parte de longe. “Estamos muito orgulhosos dele.”

Acesse mais sobre PBR no portal Cavalus

A temporada 2020 está programada para começar em janeiro, em Nova York. Pela sua classificação final Dalton Kasel tem vaga garantida na principal divisão da PBR.

Por Justin Felisko/PBR
Tradução e adaptação: Luciana Omena
Fotos: PBR