Internacional

Shane Proctor leva Houston a prêmio no Fort Worth Super Shootout

A quinta edição do Fort Worth Stock Show Super Shootout® foi realizada durante o tradicional Fort Worth Stock Show & Rodeo, Texas.

O estilo da competição chama atenção pela formação das oito equipes, que levam nomes de rodeios históricos da América do Norte, e pela qualidade dos competidores. E, claro, também pela premiação. Foram duas rodadas e o prêmio de US$ 100.000,00. Os vencedores em cada modalidade ganham US$ 10.000,00 e cada membro do time vencedor ainda leva mil dólares de bônus.

Shane Proctor

A disputa aconteceu nas modalidades Bareback Riding, Steer Wrestling (Bulldog), Saddle Bronc Riding (Sela Americana), Barrel Racing (Três Tambores) e Bull Riding (Montaria em Touros) e as equipes são formadas por quem já foi campeão nos rodeios escolhidos: Cheyenne Frontier Days, Calgary Stampede, Rodeo Houston, San Antonio Stock Show & Rodeo, San Angelo Stock Show & Rodeo, Rodeo Austin, National Western Stock Show & Rodeo (Denver) e Fort Worth Stock Show & Rodeo. Cada membro da equipe usa camisa da mesma cor para uma fácil identificação.

São cinco competidores, um por modalidade, em cada equipe. Ao todo, oito competidores em cada uma das modalidades, já que são oito equipes. Na primeira rodada, todos se apresentam, separados por categoria. Os quatro melhores voltam para a rodada final Primeiro, os oito competidores em cada uma das modalidades se apresentam. Muitos dos que competiram são atuais ou ex campeões mundiais ou ainda finalistas mundiais da PRCA. A verdadeira elite do rodeio.

Durante a maior parte da noite, parecia que o time do Rodeo Houston, um dos favoritos, ia ser superado pelo time do San Angelo. Ryder Wright (Saddle Bronc) e Kassie Mowry (Barrel Recing), por San Angelo, ganharam o título em suas respectivas modalidades, levando o prêmio de dez mil dólares e elevando a pontuação para sua equipe, que chegou a liderar. A última final, e que definiria a equipe campeã, foi a de Montaria em Touros.

Shane Proctor, do time Rodeo Houston, ex-campeão mundial e campeão em 2016 da National Finals Rodeo, foi o primeiro a montar e garantiu 88 pontos em sua apresentação. Na rodada de classificação, ele tinha marcado 86 pontos, o quarto melhor, entrando para a final na última vaga. Mas na final, em cima do touro Bonanza, ele conseguiu mais nota. Nenhum dos outros três finalistas conseguiram permanecer os oito segundos em cima de seus touros, e o título dessa categoria ficou para Proctor, pontuando para o time Rodeo Houston. Foi uma vitória decisiva para a equipe, que levou para casa seu quarto título consecutivo no Super Shootout.

Tyler Waguespack

Proctor anunciou recentemente que estava retornando à PRCA de forma definitiva. Seu objetivo é tornar-se o primeiro bull rider a ganhar o All-Around da PRCA desde Ty Murray, que foi campeão mundial All-Around (cowboy completo) anos atrás. E ele não perdeu tempo. Na sequência do Shootout, no Will Rogers Coliseum, em Fort Worth, ele participou das provas de Saddle Bronc e Bull Riding durante o World’s Original Indoor Rodeo, competição que também fez parte da programação.

Além de Proctor, a equipe vencedora também teve Mary Walker (Três Tambores), ganhadora do Shootout nos últimos quatro anos seguidos, e que esse ano não foi para a rodada final; Tyler Waguespack, campeão mundial 2016 em Steer Wrestler, e vencedor do Shootout com 3s97 na final; Ty Breuer, que foi o segundo melhor no Bareback Riding, com 87 pontos, ajudando a equipe a levar o título; e Cody DeMoss, o quinto membro, que se apresentou na Sela Americana, terminando em quarto lugar.

Por Luciana Omena
Fonte: Johna Cravens/FWSSR