Buldogueiro venceu o Cody Stampede desse ano comemorando o Dia da Independência dos Estados Unidos em grande estilo

Realizado desde 1919, o rodeio em Cody é famoso, bastante conceituado e leva o título de ‘Rodeo Capital of the World’. Desde a virada do século, rodeios e desfiles fazem parte das comemorações do 4 de julho em Cody, Wyoming. O Cody Stampede, premiado pela PRCA por vários anos, começou há mais de 100 anos com Buffalo Bill e seu Wild West Show. Quando a lenda parou de se apresentar e depois veio a falecer em 1917, Clarence Williams encabeçou a ideia de estabelecer o rodeio em Cody para homenagear Buffalo Bill e o Velho Oeste.

Na semana mais importante da temporada da Professional Rodeo Cowboys Association, Tanner Brunner comemorou o Dia da Independência americana ao ganhar US$ 8.247,00 pela vitória em Cody no Steer Wrestling, sua maior conquista em cinco anos de competição da PRCA. Não só foi a maior vitória da carreira de Brunner, mas ele fez isso em um cavalo que nunca havia montado antes.

Tanner Brunner

“Estava em Red Lodge, Montana, e quase não cheguei a tempo para a apresentação em Cody naquela manhã. Só deu tempo mesmo de montar no cavalo de Tyler Pearson, que ele teve a gentileza de me emprestar. O cavalo foi muito fácil de montar e honesto na arena. Não tive muito tempo para pensar e essa era a única opção. Foi uma experiência bastante incrível e ainda bem que deu certo para mim”, disse o campeão.

Ele desceu do cavalo em movimento para finalizar a prova em 3s7 no dia 2 de julho e aguardou as demais turmas, os demais competidores, se apresentarem na rodada final em 4 de julho. Só ai ele descobriu que seu tempo foi o mais baixo e ele ganhou o rodeio. “A boiada era muito boa e havia muitos caras bons na disputa. Então, depois da minha prova, a paciência pela espera era o que tinha na mão”. Esse tempo foi bem próximo do recorde para essa modalidade nessa arena, que é de 3s3 marcado em 1997 por Chad Hagan.

Cody não foi sua primeira vitória na temporada 2018, já que o buldogueiro de 25 anos também venceu o Rodeo de Santa Fé, Novo México, e o Strawberry Days Rodeo, em Pleasant Grove, Utah. Antes de ganhar Cody, Brunner era o 11º no ranking mundial. Com o que ganhou em Cody e mais ganhos em outras etapas nesse período, no momento seus ganhos chegam a US$ 48.941,00 e ele subiu para quarto lugar no mundial.

Tanner Brunner

O atleta do Kansas iniciou sua carreira na PRCA em 2013 e terminou em 28º no ranking mundial, com US$ 37.753,00, em 2016. Após esse feito no Wyoming, ele ultrapassou seu recorde pessoal e está prestes a se classificar para sua primeira National Finals Rodeo. Até setembro, se nada der errado, ele está dentro!

“Ganhar um rodeio como esse e com essa premiação, melhorar a posição no ranking, com certeza ajuda a passar o resto da temporada. É uma maratona e não um tiro curto rápido, e espero ficar lá até o final”. A programação dele é competir em cerca de uma dúzia de rodeios nas próximas duas semanas. Ele viaja com Sean Mulligan, Cole Edge, Chason Floyd e Cameron Morman. “É mais fácil ter quatro ou cinco caras junto para nos reverzarmos na direção e em todas as tarefas, mantendo nossos corpos e mentes descansados.”

A premiação total do Cody Stampede foi de US$ 334.931,00 e também foram campeões: Bareback Riding – Gavin DeRose (86 pontos), Team Roping – Aaron Tsinigine/Trey Yates (4s1); Saddle Bronc Riding – Rusty Wright (89 pontos); Tie-Down Roping – Cooper Martin (7s6), Barrel Racing – Taci Bettis (16s90); Bull Riding – J.W. Harris (92 pontos).

Por Luciana Omena
Fonte e Fotos: PRCA

Escreva um comentário