Brasileiro Junior Nogueira fez uma final linda e encerrou mais uma temporada como o segundo melhor do mundo no Laço Pé

Na última rodada, o brasileiro Junior Nogueira, que disputava o título mundial de Laço Pé pela Professional Rodeo Cowboys Association, tinha uma missão difícil. Da forma como o ranking se apresentava, colocar a fivela dourada no cinto não dependia apenas dele quando entrou com seu cavalo Green Card na arena para a abertura clássica da National Finals Rodeo.

Com o Thomas na Mack Center lotado, mais de 17 mil pessoas fãs do rodeio completo, Juninho precisava de uma boa laçada – e fez, marcou 4s10. Na ordem de entrada, ele e seu parceiro Kaleb Driggers foram os penúltimos a entrar em pista. Missão cumprida. Mas também dependia de um erro de Paul Eaves, que com seu parceiro Clay Smith, foram os últimos da rodada. E ele não errou, marcou 4s40.

Junior Nogueira

Juninho pontuou em segundo no round e terminou em segundo lugar na média, garantindo mais um vice-campeonato mundial pela PRCA, com US$ 273.448,33. É de um brasileiro, de Juninho Testa, o cargo de segundo melhor laçador do mundo no Laço Pé por três anos consecutivos. O título? Uma questão de tempo. A gente torce por esse título para que ele realize seu sonho. Porque, para o mundo, ele não precisa provar nada.

Paul Eaves sagrou-se campeão mundial de Laço Pé, ao somar na temporada US$ 289.921,48. Antes da NFR começar, Eaves e Smith tinham anunciado que não seriam mais uma dupla para 2019. Encerraram a parceria da melhor forma possível. Fazendo uma final com 100% de aproveitamento, campeão da etapa Las Vegas, Trey Yates, filho de JD Yates, terminou o ano como terceiro melhor laçador de Pé do mundo, US$ 226.900,48.

Trevor Brazile

Mas a NFR número 60 também foi histórica por marcar o 24° título mundial, o 14° de All-Around, de Trevor Brazile. O ‘Rei dos Cowboys’ já anunciou que vai diminuir o ritmo dos rodeios e encerrou um ciclo com maestria. Enquanto isso, Sage Kimzey tornou-se o primeiro a conquistar cinco títulos mundiais consecutivos no formato atual da National Finals Rodeo. O bull rider tem apenas 24 anos e um talento fora do comum.

Brazile, o maior atleta da PRCA de todos os tempos, chegou onde nenhum outro conseguiu. Agora não visará mais a NFR, então ficará mais com a família, tocando outros negócios e indo a poucos rodeios por ano. Kimzey, começo de carreira, se juntou a nomes lendários em uma galeria de respeito, encerrou essa NFR com uma montaria de 93 pontos. Ele tinha uma vantagem larga no ranking geral para o segundo colocado e montou machucado.

Sage Kimzey

Os campeões mundiais PRCA 2018:

All-Around: Trevor Brazile – US$ 335.679,98

Bareback – Tim O’Connell – US$ 319.801,18

Steer Wrestling – Tyler Waguespack – US$ 260.013,35

Team Roping Header – Clay Smith – US$ 289.921,48

Team Roping Heeling – Paul Eaves – US$ 289.921,48

Saddle Bronc Riding – Wade Sundell – US$ 280.636,28

Tie-Down Roping – Caleb Smidt – US$ 232.817,07

Barrel Racing – Hailey Kinsel – US$ 350.700,00

Bull Riding – Sage Kimzey – US$ 415.262,82

RAM Top Gun Award – Chase Dougherty – US$ 209.058,00 durante a NFR

Os campeões mundiais 2018

Resultados completos e todas as informações: prorodeo.com.

Por Luciana Omena
Fonte e Fotos: PRCA

Escreva um comentário