Desde 1946, o significado de Puyallup, Wash., para a ProRodeo tem sido mais do que a alta premiação.

A Washington State Fair Rodeo vem sediando grandes eventos, como Wrangler ProRodeo Tour e Justin Boots Playoffs, que tiveram suas primeiras edições em 2009.

Os 24 melhores cowboys do ranking mundial da Professional Rodeo Cowboy Association – Weather Guard® PRCA World Standing – dão o seu melhor quando competem o Justin Boots Playoffs. De 7 a 10 de setembro, cada competidor teve a chance de fazer história em Puyallup.

Cimarron Boardman.
Foto Kent Soule

Entre eles, Cimarron Boardman, de Stephenville/TX, que vem na briga por um lugar na NFR em Laço Individual, aos 36 anos venceu pela primeira vez o Justin Boots Playoffs na Washington State Fair Pro Rodeo. Setembro é o mês em que encerram os rodeios que classificam para a grande final e cada ponto ou dólar somado é muito importante para um bom posicionamento no ranking mundial.

“Este foi o maior rodeio que ganhei este ano. Aqui estiveram os melhores 24 laçadores do ranking, uma jornada árdua. Sem contar nos bezerros, que também deram dificuldade e deixaram essa minha vitória ainda melhor. Tive que ser rápido mesmo para completar a prova.”

Como é comum nos Estados Unidos, os competidores conseguem competir em vários rodeios no mesmo final de semana. E foi o que Boardman fez. No dia 9 de setembro ele ganhou US$1.237,00 no Tri-State Rodeo, em Fort Madison, Iowa. No dia seguinte, rodou perto de duas mil milhas para levar US$6.060,00 em Puyallup pela vitória. Ele foi consistente e conta que teve ajuda de seu cavalo, Dragnet, que vem em ótima forma nos últimos dias.

Boardman ainda tem cerca de oito grandes rodeios para competir nesta temporada e espera somar ganhos suficientes para chegar ao Top 15 na sua categoria. Ele agora é o 18° do mundo, com US$69.605,76. Ele está se programando para as etapas de Pendleton (Ore); Abilene (Texas); Albuquerque (N.M.); Pasadena (Texas); Stephenville (Texas); Kansas City ( Mo.).

Ainda sobre Puyallup, um dado interessante que o site da ProRodeo trás, é que entre os recordes de tempo e notas, o do Bulldog não é batido desde 1959. Buz Peth marcou 2s8 em Puyallup, há 58 anos, e até hoje é o menor tempo da história da PRCA.

Fonte: ProRodeo

Escreva um comentário