O segundo lugar não era posição boa para eles, sempre queriam o posto mais alto do pódio

Em dezembro de 1997, Willy Nick Bar e Dena Kirkpatrick foram campeões do World Championship Barrel Racing Futurity em Oklahoma City, vencendo as duas rodadas e também média, faturando os US$ 50.000,00 garantidos para o campeão, além de dois cheques de US$ 7.144,00 pelos rounds, somando nesse evento premiação de mais de US$ 64.000,00.

O 12° World Barrel Futurity, Derby, Sweepstakes, Youth e Junior daquele ano pagou mais de US$ 600.000,00 em dinheiro e ainda trailers selas, fivelas, relógios, capas e muitos outros inúmeros prêmios, que elevaram o valor total para mais de US$ 700.000,00, o maior da história. Foram feitas 489 inscrições.

Dena Kirkpatrick, de Post, Texas, que já esteve no Brasil e abrigou diversas competidoras em sua casa nos Estados Unidos, não conseguiu vencer no ano anterior. Viu dos bastidores Ashley York e Sail On Truckles dar a volta da vitória. Montando Chicago Moon Express, Dena ficou em segundo lugar e não queria mais esse posto, queria ser a campeã.

A derrota ficou em sua mente enquanto ela preparava Willy Nick Bar – ‘aka’ Trey – para o Futurity de 1997. Eles dominaram as preliminares, vencendo a primeira rodada com o tempo mais rápido do Futurity, um 15s471, classificando-os para as finais. Na segunda rodada, 15s571 e de novo o melhor tempo. Seus adversários nessa competição foram Susan Clapp, Loretta Mauldin e Talmadge Green.

“Eu estava prestes a ter uma parada cardíaca”, lembra a co-proprietária de Willy Nick Bar, Sissy Novak, de Whitesboro, Texas. “Assisti a primeira passada, e eles tocaram no tambor, depois não quis mais ver as provas”. Os outros donos de Trey, um castrado alazão, filho de Dr Nick Bar e Mystical Avenger, eram Michael e Susie Davidoff, de Plano, Texas. “Dena fez um trabalho fantástico com Trey”.

Se a dona estava nervosa, imagina a treinadora? “Lembro que fiquei nervosa durante todo o mês que antecedeu a prova. A temporada toda passei tranquila, mas o último mês, especialmente essa última semana, foquei mais nervosa do que o habitual. Sabia que o Trey era um bom cavalo e queria ganhar muito com ele. Acho que por saber que tínhamos chance, foi que fiquei mais nervosa”.

Depois do primeiro round, em que foram rápidos, ela até se acalmou um pouco. Mas ainda tinha prova pela frente. “O segundo dia, ele foi novamente como eu pensei que seria. Quase derrubei o segundo e o terceiro tambor, de tanta velocidade que Trey impunha. A energia dele era imensa, então fiz exercícios para gastá-la e colocá-lo bem focado. Na passada da final, senti ele mais calmo e incendiamos aquela pista”.

Outra emoção nesse ano foi uma homenagem a querida amiga e mentora, Celie Whitcomb-Ray, que perdeu a vida com câncer três anos antes. A organização do evento lhe presenteou com uma bandeja de prata. “Fomos amigas e companheiras de viagem por muito anos e isso significou muito”.

Premiação e homenagem em 1997

Dena agradece a toda sua família, marido, filhas, mãe, pelo suporte. Sem eles, não teria sido possível. De lá para cá, ela evoluiu mais, se firmou na indústria, é muito respeitada como treinadora. Já ganhou os títulos de West Texas Futurity, San Antonio Livestock Show & Rodeo, The Texas Futurity, Elite Futurity, BFA World Championship Futurity, Las Colinas Futurity, AQHA World Champion, Harlequin Farms Futurity, e foi reservada Speedhorse Gold Cup Futurity, Old Fort Days Futurity e no BFA por dois anos.

Esse artigo foi escrito por Tanya Randall, originalmente publicado na Barrel Horse News de 1998
Tradução e adaptação: Luciana Omena

Escreva um comentário