Evento contou com provas de Team Roping, Breakaway Roping e Três Tambores para inauguração de uma nova pista coberta

Laço Feminino
Um sonho que virou realidade para Lourenço Puga

Duas paixões de um homem – laço e música – se transformaram em um sonho realizado. Lourenço Puga, empresário de sucesso do setor de transportes, produtor rural, músico e também laçador, promoveu o 1° Monte Alegre Country Fest. O evento aconteceu de 10 a 12 de agosto, em Pereiras/SP, com R$ 200 mil em prêmios. Para inaugurar o complexo com ‘chave de ouro’, promoveu também shows de Rio Negro & Solimões e Naiara Azevedo.

Laço Feminino
Lucy, Elvis Puga, Lavínia, Carina, Luana e Karol. Foto: Lucas Proença

Há 30 anos, Lourenço cria cavalos no sítio Monte Alegre, entre Pereiras e Conchas, interior de São Paulo, região de Sorocaba, onde também cria gado de corte. Sua carreira de músico teve início em 1999. Formou dupla com Tabai, amigo de infância, por mais de dez anos. A primeira música gravada foi ‘Trem da Vida’, letra de Nhô Chico. Hoje segue em carreira solo com a ‘Lourenço e Banda’. Apaixonado por cavalos, ele também laça a mais de 20 anos.

Laço Feminino
Elder, Lucy Fazzio e Elvis. Foto: Lucas Proença

Com praça de alimentação, locução de Rony Fernandes, julgamento de Tiago Lima e secretariado da MZ Eventos Equestres, Lucy Fazzio organizou a prova de Laço Feminina, com Breakaway Roping e Team Roping, inserida na programação do final de semana. “Assim que vi a divulgação da prova do Lourenço, liguei para ele, que topou na hora. A estrutura que ele montou é de outro mundo, tudo muito bem organizado, o lugar ficou lindo. Agradeço desde já a ele e parabenizo pelo local, que ficou show”, conta Lucy.

Laço Feminino
Lavínia Pavan. Foto: Lucas Proença

Outro ponto que ela destaca é que Lourenço teve todo cuidado de escolher um horário bem interessante para a disputa das categorias femininas, no domingo 14h. “Foi muito legal, porque todo mundo que estava na prova sentou na arquibancada para prestigiar a gente. Acho que muitos ainda não tinham visto o formato que fazemos e ficaram curiosos. O bom é que todos torceram e apoiaram as meninas que estiveram na pista”, comenta Lucy. Mas por ter sido no dia dos pais, ela acredita que a adesão foi baixa das meninas.

Eder, Luana Grizzi e Elvis. Foto: Lucas Proença

Quem aproveitou e pode comparecer, deu show. E os resultados ficaram assim: Breakaway Roping Feminino – Lucy Fazzio; Breakaway Roping Mirim – Lavínia Pavan; Team Roping Laço Cabeça Feminino – Luana Grizzi; Team Roping Laço Pé Feminino – Lorraine e vice Carina Pavan. “Foi muito gostoso ganhar, claro, mas o mais especial é poder fazer algo pelo Laço Feminino. E ver também as meninas dando seu melhor na pista. A Lavínia mais uma vez chamou atenção por sua garra, ela é uma princesa e ama laçar, faz tudo direitinho. No Team Roping, usamos o formato de cada menina laçar com um homem, dando mais segurança a elas. Foi tudo muito bom, só tenho a agradecer a Deus”, finalizou Lucy.

Eder, Lorrain e Elvis. Foto: Lucas Proença

Carro, trailler, moto ‘zero’ km e ainda dinheiro foram os prêmios para os campeões na prova masculina. Miguel Zambon, que fez todo o gerenciamento, mais uma vez presente em grande evento, contabilizou mais de mil inscritos. “O lugar ficou fantástico, o Lourenço conseguiu reunir grandes laçadores e fez uma pista top de linha. A programação com provas e shows também agradou todo mundo”, reforçou Miguel.

Laço em Dupla contou com mais de mil inscritos. Foto: Marilza Barros

Ganharam os carros ‘zero’: Dinei Verres e Nikinho Barone – Aberta – 6s75; Netinho São Carlos e Germano – #8,5 – 6s83; e Titica e Caique Aristeu – #4 – 6s98. Também foram campeões: Rodrigo Calderan e Miguel Zambon – #10 – 6s76; Netinho São Carlos e Tiago – #6,5 – 7,23; Batata e Marquinho Cabeceira – #5,5 – 7s10; Roberto Sulera e Fabiano Bundinha – #2,5 – 8s15; Samuel e Caique Aristeu – #3 – 7s41; Robertão Sulera e Joamel Melo – #2 – 8s21.

Estrutura foi elogiada por todos

Por Luciana Omena

Escreva um comentário