Hipismo

Campeonato Brasileiro de Adestramento Indoor reuniu mais de 100 cavaleiros

Na série Senior Top Victor Avila garantiu o bi consecutivo. Já na concorrida série Senior, Eduardo Alves de Lima, da equipe do olímpico João Victor Oliva, garantiu o título com Florisbela, de apenas 7 anos. Entre campeões e vice, representantes da casa garantiram 14 títulos.

Publicado

⠀em

Foram quatro dias de intensas disputas no Campeonato Brasileiro de Adestramento Indoor, entre 17 e 21/11, na Sociedade Hípica Paulista. Pela primeira vez, desde 2016, o picadeiro coberto Jayme Loureiro Filho da entidade que esse ano completou 110 anos de história, foi palco de uma disputa de Adestramento, a mais clássica dentre as modalidades olímpicas do hipismo. Pelo terceiro ano consecutivo com mais de 100 concorrentes, estiveram no picadeiro 105 conjuntos nas disputas de cavalos novos 4, 5, 6 e 7 anos, séries elementar, preliminar, média I e II, forte I e Special (Grand Prix).

Formaram o júri Sandra Smith de Oliveira Martins, presidente, ao lado de Cel Marcio Camargo, Lindinha Macedo, Marcio Bastos Costa, Cel Rui Cesar Mello e Bruno Magalhães que atuaram em revezamento.

Lista de campeões

No Campeonato Brasileiro o título máximo do alto rendimento categoria Senior Top coube ao jovem cavaleiro Victor Trielli Avila, 25, com Corsario IGS conquistando o bicampeonato 2020/2021, com um 2º lugar no Grand Prix e um 1º lugar no Freestyle Grand Prix, fechando com a média final de 67,134%. A disputa contou com três conjuntos e o vice-campeonato coube a experiente amazona Micheline Schulze montando Domino.

Na categoria Senior, disputada em três provas, Eduardo Alves de Lima, o Duda, montando Florisbela, égua oldenburger de apenas 7 anos, garantiu duas vitórias na reprises St Georges, Inter I e um 3º lugar conquistando seu primeiro título brasileiro com a boa média final de 70,822% de aproveitamento. Duda, 42, integra a equipe da Coudelaria Ilha Verde, liderada por José Victor Oliva que tem como atleta nº 1 seu filho o cavaleiro olímpico João Victor Macari Oliva, atualmente radicado em Portugal.

“Monto a Florisbela desde a doma e passamos por todas as fases. Em nosso dia a dia em casa na Coudelaria Ilha Verde, também cuidamos dos cavalos nas cocheiras, fazemos tudo com eles, o que muito bom para a gente conhecê-los bem”, conta Duda, que começou no adestramento há somente 10 anos. “Sempre tive contato com cavalo e também fazia montaria em boi no interior paulista, Boituva, onde nasci”, revela o cavaleiro. “Agradeço muito a José Victor Oliva, seu João Oliva e toda equipe da Ilha Verde.”

O vice-campeonato coube a Paulo Cesar do Santos, 38, irmão gêmeo do medalhista pan-americano João Paulo Santos, que montando Fidel da Sasa garantiu o vice-campeonato com dois segundos lugares na St Georges e Inter I e vitória no Freestyle Inter I, fechando a média final de 70,822%. A trajetória de Paulo Cesar e João Paulo é semelhante à de Duda, uma vez que também começaram no Adestramento há cerca de 10 anos e chegaram a fazer montaria em bois. A série Forte II Senior contou com boa participação de 12 conjuntos.

Um dos diferenciais foi a forte participação dos cavaleiros e amazonas da SHP, considerado o principal polo da modalidade no país, contando inclusive com diversos representante da Escola de Equitação da SHP. Na categoria mini-mirim para atletas entre 8 e 11 anos – a amazona da casa Valentina Toledo, 11, montando Felice do Nico, venceu de ponta a ponta garantindo o título brasileiro.

Ao todo, os representantes da casa garantiram 14 títulos, 7 de campeões e sete vice-campeonatos fazendo jus a força da casa na modalidade. Na série Elementar Amador Luiza Dias Ferreira Leite Mendonça com Hector MC foi vice.

Por: Camila Pedroso

Fotos: SHP/C.May/Brunna Netto

Mais notícias no portal Cavalus

WordPress Ads
WordPress Ads