Hipismo

Começou o Winter Equestrian Festival 2019 com US$ 7 milhões em prêmios

O Palm Beach International Equestrian Center se torna, durante três meses, o maior point do Hipismo na América

Foi dada largada ao Winter Equestrian Festival, no Palm Beach International Equestrian Center, em Wellington, Flórida. É a mais longa e maior competição do Hipismo mundial. E milionária também, com cerca de US$ 7 milhões em premiação para a edição 2019. Esse ano o WEF acontece de 9 de janeiro a 31 de março, comemorando sua 40ª edição.

Todas as semanas acontecem competições diferentes que reúnem a comunidade do Hipismo mundial com forte presença brasileira. Entre os brasileiros a postos em Wellington já estão o campeão olímpico Rodrigo Pessoa, Luiz Francisco de Azevedo, Fabio Leivas da Costa, Francisco Musa, Rodrigo Lambre, Sergio Marins, Nelton Marcon, Celso Ariano e Ana Eliza Aguiar Ramos.

Winter Equestrian Festival
Celso Ariano e Ukulmann de la Nutra. Foto: Sportfot

O segundo dia de competições no PBIEC teve vitória brasileira, durante a 1ª WEF Challenge Cup, a 1.45 metro. No dia 10 de janeiro, Celso Ariano, radicado nos Estados Unidos, montando Ukulmann de la Nutra. Na volta final finalizaram o percurso em 40s530. Ukulmann é um Sela Francês que Ariano monta há dois anos. “Acredito muito nesse cavalo e espero termos uma vida longa e boa nas pistas”.

A competição principal dessa primeira semana foi a Battle of the Sexes, com US$ 75 mil de premiação. O time feminino levou a melhor no sábado a noite – Saturday Night Lights – dia 12 de janeiro. Em todas as fases da competição, as mulheres foram superiores. O time foi formado por Nicole Bellissimo (capitã), Jessica Mendoza, Carly Anthony, KC Van Aarem, Sydney Shulman, Abigail McArdle, Taylor Land, Amanda Derbyshire, Maggie Jayne e Kristen Vanderveen.

Winter Equestrian Festival
Time feminino campeão do Battle of the Sexes. Foto: Sportfot

Em paralelo ao Salto, o WEF também voltou com provas de Adestramento na programação, o Adequan® Global Dressage Festival, também realizado em três meses e competições semanais. O evento ainda terá cinco GPs cinco estrelas e uma infinidade de provas para cavaleiros do mundo todo, diferentes níveis técnicos e idades.

Mas os bons resultados internacionais do Brasil no exterior nessa primeira semana útil do ano não pararam por ai. A temporada do Hipismo internacional segue em alta nesse mês em que, habitualmente, no Brasil não são realizados concursos oficiais. Para não ficar parados, os tops brasileiros viajam para competir fora.

Nesse domingo, 13, no Concurso de Salto Internacional Indoor 5* da Basiléia, na Suíça, Yuri Mansur, radicado na Europa, com Amor, venceu a prova de velocidade a 1.45 metro. Dos 40 conjuntos, cinco zeraram e o tempo vencedor do brasileiro foi de 56s90. Ele bateu o campeão olímpico suíço e atual número 1 do mundo, Steve Guerdat, que com Ulysse des Forets, pista limpa, 57s77, ficou em segundo lugar.

Winter Equestrian Festival
Yuri Mansur e Amor. Foto: Divulgação

O CSI de Basel contou com 17 provas, sendo 11 internacionais (nove válidas pelo ranking FEI Longines) e distribui 700 mil francos suíços equivalente a cerca de 2,6 milhões de reais. Participaram do concurso 90 cavaleiros e amazonas entre eles, 30 integrantes do grupo Top 40 do ranking mundial. O brasileiro Yuri é o 55º colocado, Marlon Zanotelli e Pedro Veniss ocupam respectivamente, a 46ª e 54ª colocação.

Colaboração: Imprensa CBH