Hipismo

Lucio Osório é o campeão do GP nos 85 anos do CHSA

Maior entidade do Hipismo brasileiro o CHSA comemorou 85 anos na Semana da Pátria. Em excelente forma, Lucio Osório venceu umas das principais disputas entre 40 que aconteceram

Encravado na zona sul da cidade de São Paulo, o Clube Hípico de Santo Amaro – CHSA comemorou 85 anos de fundação. Assim, o aniversário da maior entidade do Hipismo brasileiro aconteceu entre 2 e 7 de setembro, sem a presença de público. Acima de tudo, os organizadores impuseram um rígido protocolo de prevenção à Covid-19.

O ‘ponto alto’ das disputas teve Lucio Osório como campeão. Montando Galipolli ter Doorn foi o último em pista, com duplo zero em 41s47. Dos 34 conjuntos inscritos, conforme a regra, os 12 melhores habilitaram-se ao desempate. O GP, a 1.50m, foi válido ainda pela segunda etapa do ranking brasileiro senior top 2020.

Com armação do course-designer internacional Gabriel Malfatti, a prova foi classificada como de alto nível técnico. “O GP estava difícil. Acima de tudo, tivemos muitos conjuntos zerados, o que tornou a segunda volta bastante competitiva”, destaca Lucio Osório, 27, mineiro radicado em São Paulo.

De acordo com ele, o dia foi espetacular para seu conjunto. “A Galipolli, como sempre, me deu muita alegria. Foi um GP difícil e rápido, mas a Galipolli correspondeu bem. Mesmo nessa altura consegue ter velocidade”. Entre outras conquistas, Lucas Osório vem de um terceiro lugar no GP na primeira etapa do ranking senior top em Curitiba/PR mês passado.

Ademais, outros três cavaleiros garantiram duplo zero no desempate. Entretanto, o vice-campeonato ficou com ginete da casa Guilherme Foroni. Com Cornet Silver JMen fechou a prova em em 42s11. A disputa distribuiu R$ 80 mil em premiação. Resultados completos, clique aqui.

Maior entidade do Hipismo brasileiro, o CHSA comemorou 85 anos e Lucio Osório venceu umas das principais disputas entre 40 que aconteceram
Stephan Barcha – Cavalos Novos 8 anos 

Concurso de Salto quatro estrelas

O CHSA não mediu esforços para promover sua tradicional prova. O Concurso de Salto Nacional 4* contou, sobretudo, com 40 provas para todos os níveis e categorias, de 1 a 1.50 metro. A premiação total foi de R$ 228.300 mil, sendo R$ 15 mil nas séries de cavalos novos. Com boa participação nas séries Cavalos Novos 4, 5, 6, 7 e 8 anos, a organização computou 121 conjuntos. Confira esses resultados clicando aqui.

Todas as 40 provas tiveram transmissão ao vivo pela internet. Além disso, foram cinco as principais provas: qualificatória do GP, GP CHSA Senior Top, 2ª etapa do ranking brasileiro senior top, 1,50m; Copa Ouro, 1.35m; e por fim o GP Clássico, 1.45m, que encerrou a programação.

Dos 66 conjuntos que disputaram o Clássico, cinco habilitaram-se ao desempate. Último em pista, o gaúcho Rafael Collares Lucas Rosa sagrou-se campeão. Montando, portanto, Horus Método, um BH de 9 anos, em apresentação perfeita fechou em 41s98.

Enquanto que para a Copa Ouro, 78 conjuntos estiveram na concorrida disputa. Melhor para a top paranaense Giovana Sobania, com XK Atomo Classi, um puro sangue lusitano de 18 anos. Confirmou favoritismo ao cruzar a linha de chegada sem faltas em 38s54. Como resultado, carimbou o bicampeonato consecutivo nessa prova.

Desde que retomou as competições no início de agosto, o CHSA realizou três Copas Santo Amaro. Tudo sempre com rígido protocolo de segurança. Aferição de temperatura e exame de Covid-19 fazem parte do protocolo, além do uso obrigatório de máscara, medidas de distanciamento social e higiene.

Fonte: CBH
Crédito das fotos: Divulgação/Luis Ruas

Veja mais notícias do Hipismo no portal Cavalus

X