Foram cinco campeões no individual, ouro em todas as provas por equipes e ainda prata e bronze em quatro categorias

Hipismo brasileiro
Maria Luiza da Silva Martha Vieira

Entre 30 de outubro e 4 de novembro, a nata jovem do hipismo da América do Sul esteve a postos no FEI Americas Jumping Championship. Foi o Campeonato Sul-americano da Juventude 2018, realizado no Club Deportivo Universidade Católica, em Santiago, no Chile. Estiveram em pista 132 conjuntos de nove países: Argentina, Brasil, Chile, Peru, Bolivia, Equador, Costa Rica, Venezuela e Uruguai.

Em jogo, títulos nas categorias Pré-mirim (12 a 14 anos) – 1.10 metro, Mirim (12 a 14 anos) – 1.20 metro, Pré-junior (14 a 16 anos) – 1.30 metro, Junior (14 a 18 anos) e Young Riders (16 a 21 anos) – 1.45 metro. O Times Brasil foi representado por 39 atletas. E o resultado não poderia ter sido melhor!!

Fomos: ouro, prata e bronze individual nas categorias Pré-mirim, Mirim, Pré-junior e Junior; e na Young Riders, ouro. Na disputa por equipes, o Brasil foi ouro e bronze Pré-mirim, Pré-junior e Junior; e ouro e prata na categoria Mirim. Na categoria Young Riders não teve pódios por equipes. Todos Campeonatos tiveram alto grau de dificuldade técnica nos percursos idealizados pelo francês Frédéric Cottier.

Hipismo brasileiro
Thales de Lima Marino

“O resultado do Brasil não poderia ser melhor com 100% de aproveitamento em todas as categorias. Parabéns a todos cavaleiros e amazonas, treinadores e pais que não mediram esforços para participação dos jovens talentos do hipismo brasileiro nesse Sul-americano. Estamos muito orgulhosos!”, destacou Ronaldo Bittencourt Filho, presidente da Confederação Brasileira de Hipismo.

Ele comenta ainda que esse campeonato impulsiona a contínua evolução e formação das equipes internacionais nos principais eventos do hipismo mundial”. Além dos treinadores particulares, familiares também acompanharam a delegação do Brasil. Com os atletas, ainda Caio Sérgio de Carvalho, diretor das categorias de base da CBH e chefe de equipe, e Pedro Paulo Lacerda, diretor de Salto da CBH.

No sábado, 3, a primeira grande final individual foi da categoria Pré-junior (14 a 16 anos), a 1.30 metro. Sagrou-se campeã a amazona Maria Luiza da Silva Martha Vieira, montando Arica du Caillou, 1,84 pontos perdidos (pp). Também sem faltas, e apenas 2,34 pp, Philip Greenlees, atual campeão mundial FEI Children, montando Premiere Avignon Z, faturou o vice-campeonato. Em terceiro lugar, Lys Katherine Park Kang, montando Macarena Tok.

Hipismo brasileiro
Victoria Junqueira Ribeiro de Mendonça

Também no sábado, houve a difícil final individual Junior (14 a 18), 1.40 metro. O jovem talento Thales de Lima Marino, com Deauville, teve apenas 7,85 pontos perdidos e ficou com o ouro para o Brasil. Marcelo Gozzi, montando Little Joe, faturou o vice-campeonato, com 14,82 pp. Já a medalha de bronze ficou com o top brasiliense Felipe Pereira Teixeira, montando Ziramon VDL, 18,68 pp.

Complementando a rodada de ouro brasileira, Victoria Junqueira Ribeiro de Mendonça, com Una Bella 9, sagrou-se campeã sul-americana Young Riders 2018, 7,91 pp.

Hipismo brasileiro
Eduardo Coelho Barbara

Na categoria Pré-mirim (12 a 14 anos), primeira decisão no domingo, 4, Vivian Katherine Park Kang, com Luna Pullman, foi a campeã. Também pelas cores do Brasil, Maria Eduarda Botelho Rosa Vianna, montando SL Opio, garantiu o vice-campeonato. Completando o pódio 100% verde amarelo, Chloe Tanzilli Teillere, com Freestyle M foi bronze.

Mais uma decisão onde o Brasil dominou foi a da categoria Mirim (12 a 14). O campeão foi Eduardo Coelho Barbara, montando Quatour de Coutol, único dos 29 concorrentes que largaram na competição a fechar os cinco percursos do campeonato sem faltas. Com atuação perfeita, sem faltas, em 34s52, Antonio Johannpeter Cirne Lima, com SL Ordeiro, honrou o Brasil com o vice-campeonato. Em terceiro, Gabriela Munhoz Ongaratto Furlan, montando HSL Brandy, pista limpa, 37s79.

Hipismo brasileiro
Vivian Katherine Park Kang

Colaboração: Imprensa CBH
Fotos: Luis Ruas

Escreva um comentário