Com Prince Royal Z MFS, brasileiro também pegou pódio em outra categoria dentro do mesmo evento

Participando do Concurso de Salto Internacional 3* em Saint Lo, na França Pedro Muylaert, o Pepê, deu show na prova de seis barras. Sobretudo, porque essa pode ser considerada uma de suas especialidades.

Apresentando Chief Tibri Z MFS, o brasileiro foi o único a ultrapassar a quarta passagem, a dois metros. Portanto, sem nenhum derrube, garantiu a vitória.

A disputa, contudo, consiste, em quatro passagens. com as seguintes alturas: 1.70m, 1.80m, 1.90m e 2m. Todas na vertical. Seis conjuntos que bateram na passagem com saída também na última altura empataram na segunda colocação.

Em 2017, Pedro, então montando Chacote MFS, venceu essa prova de seis barras no CSIO5* de Spruce Meadwos. Foi em Calgary, no Canadá, com saída a 2,03 metros. Ao mesmo tempo em que estabeleceu seu recorde pessoal de altura nesse tipo de evento.

Confira mais conteúdo de Hipismo no portal Cavalus

Um dia depois, 27 de outubro, Pepê levou o Brasil ao vice-campeonato no GP, a 1,50m. Montando Prince Royal Z MFS, ficou com o pódio sem faltas no desempate, em 40s66. Participaram da disputa 50 conjuntos, com oito no desempate.

A vitória ficou com o cavaleiro português Romão Duarte. Montando Edes’s Kzoom van de Wittemoer, pista limpa, 40s55.

Zé Roberto e Pedro Paulo durante primeira vez na Atrelagem no GP Agromen. Foto: Heleno Clemente/cedida para CBH

Atrelagem

Enquanto isso, o tricampeão brasileiro José Roberto Reynoso Fernandez Filho estreou na Atrelagem. Dono de uma invejável coleção de conquistas no Salto, o cavaleiro olímpico paulista fez bonito também nessa outra modalidade.

Durante o GP Haras Agromen, participou da prova de Maneabilidade, com resultados válidos para a terceira e última etapa do ranking 2019 da Confederação Brasileira de Hipismo. O Haras Agromen, em Orlandia/SP, entretanto, realizou a Atrelagem pela primeira vez em seu evento.

Zé Roberto foi o campeão da categoria Singular Iniciante. Conduziu Dandy, cavalo da raça Welsh Cob, de origem britânica, de propriedade de Ana Carolina Borja . A diretora de Atrelagem da CBH não só cedeu o animal, como também fez pessoalmente o convite aos cavaleiros de Salto.

Zé Roberto e Dandy conduziram a carruagem rumo ao pódio tendo Pedro Paulo Lacerda como groom. De acordo com o regulamento, é o auxiliar do condutor que fica atrás do ‘carro’ fazendo o contrapeso e dando equilíbrio.

Ele é diretor de Salto da CBH e chefe da equipe medalha de ouro nos Jogos Pan-americanos de Lima. Por conseqüência, Lacerda, experiente e premiado cavaleiro mineiro de Salto, também assumiu o comando das rédeas na Atrelagem. Na mesma categoria e com o mesmo cavalo foi vice-campeão.

Contudo, além de Zé Roberto e Pedro Paulo Lacerda, outros dois cavaleiros de Salto também estrearam na Atrelagem com vitória. Representantes do Haras Agromen, Marcelo Andrino Dias venceu na Parelha Iniciante, conduzindo Diamante e Loulou; e Joelson Andrino Dias na Quadra Iniciante, conduzindo Belle, Fanny, Fofão e Sinatra.

Fonte: CBH
Na foto de chamada: Pedro Muylaert superando a fase quatro na prova de seis barras. Crédito: Meeting d’automne – Saint Lô – Françoise Langenais