A temporada foi de muitas alegrias e conquista para o brasileiro que fez bonito também nos Estados Unidos

O mundo conheceu o 14° campeão do Monster Energy PBR, campeonato de montaria em touros organizado pela Professional Bull Riders Brasil. Em 29 e 30 de novembro, a soberania ficou para a vitória de Alan de Souza.

Logo após participar da final do Campeonato do Mundo 2019 da PBR, o atleta de Taubaté/SP sabia que a temporada não tinha acabado. Qualquer um dos finalistas, entretanto, por conta do número de pontos disponíveis na final, poderia faturar o título.

Alan de Souza vence e torna-se campeão da PBR Brasil

A decisão do campeonato brasileiro da PBR foi realizada em Brasília/DF, no Ginásio Nilson Nelson. Alan de Souza entrou em oitavo lugar no ranking brasileiro e foi o de melhor performance na etapa. Garantindo, dessa forma, o título nacional ao somar no ranking geral 2240,80 pontos.

Para selar a vitória na etapa e o título, Alan venceu a rodada final de forma espetacular a bordo do touro Reza a Lenda (Cia Rancho 3 Irmãos). Sua nota foi 92 pontos para não restar dúvidas. Três paradas em três touros.

Alan de Souza vence e torna-se campeão da PBR Brasil
Amigos fazem a festa com Alan de Souza

“A favela venceu”, bradou Alan de Souza ainda dentro da arena. Foi uma vitória muito comemorada ao lado dos amigos, de acordo com as informações da PBR Brasil. “Estou em uma fase de muitas vitórias, por estar montando bem. Tive bons resultados nos Estados Unidos e aqui consegui me manter bem também”.

Etapa de Brasília

No primeiro round, Alan de Souza marcou 80,57 pontos a bordo do touro Mistério (Cia Califórnia). De tal forma, que na rodada seguinte, terminou na nona colocação, empatado com Adriano Salgado. Recebeu dos juízes 84 pontos sobre o touro Relíquia (Cia Tércio Miranda).

Rafael dos Santos

Para chegar ao título, todavia, não bastava apenas fazer a parte dele. Logo após sua montaria na última rodada, esperou mais quatro competidores se apresentarem: Amadeu Campos Silva, Mauricio Gula Moreira e Roberto Carlos Vieira Junior.

Sobretudo, precisava superar outro grande nome da temporada, Rafael dos Santos. Só ele poderia tirar do competidor de Taubaté o título ao precisar, portanto, apenas de uma parada acima dos 75,75 pontos.

Alan de Souza vence e torna-se campeão da PBR Brasil
Fabrício Gomes

E Rafael fez uma excelente etapa. Antes de tudo, duas notas na casa dos 90 pontos nos dois primeiros rounds: 91,25 pontos sobre Carcamano (Cia Guto Paglione) e 90 pontos sobre Imprevisível (Cia Guto Paglione). Com Netflix (Cia Tércio Miranda) na decisão, o que se esperava era nota superior a 90 pontos e o título para Rafael.

“Esperávamos um encontro acima dos 90 pontos. Certamente, ele tinha chances de ficar no topo dos três rounds, já que Netflix é um touro perfeito para conseguir uma pontuação assim”, explica André Metzker, comentarista oficial da PBR Brasil.

Guilherme Marchi e o filho Guilherminho

Entretanto, Rafael caiu. Contudo, por ter enroscado a pata na saída, deu ao competidor a chance de re-ride. Sofrimento e muita expectativa para a conclusão dos resultados. Como era o melhor de nota, Rafael foi o último a montar. Mas caiu novamente, deixando o título nas mãos de Alan de Souza.

Só para ilustrar, Alan foi  seis etapas, 23 montarias com 18 paradas, 78,26% de aproveitamento.

O campeão

O campeão ganhou R$ 121.946,67 por sua vitória na etapa final de Brasília da PBR Brasil. Além disso, apenas 24 dias separaram a performance dele em Las Vegas, na PBR World Finals, onde ganhou US$ 126.166,67 pelo terceiro lugar.

Alan de Souza vence e torna-se campeão da PBR Brasil

O atleta de 26 anos começou a disputa em oitavo lugar classificação brasileira e 859,17 pontos atrás do líder. Leandro Machado não montou por estar machucado após sua participação nos Estados Unidos.

Não só a decisão valia pontos para o campeonato brasileiro da PBR – onde Alan de Souza ganhou 1532,50 pontos em dois dias – bem como contou para o ranking mundial. Foram 60 pontos para o brasileiro começar o campeonato mundial 2020.

André Metzker e Rafael Vilela

Ao lado do irmão gêmeo, Alisson de Souza, Alan conseguiu sair da pobreza por meio do esporte montaria em touros. Só par exemplificar o talento, fez sua estreia nos Estados Unidos em janeiro e venceu sua primeira etapa 15 dias depois.

 Foi um ano e tanto para ele. Não só foi o terceiro melhor da final mundial, campeão da PBR Brasil, como também terminou a temporada americana em 12° lugar no ranking geral e em segundo no Rookie of the Year.

Com o destaque nesse final de ano, Alan pode ganhar uma vaga no Time Brasil que disputa a PBR Globl Cup em fevereiro. A competição está programada para 15 e 16 de fevereiro no AT&T Stadium, em Arlington, Texas. O técnico da equipe, Guilherme Marchi, ainda não convocou todos os integrantes.

Alan de Souza vence e torna-se campeão da PBR Brasil
Adriano Moraes, tricampeão mundial da PBR e hoje CEO da PBR Brasil, entrega homenagem a Ney Macedo

Resultados finais

Etapa:

1 – Alan de Souza – 256.75 pontos

2 – Amadeu Campos Silva – 256.25 pontos

3 – Rafael dos Santos – 181.25 pontos

4 – Roberto Carlos Vieira Junior – 177 pontos

5 – Mauricio Moreira – 175.25 pontos

6 – Igor Junqueira – 172 pontos

7 – Junio Patrick Souza – 160.25 pontos

8 – Lucas Junio da Silva – 87.5 pontos

9 – José Neto – 87.5 pontos

10 – Pablo Assunção – 86.75 pontos

Ranking:

1 – Alan de Souza – 2240,83 pontos

2 – Rafael dos Santos – 1752,5 pontos

3 – Leandro Machado – 1567,5 pontos

4 – Caic Carvalho – 1260

5 – Fabricio Gomes – 1257,5 pontos e Novato do Ano

6 – Roberto Carlos Vieira Junior – 954,16 pontos

7 – Amadeu Campos Silva – 935 pontos

8 – Mauricio Moreira – 870 pontos

9 – Romario Leite – 1388,33 pontos

10 – João Lucas – 802,5 pontos

Melhores touros:
Etapa – Netflix e Impressionante (Cia Tércio Miranda) – média 45,25 pontos

Temporada – Impressionante (Cia Tércio Miranda) – média 44,88 pontos.

Leia mais sobre rodeio no portal Cavalus

Fique por dentro:  pbrbrazil.com | facebook.com/pbrbrazil | instagram.com/pbrbrazil | pbr.com

Fonte: PBR e PBR Brasil
Fotos: Alberto Gonzaga