Um dos títulos mais cobiçados do rodeio nacional segue com sua programação até o dia 17

Mais de 1 milhão de metros quadrados de área dividida em arena, palcos, arquibancada, praças de alimentação, parque do peãozinho, além do lounge – local exclusivo, que dá acesso aos camarotes – e estacionamento com nada menos que 300 mil metros quadrados, dão as boas-vindas à Festa do Peão de Americana, que em 2018 chega a sua 32ª edição. Como uma das melhores festas do gênero no Brasil, reúne uma série de atrações para todos os públicos e os gostos mais variados: música, o melhor do esporte, comida típica, muito lazer e segurança.

S. João Frizzo, diretor de Rodeio, Bruno
Scaranello, e Beto Lahr, presidente
do Clube dos Cavaleiros de Americana,
promotores da Festa.

A programação esportiva da primeira semana, de 8 a 10 de junho, contou com Montaria em Touro, etapa da PBR Brasil, e prova aberta de Três Tambores, nas categorias Feminina e Mirim, e Team Penning. Todo competidor quer ostentar no cinto uma fivela de campeão desse rodeio, que inova e melhora sua estrutura a cada ano que passa. Dos tempos áureos com rodeio completo, tendo em sua grade competição das oito modalidades, ao que é hoje atualmente, muita coisa mudou, a maioria para melhor. Estrutura para cavalos, cavaleiros e boiada foi modernizada, disposição da arena e acesso dos competidores, entre outros. Tudo da melhor qualidade.

E os melhores ranqueados da PBR Brasil entraram em cena neste primeiro final de semana em busca do título de mais uma etapa e a fivela de campeão em Americana. Os atletas buscaram, ponto a ponto, não só a vitória da etapa, mas também a liderança do ranking nacional. Essa briga ficou entre Bruno Scaranello e Fernando Henrique Novais. Bruno chegou à Americana liderando e queria voltar para casa da mesma forma. Para Fernando, ir bem seria a retoma da posição de líder e mais conforto na sequência do campeonato.

Bruno Scaranello

Mas a vitória ficou para Bruno, que a dedicou em memória do amigo Gilliard Antonio, falecido recentemente no rodeio. Quando parou sobre o touro Promotor (Cia Paulo Emílio) na final e garantiu 87 pontos, Scaranello se emocionou. “Já desci do touro emocionado. Só pensava no Giliard. Eu sei que ele me daria forças para continuar, estaria ali me aplaudindo e vibrando. Tenho certeza que de onde ele estiver ele está me dando motivos para continuar”. Ele somou 349 pontos e ficou com o título da etapa.

Fernando não parou em seu touro da final e terminou em quarto lugar. A liderança tanto da etapa quanto do ranking se alternou a cada montaria e foi uma disputa saudável, entre amigos, bonita de ver. O segundo lugar ficou para Francis Dezembro, 344 pontos. Em terceiro, Danilo Carlos Sobrinho, 337,25 pontos, e em quinto, Robinson Guedes, 261,25 pontos. Agora Bruno tem 1240 pontos no ranking, contra 1050 de Fernando. Essa semana a PBR volta à Americana, 15 a 17 de junho, com o Iron Cowboy. É um sistema de disputas em mata-mata, onde, a cada duelo, um dos competidores é eliminado, seja por tempo de parada ou nota.

Rafaela Fortunato

Nos Três Tambores, organizado por Camila Tavares Frizzo e conduzido por Graziella Agnes, 80 meninas disputaram na Feminina o título da primeira semana. Após duas classificatórias e duas semifinais na sexta e no sábado, 12 conjuntos fizeram a final no domingo. Rafaela Fortunato e ST Gabiroba, de Americana, voltaram para casa com o título de bicampeãs. Somaram 52s892 e deram a volta da vitória com Rafa muito emocionada.

“Ser bicampeã aqui e ainda com a Gabiroba é muito emocionante. Nós vencemos em 2011 e ela já tem 12 anos, o que também é uma vitória porque os animais estão no auge com oito anos de idade”, disse a campeã oferecendo o título aos avós, que completaram 60 anos de casados. O segundo lugar ficou para Ana Carolina Fogaça, com 53s088. Os resultados completos encontram-se no SGP Sistema.

Três Tambores Mirim

A Mirim nos Três Tambores mais uma vez foi sucesso entre os competidores e o público, que vibrava a cada passada dos pequenos com idade que variaram de três a nove anos. Uma prova apenas para convidados, com nove passadas na sexta e outros dez no sábado. No sábado, a melhor passada foi de João Gabriel Terrassan, 8 anos, montando Guadalupe, com o tempo de 18s281. Na sexta, o menor tempo ficou para Juliana dias, 9 anos, com Bluesky Dom, 20s304. A prova não foi válida para nenhum campeonato e teve um caráter de apresentação.

Foram 15 trios de competidores na final da modalidade Team Penning, categoria Adulto. Allan Archanjo, José Renato e Marcos Selani levaram a fivela de campeões ao encerrarem a prova em 15s027. Apesar de não terem sido os melhores da noite, na somatória obtiveram o menor tempo: 44s737. Da equipe vencedora, apenas Allan Archanjo, de 36 anos, é veterano em Americana e campeão quatro vezes. “Não treinamos juntos antes da competição. Foi Deus, a amizade e o companheirismo que formou este time vencedor”, justificou José Renato. Na categoria Infantil, os pequenos João Vitor Archanjo, 10, Henrique Silva, 8, e Nickolas Giglioli, 12, terminaram com 31s579 e ficaram com o título.

As provas cronometradas continuam também na segunda semana, com Três Tambores e Laço em Dupla. Mais informações: festadopeaodeamericana.com.br

Por Luciana Omena
Fonte: Assessoria de Imprensa
Fotos: Adilson Silva/Foto Perigo

Escreva um comentário