Classificatórias aqui no País deram oportunidade de competidores que moram e treinam aqui de participar de um dos cinco melhores rodeios do mundo

O The American você já conhece, né? Aquele rodeio completo que em um dia de competições premia com mais de US$1 milhão, mundialmente conhecido como o ‘Rodeio Milionário de um Dia Só’. Nele estarão presentes os melhores atletas do Laço em Dupla, Três Tambores, Laço Individual, Bareback, Sela Americana, Montaria em Touros e Bulldog. É o único lugar que você vê os competidores das três maiores instituições de rodeio correndo juntos, PRCA, PBR e WPRCA. Uau!

Paulinho e Fernanda Cavalheiro

No total, são U$2 milhões em prêmios. Na conta, temos a premiação de cada campeão e prêmios para os melhores nas semifinais, que somam um milhão, e ainda um bônus de um milhão de dólares para o campeão que tiver ido à final através das semis. Esse bônus incentiva os competidores que ainda não são famosos e não foram convidados para o evento, ou seja, para levar tem que ter participado da classificatória. E ele é dividido caso houver mais de um vencedor nesta mesma situação.

E no Brasil tivemos classificatórias para os Três Tambores na Copa SGP e no Barretos Indoor. Para o Laço em Dupla foi no Team Roping Show. Para os bull riders, valeu a Liga Nacional de Rodeio, final em Barretos. E ainda tivemos classificatória para Bareback e Sela Americana, na Prova do Rancho Guadalupe, e para o Laço Individual, na Prorelax Calf Roping.

Nos Três Tambores, teremos representando as cores verde e amarela, confirmados, Fernanda Cavalheiro, Paulinho Cavalheiro e Matheus Machado Costa. Também se classificaram, mas não puderam confirmar presença Sidnei Junior, Lauri Gularte, Salomão Mariano, Giovanna Balbo e Ana Carolina Barbosa de Melo.

Os três confirmados já tem experiência internacional. Nossas chances são boas!!!! Para Fernanda Cavalheiro, competir nos Estados Unidos era um sonho desde pequena. “Estar indo para competir no The American é muito mais do que sonhei. Me classifiquei no Barretos Indoor, em novembro. Sei que é uma competição muito difícil, mas jamais diria que é uma ilusão ir para lá, pois é uma promessa de Deus em nossas vidas e que está se cumprindo. Estou muito ansiosa, mega feliz com essa viagem. Acredito que tudo em nossa vida não é em vão, sempre tem um propósito. Vou dar o melhor de mim para poder representar bem nosso país”, comentou Fernandinha poucos dias antes de embarcar.

Ela já está nos Estados Unidos, hospedada e treinando no Hubier Ranch, em Cleveland, Texas. E não foi sozinha. Seu irmão, Paulinho Cavalheiro, também se classificou, pela Copa SGP em setembro do ano passado. “E minha maior alegria é poder estar indo junto com meu irmão, ele já competiu algumas vezes lá, sei que vai me dar mais confiança”. Fernanda tem uma boa experiência internacional. Já morou e competiu na Itália, e também participou de provas e rodeios no México e na Colômbia. Como falta mais de dez dias para as semifinais, eles ficarão treinando nos cavalos que irão montar antes de estar em pista oficialmente. “E não tenho como não agradecer, primeiro a Deus, que sem Ele sei que nada disso seria possível; à minha família, noivo, que me deram todo apoio para essa viagem; ao São Raphael Ranch e aos meus parceiros Chiari Profissional, Vetnil, Presence Rações , Puriagro, Foal Western, Haras Guarani”.

Para Paulinho também está sendo um sonho realizado. “A expectativa é grande, estou bastante ansioso para correr logo, dar meu melhor e fazer o cavalo dar o melhor dele. Sei que só assim iremos classificar para a final. A vontade é grande, mas peço a Deus que prevaleça a vontade Dele”, comentou ele que já correu nos Estados Unidos em várias provas, a mais especial, o BFA em Oklahoma City.

Matheus Machado Costa

A felicidade também está estampada no rosto de Matheus Machado Costa. “É uma oportunidade única, mais uma experiência internacional para acrescentar na minha carreira. Estando classificado já para semifinal é melhor ainda. Competi a classificatória na Copa SGP, que por sinal estava bem concorrido! E as minhas expectativas são as melhores. Chegando lá, experimentarei alguns cavalos e vou escolher o que eu me adaptar melhor. A ideia é ‘ir para cima dos gringos’ e mostrar para eles que no Brasil temos cavaleiros tão bom quanto eles!”, comentou ele, que já representou o Brasil na China em duas oportunidades pela NBHA Brazil.

Matheus embarca dia 16 e ficará 15 dias nos Estados Unidos. Depois do The American vai aproveitar para reciclar seus conhecimentos sobre treinamento. “Vou treinar com alguns treinadores renomados de lá e espero poder trazer bastante coisa nova para agregar mais ainda minha forma de treinar e entender um cavalo de tambor”.

As semifinais do The American acontecerão de 20 a 24 de fevereiro, no The Cowtown Coliseum, em Fort Worth, Texas. Já a final seráé dia 25 de fevereiro, no AT&T Stadium, em Arlington, Texas.

Por Luciana Omena e Verônica Formigoni
Fotos: cedidas

Escreva um comentário