O destino de um Médico Veterinário mostrou novos caminhos no meio equestre e trouxe a criação para a vida do profissional apaixonado por cavalos

Ricardo de Carvalho Crissiuma Pisciotta nasceu, cresceu e até hoje vive ao lado dos cavalos. O jovem que viu a família inteira ser envolvida com o meio equestre, criou asas encerrando sua infância e dando início a paixão pelo cavalo, de forma profissional. Fez o sonho de trabalhar com o que ama virar de fato, realidade.

Hoje, além de médico veterinário, Ricardo ainda se destaca como um dos grandes criadores de cavalo Quarto de Milha, mantendo uma produção que se desenvolve de forma positiva e traz além de muito esforço e dedicação, alegria para este amante dos cavalos, na Seleção HRF. Confira entrevista dele para a Revista Ropers Sports!

Como começou sua história no meio equestre?

Ricardo: Nasci e cresci na fazenda. Meu bisavô, Custódio Ribeiro de Carvalho, já era criador e apaixonado por cavalos. Minha avó e meus pais também sempre foram ligados com este segmento. Desta forma, eu e meus irmãos fomos criados nesse meio. Posteriormente, acabei me profissionalizando na área, e me formei em Medicina Veterinária no ano de 2005.

Como foi a criação do Haras Seleção HRF?

Ricardo: Montei uma central de reprodução equina em Valinhos/SP em 2006 e ali trabalhei durante dez anos na área, atendendo na própria central e em vários haras da região.Me envolvi e aprendi muito sobre todo o processo de criação. No ano de 2014, em sociedade com meus irmãos, decidi investir em algumas matrizes e me mudei para a fazenda, em Olímpia/SP, local do nosso criatório.

Qual seu plantel hoje?

Ricardo: Atualmente nosso plantel conta com cerca de quinze matrizes, a maioria delas em programa de transferência de embrião. Produzimos em torno de 50 potros por estação.

Quais os principais animais de sua criação?

Ricardo: Todas as matrizes são provadas em pista ou na reprodução, mas os principais animais do plantel são os garanhões. Um deles, Pop Superhorse, que é uma sociedade nossa com a família VPJ e é um dos maiores garanhões de Laço do Brasil e do mundo. E o One Time Junior, que foi excepcional nas pistas enquanto atleta e já vem demonstrando enorme potencial como reprodutor. Temos alguns filhos do One em treinamento e estamos muito satisfeitos com o desempenho dos potros, trabalham muito!

Quem monta/treina seus animais?

Ricardo: Meu irmão Henrique Pisciotta, que é treinador profissional e responsável pelos animais em treinamento.

Quais seus critérios de escolha para os cruzamentos do plantel?

Ricardo: Acho que vários critérios devem ser analisados para planejar os acasalamentos, mas a base deve sempre ser a função e o desempenho dos animais em pista.

Para quais modalidades é voltada sua criação?

Ricardo: Focamos principalmente no Laço, mas existem vários animais descendentes de nossa genética em outras modalidades, como Rédeas, Apartação, Ranch Sorting, Vaquejada, enfim, o Quarto de Milha é bastante versátil.

Como você vê o mercado equestre hoje em dia?

Ricardo: Hoje o mercado é bastante exigente e acredito que será cada vez mais. A procura por animais de alto desempenho é muito grande e acho que o criador deve se atentar à isso, produzir animais que tenham capacidade de trabalhar em alto nível.

Quais os projetos para sua criação?

Ricardo: Ainda temos que melhorar muito em vários aspectos dentro do nosso criatório, mas a ideia central é produzir qualidade dentro de um sistema funcional e economicamente viável. Acho que é uma tendência, fazer com que a equinocultura se profissionalize cada vez mais.

Por Camila Furtado/Editora Passos
Foto: Cedida

5 Comentários

  1. I like the valuable info you provide in your
    articles. I will bookmark your weblog and check again here frequently.
    I am quite sure I’ll learn lots of new stuff right
    here! Best of luck for the next!

  2. We’re a group of volunteers and starting a new scheme in our community.
    Your web site offered us with valuable info to work on. You’ve done a formidable job and our
    whole community will be thankful to you.

  3. Hello! This is kind of off topic but I need some guidance from
    an established blog. Is it very hard to set up your own blog?
    I’m not very techincal but I can figure things
    out pretty fast. I’m thinking about setting up my own but I’m not sure where to begin. Do you have any points or suggestions?
    Thank you

Escreva um comentário