Team Roping

A importância do assistente para o treinador de Team Roping

Quem conversa com a gente sobre o assunto é Rodrigo de Matos Sobreira, que tem seu centro de treinamento instalado em Piracanjuba/GO

As funções do assistente de treinador em um centro de treinamento de Team Roping são, basicamente, preparar tudo da melhor forma para o trabalho a ser executado no dia a dia. Então, pode passar de selar os cavalos a ser o parceiro de treino, estar montado também nos animais.

Inegavelmente, vejo essa função com extrema importância para a correta manutenção de um centro de treinamento. Especialmente para a modalidade que eu pratico, o Team Roping. Com o passar do tempo, o assistente pode ser a pessoa que faz o gerenciamento todo das baias, incluindo ainda a checagem dos cochos de água e a orientação do pessoal de manejo.

Visto que o trabalho em um centro de treinamento requer bastante disciplina e regras, penso que o assistente também é aquela pessoa que pode orientar a maneira correta de molhar a pista e pode ter o compromisso de selar corretamente os cavalos, entre outras funções.

Com dedicação, o assistente, depois do treinador, será a pessoa que mais irá conhecer a rotina de cada cavalo. Sobretudo, vai saber também a manta correta, assim como a sela e os equipamentos a serem colocados em cada cavalo.

Futuro

Acima de tudo, é função do assistente também, caso ele saiba montar, ajudar o treinador no dia a dia de treinos. A maioria dos treinadores de Team Roping monta cabeça e pé, então é preciso alternar o treinamento dos cavalos em cada uma dessas posições. Entrando ai o suporte do assistente na posição contrária montado em um cavalo de apoio.

Com o passar do tempo, o assistente adquirindo experiência, vai ser natural que o treinador direcione ele a começar a apresentar alguns cavalos nas provas. Uma tropa fica, em média, dois anos em um CT. Portanto, é possível que o assistente trabalhe bem com animais pré-doma, domados, em treinamento e os que precisam apenas ser lapidados.

Para nós, treinadores, é uma pessoa de grande valia. Contudo, penso que quem mais pode aproveitar esse trabalho são eles próprios, com a oportunidade de ganharem mais a frente uma profissão.

Fui assistente de treinador por um bom tempo no começo da minha carreira. Tempo valioso de aprendizado e, sem dúvida, tudo que aconteceu e ainda acontece hoje na minha vida é por causa de tudo que vive no início, aprendendo com outros treinadores.

Dicas para se dar bem como assistente de treinador

  • Admirar o treinador com o qual você trabalha
  • Pensar a frente do treinador, ou seja, adiantar o trabalho, preparar o dia do treinador, facilitar, entender bem o programa de treinamento e se adiantar
  • Ter humildade e disciplina, duas características que cabe em qualquer lugar e quanto mais a pessoa tiver, melhor

Colaboração: Rodrigo de Matos Sobreira
CT Rodrigo de Matos | @rodrigonabola
Crédito da foto: Arquivo Pessoal/WTR Produções

Veja mais notícias da modalidade Laço em Dupla no portal Cavalus