Team Roping

Conheça a carreira vencedora de Marcus Vinicius Orefice Junior

“Como muitos, o meu principal ídolo é o Testinha, devido a sua trajetória, de ter saído do Brasil e ir ser um dos melhores laçadores do mundo”

A história de Marcus Vinicius Orefice Junior, mais conhecido por Junior Alegria, com os cavalos e o laço vem de gerações. Antes de tudo, tem como exemplo o seu pai, o famoso Marcão Alegria. Mas essa paixão vem de bem antes, com seu avô que sempre teve Fazenda.

“Ele sempre teve boi na fazenda e o laço era usado na lida. Assim sendo, eu brincava desde pequeno com o laço na mão. Mas comecei nos esportes equestres com cinco anos fazendo Três Tambores. Fiquei até os dez anos competindo, quando comecei a laçar, seguindo os passos do meu pai”, conta Juninho.

Desse modo, ele mostrou que tinha talento para a coisa. Em seu primeiro ano de participação nos eventos ABQM levou o nome da MVO Horse Business para o pódio. Foi campeão do Congresso e do Campeonato Nacional no Laço Cabeça.

Títulos

“Certo tempo depois vieram mais alguns títulos que me deram um bom currículo: dois carros, cinco trailers, dez motos e R$ 300 mil em dinheiro”, detalha o laçador.

Juninho conquistou importantes títulos, incluindo o ABQM de Awards no Laço em Dupla. E também foi destaque nos Estados Unidos, levantando a bandeira brasileira no pódio.

Nos Estados Unidos o laçador foi: campeão Mundial AQHA, campeão USTRC e campeão NRS Ranch. No Brasil esse currículo se estende.

São sete títulos de campeão Nacional ABQM; sete de campeão do Congresso ABQM, oito de campeão da Copa dos Campeões ABQM. E ainda campeão Derby ABQM, campeão Latin American, bicampeão CPLD, bicampeão Mega Final CPLD.

Não para por ai! Juninho ainda tem os títulos de campeão Haras EZ, Mega Final CPTR, Rodeio de Astorga/PR, Rodeio de Divinópolis/MG, Haras São João e Copa Bavária.

Cavalos

Entre as provas que disputa, Juninho Alegria diz as melhores são CPLD, CPTR e principalmente ETR, que valorizam o laçador. Nesses 14 anos em pista laçando, destaca alguns cavalos que o marcaram e fazem parte da sua história.

“Esse animais me marcaram muito: Zeus San (Norvasc Cardenal x Barbarela Ronald), Miss Objetivo (Imbatível Objetivo G x Orquestra Jet CJB) e Dark French Honey ( Frenchmans Guy x Positively A Coyote)”.

Como todo competidor, ele tem um ídolo que o inspira. No caso dele é Junior Nogueira, por sua força e determinação em estar entre os melhores do mundo.

“Como muitos, meu principal ídolo é o Testinha, devido a sua trajetória, de ter saído do Brasil e ir ser um dos melhores laçadores do mundo”.

O jovem laçador finaliza agradecendo a todos os seus patrocinadores, mas em especial sua família. “Hoje sou muito grato a todos que me patrocinam, mas sem dúvida de tudo, o melhor que eu tenho é minha família. Sempre me apoiaram no meio do cavalo”.

Mais notícias de Laço em Dupla no portal Cavalus

Por Verônica Formigoni
Fonte: Editora Passos
Foto: Jefferson Araújo e Ricardo Mariotto