Um a uma, as provas vão voltando ao seu curso normal após as merecidas férias dos cavalos

Entre os dias 18 e 19 de janeiro, foi realizada em Bálsamo/SP, no Haras Sulera, a segunda edição da Top One Team Roping. Com organização de Alexandre Donda e Ricardo Cevalos, as prova reuniu laçadores das somatórias #2, #3 e #4, chegando perto de algo em torno de 1300 inscritos.

Número bastante interessante para o começo da temporada, provando que o mercado do Team Roping não só continua aquecido, como os laçadores permanecem motivos. O que sempre escutamos dos competidores e treinadores, que têm custos alto de manutenção dos cavalos e treinamento, é que provas com boa organização e premiação são importantes.

A premiação teve um carro ‘zero’ km mais fivelas para a dupla campeã. E ainda, dois trailers, um para a segunda melhor dupla e outro para a terceira. Na regra, a menor média geral da prova ganhou o prêmio de primeiro lugar, deixando o segundo e o terceiro automaticamente reservados para as outras duas.

Foram premiadas, ao todo, 18 duplas, de acordo com regulamento. E a premiação contou, além dos já citados, com motos 100cc ‘zero’ km, dinheiro, fivelas e cordas. No total, passou de R$ 50 mil.

Fotos: Divulgação

Os destaques foram João Castro e Guilherme Camargo. Campeões da prova, tinham a décima melhor média para a final e chegaram à frente de todos ganhando o carro. Pedro Henrique e Fernando Galego em segundo e Bato Robert e Kiko Lascala em terceiro foram os ganhadores dos trailers.

Na sexta, aconteceu um Match Point. A moto 100cc ‘zero’ km ficou para Felipe de Paula e Ana de Paula. Foram premiados até quinto lugar. Os organizadores arrecadaram alguns produtos que foram vendidos e a renda total de R$ 17.630,00 revertida para o Hospital de Câncer de Barretos, o Hospital de Amor.

Resultados completos: @chjaca (nos desataques).

Colaboração: Jaca Produções

Escreva um comentário