Tie-down Roping

Temporada 2020 da Pro Tie-Down Roping tem novidades

A ideia é a valorização de forma abrangente, não só financeira, do profissional do Laço Individual

Surgiu em 2019, a Pro-Tie Down Roping, com o objetivo de valorizar os profissionais do Laço Individual, não só financeiramente, mas também em outros âmbitos. A ideia foi de Marco Aurélio Pereira Filho, Tiago Sanfelice, Fábio Pereira e João Otávio Pereira, jovens profissionais do Laço Individual, que estão presente em provas no Brasil todo.

Dessa forma, a missão da Pro Tie-Down Roping é estar nas provas do Brasil de Laço Individual, tendo interação com todas as associações da modalidade. “Queremos despertar o desejo de outros laçadores em estarem nessa elite”, contam os organizadores.

E a primeira temporada encerrou, portanto, com seis etapas realizadas. Foram contabilizadas 184 inscrições e R$ 70 mil em prêmios. Conforme informações, a Pro Tie-Down Roping passou pela Prova Fazenda Primavera, por etapas do Campeonato ARLI, e a Expo Prudente.

Houve 100% de aceitação dos bezerreiros, o que promoveu um ‘plus’ para a temporada 2020. Estão programadas, até o momento, sete etapas esse ano, classificatórias para a grande final. Para que fique claro, não existe uma prova organizada pela Pro-Tie Down Roping. “Usamos os resultados das provas parceiras para formar o nosso ranking”.

Regulamento

A premiação da final foi fixada em R$ 25 mil para a Final Ouro; R$ 6 mil para a Final Prata; R$ 2 mil a R$ 5 mil para o Last Chance (repescagem); brindes; fivelas. A final será realizada em dois dias. Todos os classificados competem a primeira parte da prova. Os seis melhores por categoria avançam para a Final Ouro. Em seguida, o restante disputa a Final Prata.

O ranking é zerado, valendo para efeito de decisão de cada categoria a performance da etapa final. “Assim sendo, igualamos as chances de todos ficarem com o título”. O campeão máximo da temporada será o competidor que somar mais ganhos ao longo do ano. Para contar pontos para o ranking o laçador deve ser filiado à PRO, com uma anuidade de R$ 350,00.

A primeira etapa do ano se deu durante o Campeonato Paulista, organizado por Fábio Pereira e Flavio Brandão. Foram campeões: categoria 4 – Daniel Lopes (foto); categoria 3 – Carlos Eduardo Almeida. Laçadores da 3 podem correr na 4 a fim de somar mais ganhos. A próxima etapa aconteceria durante o Tie Down Super Stars, dia 21 de março, contudo foi cancelada devido à pandemia do novo coronavírus.

Fique por dentro: @pro_tiedownroping.br.

Por Equipe Cavalus
Crédito da foto: Divulgação/PRO/Western Sports

Veja mais notícias da modalidade Laço Individual no portal Cavalus