Três Tambores & Seis Balizas

NBHA Brazil cancela edição de 2020 da Super Semana do Tambor

Entidade anunciou nesta quarta-feira (20) que a 7ª Super Semana do Tambor ficara para 2021 por conta da pandemia do novo coronavírus

A NBHA Brazil divulgou nesta quarta-feira (20) que optou por cancelar a edição de 2020, que seria a 7ª, da Super Semana do Tambor por causa da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Através de um comunicado oficial, a entidade disse que, “com lágrimas nos olhos e esperança que tudo isso passe o mais breve possível, anunciamos que a 7ª Super Semana do Tambor irá ficar para 2021”. 

O comunicado ainda reforça que, em toda trajetória da NBHA-BRAZIL, de todas as coisas que foram vividas até aqui, esse, sem dúvida, é um momento ímpar. Aquele momento em que nem o filósofo Arthur Schopenhauer, o maior pessimista da história, seria capaz de escrever.

“Esse seria o 7º ano da Super Semana do Tambor, a nossa feira do cavalo de Três Tambores. O evento que abre as porta do nosso esporte para mundo, com a realização das competições internacionais sediadas em terras brasileiras, esse ano teríamos 20 países marcando presença”, acrescenta.

Confira a nota na íntegra:

“Em toda trajetória da NBHA BRAZIL, de todas as coisas que foram vividas até aqui, esse sem dúvida, é um momento ímpar, aquele momento em que nem Arthur Schopenhauer, o maior pessimista da história seria capaz de escrever.

Esse seria o 7º ano da Super Semana do Tambor, a nossa feira do cavalo de Três Tambores, o evento que abre as porta do nosso esporte para mundo, com a realização das competições internacionais sediadas em terras brasileiras, esse ano teríamos 20 países marcando presença.

Aquele evento que começa com a clínica técnica para que os competidores, profissionais e adeptos do esporte possam melhorar suas técnicas antes da pegada dentro da arena, esse ano teríamos o nosso recordista mundial, Sidnei Junior no comando, dividindo e multiplicando conhecimento, mas hoje, não vamos arrumar a arena para clínica.

Aquele evento que abre as porteiras, junto com as Ferraduras Brasil para novos ferradores e casqueadores e os que já estão no mercado melhorem suas técnicas, com o Work Shop e clínica técnica de ferrageamento sob comando do Fabio Furquim, Flávio Dário, Pagoto e Tulio Carvallho e esse ano ainda saberíamos quem seria o melhor ferrador no final das ministrações das técnicas, pois, teríamos o frisson de assistir uma competição entre os melhores ferradores e casqueadores presentes, mas esse ano, não vamos ajeitar o espaço para eles.

Aquele evento que dá uma valorizada na categoria jovem, o Festival Jovem Organnact, que traz os jovens campeões de todos os campeonatos habilitados do país para disputar a vaga e representar o Brasil durante a competição internacional, esse ano os organizadores e responsáveis pelos campeonatos não irão indicar nenhuma dupla.

Aquele evento que traz competidores do Brasil inteiro para competir em busca do título de campeão brasileiro de Três Tambores, homologado pela CBH – Confederação Brasileira de Hipismo, os competidores esse ano, não entrarão em pista com suas bandeiras e não teremos aquele “grito de guerra” que enche o coração de orgulho de ser brasileiro, quando independente da naturalidade da dupla campeã, as torcidas estaduais se unem em uma única voz para torcer pelo Brasil, durante a competição internacional.

Aquele evento que traz a essência da superação, onde os limites parecem não existir quando, os nossos participantes da modalidade paraequestre entram em pista e arrancam suspiros, aplausos e trazem para terra uma atmosfera de amor e positivismo, bem esse ano, nossos centros de equoterapia não irão personificar o sentido da expressão “lição de vida” em forma de passadas na arena.

Aquele evento que entendeu que os animais abandonados e resgatados é também uma responsabilidade nossa como sociedade, mas esse ano a Toca dos Peludos não estará levando seu melhor amigo para aquele amor a primeira lambida.

Aquele evento, que entendeu a necessidade e a importância da sustentabilidade, e que sim, temos que reciclar e diminuir a quantidade de lixo que produzimos em nossas provas, mas esse, ano os catadores da Cooperativa Cooper Nova Tietê, não irão trabalhar conosco nessa missão em prol ao meio ambiente.

Aquele evento que esse ano iria abrir a porta para a galera que está querendo mostrar seu trabalho através da música, a Nova FM, não virá trazer os jurados e também não teremos palco, música ou público.

Esse ano não terá o Tamboreco, nosso grande Bola, que veste com esmero essa fantasia do mascote do nosso esporte, entrando em pista para dançar a eguinha pocotó, brincar e tirar foto com a galera enquanto, o Lobo avisa que os nossos atletas estão voam baixo na arena.

Esse ano não teremos os homenageados, na categoria treinador com PREMIO MARCÃO TOLEDO IN MEMORIAM e na categoria MULHER DE FIBRA, porque seria injusto nesse momento escolher apenas um nome, uma história, um rosto, quando gostaríamos mesmo é de homenagear todos os envolvidos com a Super Semana, a mãe e o pai, que nesse momento estão dando o seu melhor para passar por isso tudo e ainda manter a chama do esporte dentro dos seus filhos, os avozinhos que estão se segurando de saudade em torcer pelos netinhos ou “netões”, afinal, para os avós a gente nunca cresce, para os treinadores, que estão se reinventando, para atravessar esse momento tão pedreira da história do nosso esporte, que estão se desdobrando para se adaptar com “esses trem de internet”, que estão ajeitando “as traias” na esperança que tudo isso passe logo, para que ele possa se preocupar como vai ser a baia que o Alexandre ajeitou para ele deixar a tropa dele e ele ir correr prova, ver seus alunos correndo e falar de cavalos com os amigos de estrada. Para as esposas de treinadores, que estão orando com uma fé inabalável para que o país ressurgia dessa pandemia como uma fênix surge das cinzas, forte e saudável, elas que estão passando feno, que estão sendo suporte e professoras de informáticas para os seus maridos, nada adaptados com a tecnologia, todas elas que sempre ficam nos bastidores dando o suporte, hoje se fazem mais importantes do que nunca. Para todos que fazem parte desses 7 anos de história, dessas mais de 15 mil passadas ao longos desses anos, hoje, não vamos anunciar que as reservas de baias estão abertas, não vamos anunciar, que as inscrições se encerram em dia x, não vamos anunciar que você precisa enviar o comprovante de pagamento pelo e-mail, ou que qualquer dúvida ou problema você poderá resolver com o Abelardo.

Hoje, com lágrimas nos olhos e esperança que tudo isso passe o mais breve possível, anunciamos que a 7ª Super Semana do Tambor, irá ficara para 2021. Agradecemos todos os nossos patrocinadores, nossos colaboradores, nossos amigos, aos atletas e seus familiares por tudo até aqui, nos vemos se Deus quiser no próximo Campeonato NBHA Brazil, cuide-se, para que a família do tambor se reúna novamente para fazer a festa que só a gente sabe fazer.”

Fonte: NBHA Brazil
Crédito da foto: Divulgação/NBHA Brazil

Veja mais notícias da modalidade Três Tambores no portal Cavalus